Philip Warren Anderson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Philip Warren Anderson Medalha Nobel
Nascimento 13 de dezembro de 1923
Indianápolis
Morte 29 de março de 2020 (96 anos)
Princeton
Nacionalidade Estadunidense
Cidadania Estados Unidos
Alma mater Universidade Harvard, Laboratório de Pesquisa Naval dos Estados Unidos
Ocupação físico, professor universitário, físico teórico, cientista
Prêmios Nobel prize medal.svg Nobel de Física (1977), Guthrie Medal and Prize (1978), Medalha Nacional de Ciências (1982)
Empregador Universidade de Princeton, Santa Fe Institute, Universidade de Cambridge
Religião ateísmo
Página oficial
http://www.princeton.edu/prism/people/faculty-1/anderson/
Orientador(es) John Hasbrouck Van Vleck
Instituições Bell Labs, Universidade de Princeton, Universidade de Cambridge
Campo(s) Física

Philip Warren Anderson (Indianápolis, 13 de dezembro de 1923Princeton, 29 de março de 2020) foi um físico estadunidense.

Recebeu o Nobel de Física de 1977, por estudos teóricos fundamentais das estruturas eletrónicas magnéticas e de sistemas desordenados. Foi um dos que assinaram uma petição para o presidente Barack Obama em 2015 para que o Governo Federal dos Estados Unidos fizesse um pacto de desarmamento nuclear e de não-agressão.[1][2]

Morreu no dia 29 de março de 2020, aos 96 anos.[3]

Publicações selecionadas[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Philip Warren Anderson


Precedido por
Burton Richter e Samuel Chao Chung Ting
Nobel de Física
1977
com Nevill Francis Mott e John Hasbrouck Van Vleck
Sucedido por
Pyotr Kapitsa, Arno Allan Penzias e Robert Woodrow Wilson


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.