Serge Haroche

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Serge Haroche Medalha Nobel
Física
Serge Haroche (2009)
Nacionalidade França Francês
Nascimento 11 de setembro de 1944 (70 anos)
Local Casablanca
Atividade
Campo(s) Física
Instituições Universidade Pierre e Marie Curie, Collège de France
Alma mater Escola Normal Superior de Paris, Universidade Pierre e Marie Curie
Prêmio(s) Prêmio Einstein de Ciência do Laser (1988), Medalha Albert A. Michelson (1993), Medalha de Ouro CNRS (2009), Medalha do prêmio Nobel Nobel de Física (2012)

Serge Haroche (Casablanca, 11 de setembro de 1944) é um físico francês. Desde 2001 é professor do Collège de France.

Em 2012 foi laureado, juntamente com David Wineland, com o Prêmio Nobel da Física, "por métodos experimentais inovadores que permitem a medição e a manipulação de sistemas quânticos individuais".[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Naturalizado francês, Serge Haroche nasceu em Casablanca, Marrocos, em 1944. Estudou na Escola Normal Superior de Paris (ENS). Ao sair da ENS, integrou o Centre National de la Recherche Scientifique (CNRS), um dos principais centros europeus de pesquisa. Professor na École Polytechnique e na Universidade Pierre e Marie Curie, também ensinou durante nove anos na Universidade Yale, nos Estados Unidos.[2]

Nomeado em 2001 professor do Collège de France da disciplina de física quântica, Haroche liderou o grupo de eletrodinâmica dos sistemas simples no laboratório Kastler Brossel do Departamento de Física da ENS. O pesquisador é um forte defensor da investigação fundamental, "a pesquisa com base em pura curiosidade". Serge Haroche é membro da Académie des Sciences, da Academia Europeia de Ciências e membro associado da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos.[2]

Em 2008, com seu colega do ENS Jean-Michel Raimond, Haroche conseguiu observar a passagem da física quântica para a física clássica em um pequeno conjunto de fótons, partículas que constituem a luz. Para isso, utilizaram uma cavidade revestida de espelhos capaz de prender durante muito tempo fótons e um método de observação de fótons que perturba muito pouco estas partículas. Também puderam observar a passagem de fótons de um estado atípico do mundo quântico a um estado que corresponde perfeitamente à física clássica, este fenômeno chamado de "decoerência" ocorreu sob sua observação.[3]

Em 2012 Serge Haroche, junto com David Wineland, foi condecorado com o prêmio Nobel de Física, por inovadores métodos experimentais que permitem a medição e a manipulação de partículas quânticas individuais. Haroche e Wineland pesquisam o campo de óptica quântica, que lida com a interação entre luz e matéria. Trabalhando separadamente e com "métodos laboratoriais engenhosos", os dois cientistas conseguiram medir e controlar os estados quânticos frágeis que haviam sido teorizados como impossíveis de serem observados diretamente. Wineland conseguiu um método para captar íons, átomos carregados, e medi-los com luz, enquanto Haroche controlou e mediu fótons, partículas que constituem a luz.[4]

Casado, é pai de duas crianças.[2]

Áreas de pesquisa[editar | editar código-fonte]

Haroche é conhecido pela observação experimental da decoerência quântica. Obteve este resultado com colegas na Escola Normal Superior de Paris, em 1996.

Publicações selecionadas[editar | editar código-fonte]

  • Exploring the Quantum - Atoms, Cavities and Photons (com Jean-Michel Raimond) Oxford University Press, September 2006, ISBN 9780198509141
  • M. Brune, E. Hagley, J. Dreyer, X. Maître, A. Maali, C. Wunderlich, J. M. Raimond, et S. Haroche: Observing the Progressive Decoherence of the “Meter” in a Quantum Measurement. In: Phys. Rev. Lett. Band 77, 1996, S. 4887–4890.

Condecorações e associações[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Press release – Particle control in a quantum world (em inglês) Royal Swedish Academy of Sciences Nobelprize.org. Visitado em 9 de outubro de 2012.
  2. a b c Veja; Agência France Press. [http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/serge-haroche-minha-pesquisa-parece-esoterica Prêmio Nobel de Física Serge Haroche: Minha pesquisa parece esotérica] Veja.com.br. Visitado em 14 de outubro de 2012.
  3. Estado de Minas; Agência France Press (09). Francês Serge Haroche e americano David Wineland levam Nobel de Física Estado de Minas. Visitado em 14 de outubro de 2012.
  4. Último Segundo. [hhttp://ultimosegundo.ig.com.br/ciencia/2012-10-09/nobel-fisica-2012.html Nobel de Física 2012 vai para estudos de controle de partículas quânticas]. Visitado em 14 de outubro de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Jean Weissenbach
Medalha de Ouro CNRS
2009
Sucedido por
Gérard Férey
Precedido por
Saul Perlmutter, Adam Riess e Brian Schmidt
Nobel de Física
2012
com David Wineland
Sucedido por
François Englert e Peter Higgs


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.