Joan A. Steitz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Joan Steitz
Conhecido(a) por pioneira na pesquisa de RNA
Nascimento 26 de janeiro de 1941 (78 anos)
Minneapolis, Minnesota, Estados Unidos
Nacionalidade norte-americana
Alma mater Antioch College
Prêmios
Orientador(es) James D. Watson
Instituições Universidade Yale
Campo(s) Bioquímica e biologia molecular
Tese Studies of the R17A protein (1968)[1]

Joan Elaine Argetsinger Steitz (Minneapolis, 26 de janeiro de 1941) é uma bioquímica e professora universitária norte-americana.

Professora de biologia molecular e biofísica molecular da Universidade Yale e pesquisadora do Instituto Médico Howard Hughes, Joan é conhecida por suas descobertas envolvendo o RNA, incluindo a forma como os ribossomos interagem com o RNA mensageiro, complementando o pareamento das bases e que os íntrons são unidos pelas pequenas ribonucleoproteínas nucleares.[2][3][4][5].

Em setembro de 2018, Joan ganhou o Prêmio Albert Lasker de investigação em Clínica Médica, que equivale a um "Nobel norte-americano", pois 87 de seus ganhadores também ganharam o Nobel.[6]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Joan nasceu em Minneapolis, em 1941.[7] Cresceu em sua cidade na década de 1950 e 1960, educada para ser dona de casa e esposa. Estudou na Blake School, um colégio só para meninas, onde concluiu o ensino médio.[7]

Em 1963, Joan se formou com um bacharelado em Ciências na área de química pelo Antioch College, em Ohio. Seu interesse por biologia molecular começou no laboratório de Alex Rich no Instituto de Tecnologia de Massachusetts. Após a conclusão da pós-graduação, Joan se candidatou à uma vaga na faculdade de medicina, pois desconhecia a existência de outras doutoras na mesma área que a sua. Foi aceita na Universidade Harvard, mas declinou do convite para trabalhar com bioquímica e biologia molecular no novo programa da mesma universidade. Lá, ela foi a primeira mulher a integrar o laboratório do ganhador do Nobel James Watson.[8]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Joan terminou sua pesquisa de pós-doutorado no Laboratório de Biologia Molecular do Conselho de Pesquisa Médica do Reino Unido na Universidade Cambridge, onde trabalhou com Francis Crick, Sydney Brenner e Mark Bretscher. No laboratório, Joan queria responder à pergunta de como uma bactéria sabia em que ponto começar a ler um RNA mensageiro (RNAm). Desta forma, ela descobriu as sequências exatas em um vírus de RNA maduro que codificava três proteínas, onde o RNAm do vírus liga os ribossomos bacterianos para produzir proteínas. Em 1969, publicou um artigo de grande importância na revista Nature, mostrando a sequência de nucleotídeos dos pontos de início da ligação.[9]

Em 1970, Joan foi para a Universidade Yale. Em 1975 publicou a descoberta pela qual é mais conhecida, demonstrando que os ribossomos usam pares de bases complementares para identificar o ponto inicial no RNA mensageiro.[10][11]

Em 1980, Joan colaborou em um artigo importante com Michael Lerner, sobre o uso de imunoprecipitação com anticorpos humanos em pacientes com doença autoimune, para isolar e identificar novas pequenas ribonucleoproteínas nucleares (pronuncia-se "snurps") e assim identificando seu papel no splicing.[2]

Condecorações (seleção)[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Joan Elaine Argetsinger Steitz (ed.). «Studies of the R17A protein». Academic Genealogy Wiki. Consultado em 17 de novembro de 2019 
  2. a b Lerner, M. R.; Boyle, J. A.; Mount, S. M.; Wolin, S. L.; Steitz, J. A. (1980). «Are snRNPs involved in splicing?». Nature. 283 (5743): 220–4. PMID 7350545. doi:10.1038/283220a0 
  3. Vasudevan, S.; Tong, Y.; Steitz, J. A. (2007). «Switching from Repression to Activation: MicroRNAs Can Up-Regulate Translation». Science. 318 (5858): 1931–1934. PMID 18048652. doi:10.1126/science.1149460 
  4. Steitz, T. A.; Steitz, J. A. (1993). «A general two-metal-ion mechanism for catalytic RNA». Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America. 90 (14): 6498–502. PMC 46959Acessível livremente. PMID 8341661. doi:10.1073/pnas.90.14.6498 
  5. Friedberg, E. C. (2008). «Joan Steitz interview». Nature Reviews Molecular Cell Biology. 9 (6). 428 páginas. doi:10.1038/nrm2421 
  6. «Lasker Awards Given for Work in Genetics, Anesthesia and Promoting Women in Science». Consultado em 17 de novembro de 2019 
  7. a b «Joan Steitz CV» (PDF). Universidade Yale. Consultado em 17 de novembro de 2019 
  8. «Trailblazer Turned Superstar» (PDF). HHMI Bulletin. Consultado em 17 de novembro de 2019 
  9. Steitz, J. A. (1969). «Polypeptide Chain Initiation: Nucleotide Sequences of the Three Ribosomal Binding Sites in Bacteriophage R17 RNA». Nature. 224 (5223): 957–64. PMID 5360547. doi:10.1038/224957a0 
  10. «Joan Steitz Biography». Cold Spring Harbor Laboratory. Consultado em 17 de novembro de 2019 
  11. Steitz, J. A.; Jakes, K. (12 d.C.). «How ribosomes select initiator regions in mRNA: Base pair formation between the 3' terminus of 16S rRNA and the mRNA during initiation of protein synthesis in Escherichia coli». Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America. 72: 4734–4738. PMC 388805Acessível livremente. PMID 1107998. doi:10.1073/pnas.72.12.4734 
  12. The Passano Awards 1945–2009 bei passanofoundation.org
  13. Eli Lilly Award in Biological Chemistry, Preisträger 1935 bis 2011
  14. Joan A. Steitz bei nsf.gov
  15. Past Winners bei cme.edu
  16. Amerikanische Biochemikerin erhält Max-Delbrück-Medaille Arquivado em 3 de janeiro de 2011, no Wayback Machine., mdc-berlin.de
  17. UNESCO-L'Oréal-Preis For Women in Science bei unesco.de
  18. Past Winners (1972–2010) Arquivado em 23 de junho de 2010, no Wayback Machine. bei brandeis.edu
  19. Joan A. Steitz PhD Arquivado em 27 de janeiro de 2016, no Wayback Machine. bei der Gairdner Foundation (gairdner.org)
  20. Albany Medical Center Prize in Medicine and Biomedical Research – Previous Recipients Arquivado em 17 de julho de 2012 no Archive.is, amc.edu
  21. Professor Joan Steitz ForMemRS, Royal Society (royalsociety.org)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]