Kenneth Arrow

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Kenneth Arrow Medalha Nobel
Economia
Nacionalidade Estados Unidos Estadunidense
Residência  Estados Unidos
Nascimento 23 de agosto de 1921
Local Nova Iorque, Nova Iorque
Morte 21 de fevereiro de 2017 (95 anos)
Local Palo Alto, Califórnia
Atividade
Campo(s) Economia
Instituições Universidade Stanford
Alma mater Universidade Columbia, City College of New York
Prêmio(s) Medalha John Bates Clark (1957), Nobel prize medal.svg Nobel de Economia (1972), John von Neumann Lecture (1977), Prêmio Teoria John von Neumann (1986), Medalha Nacional de Ciências (2004)

Kenneth Joseph Arrow (Nova Iorque, 23 de agosto de 1921Palo Alto, 21 de fevereiro de 2017[1]) foi um economista estadunidense.

Recebeu, junto a John Hicks[2], o Prémio de Ciências Económicas em Memória de Alfred Nobel de 1972. É considerado um dos fundadores da moderna (pós Segunda Guerra Mundial) economia neoclássica.

Seus trabalhos mais significativos são suas contribuições à teoria da escolha social, notadamente, "Arrow's impossibility theorem" (Teorema da impossibilidade de Arrow), e seu trabalho na análise de general equilibrium (equilíbrio geral).

O economista americano Kenneth Arrow é provavelmente conhecido sobretudo pela sua dissertação de doutoramento (no qual se baseia a sua obra Social Choice and Individual Values), onde demostra o seu famoso "teorema da impossibilidade". Arrow provou que, tendo em conta certos pressupostos sobre as preferências das pessoas por certas opções, é sempre impossível encontrar uma regra de eleição através da qual uma opção surja como a preferida. O exemplo mais simples é o paradoxo de Condorcet, cujo nome é uma homenagem ao matemático francês sec XVIII. O paradoxo de Condorcet consiste no seguinte: Existem 3 candidatos à presidência, por ex. A, B e C. Um terço dos eleitores ordena-os como A, B e C; outro terço ordena-os como B, C e A; o último terço alinha-os como C, A e B. Assim, existe uma maioria que prefere A a B e outra maioria que prefere B a C. Aparentemente a maioria prefere A a C, mas de facto a maioria prefere C a A.

Referências

  1. Megan McDonough (21 de fevereiro de 2017). «Kenneth Arrow, Nobel laureate and seminal economist with wide impact, dies at 95» (em inglês). The Washington Post. Consultado em 22 de fevereiro de 2017 
  2. «Nobel Prizes and Laureates 1972» (em inglês). Nobelprize.org. Consultado em 22 de fevereiro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Arrow, Kenneth (1963). Social Choice and Individual Values, New York: Wiley.


Precedido por
Simon Kuznets
Prémio de Ciências Económicas em Memória de Alfred Nobel
1972
com John Richard Hicks
Sucedido por
Wassily Leontief


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) economista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.