Val Logsdon Fitch

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Val Logsdon Fitch Medalha Nobel
Simetria CP
Nascimento 10 de março de 1923
Merriman
Morte 5 de fevereiro de 2015 (91 anos)
Princeton
Nacionalidade Estadunidense
Cidadania Estados Unidos
Alma mater Universidade Columbia, Universidade McGill
Ocupação físico, cientista nuclear, professor universitário
Prêmios Nobel prize medal.svg Nobel de Física (1980), Medalha Nacional de Ciências (1993)
Empregador Universidade de Princeton
Religião apostasia ao catolicismo
Instituições Universidade de Princeton
Campo(s) Física nuclear

Val Logsdon Fitch (Merriman, 10 de março de 1923Princeton, 5 de fevereiro de 2015) foi um físico nuclear estadunidense que, com a colaboração de James Cronin, foi laureado com o Prêmio Nobel da Física em 1980 por um experimento de 1964 que usou o Alternating Gradient Synchrotron (Síncrotron de Gradiente Alternante, em português) no Laboratório Nacional de Brookhaven que provou que certas reações subatômicas não respeitam a princípios fundamentais de simetria. Especificamente, eles provaram, ao examinar o decaimento de mésons K, que a reação inversa não segue o mesmo caminho que o da reação original, demonstrando que as reações de partículas subatômicas não são indiferentes quanto à seta do tempo. Portanto, o fenômeno de violação CP foi descoberto. Isso destruiu a crença que os físicos tinham de que as leis naturais são governadas por simetria.

Nascido em um rancho de bovinos próximo a Merriman, Nebraska, Fitch entrou no Exército dos Estados Unidos durante a Segunda Guerra Mundial, e trabalhou no Projeto Manhattan no Laboratório de Los Alamos, localizado no estado do Novo México. Ele mais tarde graduou-se pela Universidade McGill, e completou seu doutorado em física em 1954 na Universidade de Columbia. Ele foi um membro da faculdade na Universidade de Princeton de 1954 até sua aposentadoria em 2005.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Graduou-se com o grau de bacharel em engenharia eléctrica na Universidade McGill, em 1948.

Fitch e o seu colega de pesquisa, James Watson Cronin, foram laureados em 1980 com o Nobel da Física, por uma experiência realizada em 1964, provando que algumas reacções subatómicas não seguem o princípio fundamental de simetria.[1]

Morreu de causas naturais aos 91 anos, dia 05 de fevereiro de 2015, em Princeton, Nova Jersey.[2]

Referências

  1. The Nobel Prize in Physics 1980 em www.nobelprize.org
  2. «Nobel laureate and Princeton physicist Val Fitch dies at age 91 (em inglês)». Princeton University. 6 de fevereiro de 2015. Consultado em 14 de fevereiro de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Sheldon Lee Glashow, Abdus Salam e Steven Weinberg
Nobel de Física
1980
com James Watson Cronin
Sucedido por
Nicolaas Bloembergen, Arthur Schawlow e Kai Siegbahn


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.