Theodore Lyman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Theodore Lyman
Theodore Lyman, em 1934
Conhecido(a) por Série de Lyman
Nascimento 23 de novembro de 1874
Boston
Morte 11 de outubro de 1954 (79 anos)
Cambridge
Nacionalidade Estados Unidos Estadunidense
Prêmios Medalha Frederic Ives (1931), Medalha Elliott Cresson (1931)[1]
Campo(s) Física

Theodore Lyman (Boston, 23 de novembro de 1874Cambridge, 11 de outubro de 1954) foi um físico norte-americano.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Lyman tornou-se professor assistente de física em Harvard, onde permaneceu, tornando-se professor titular em 1917, e onde também foi diretor do Jefferson Physical Laboratory (1908-1917). Ele fez importantes estudos em fenômenos relacionados com redes de difração, nos comprimentos de onda da luz ultravioleta do vácuo descobertos por Victor Schumann e também nas propriedades da luz de comprimento de onda extremamente curto , em todos os quais ele contribuiu com valiosos artigos para a literatura da física nos procedimentos das sociedades científicas.[2]

Serviço militar[editar | editar código-fonte]

Durante a Primeira Guerra Mundial, ele serviu na França com a Força Expedicionária Americana, ocupando o posto de major dos engenheiros.

Referências

  1. «Laureates» (pdf) (em inglês). The Franklin Institute. Consultado em 1 de julho de 2015. Cópia arquivada em 1 de julho de 2015 
  2. Este artigo incorpora texto de uma publicação agora em domínio público:  Gilman, DC ; Peck, HT; Colby, FM, eds. (1905). New International Encyclopedia (1ª ed.). Nova York: Dodd, Mead
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.