William Henry Bragg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
William Henry Bragg Medalha Nobel
Nascimento William Henry Bragg
2 de julho de 1862
Wigton
Morte 12 de março de 1942 (79 anos)
Londres
Residência Austrália
Nacionalidade britânico
Cidadania Reino Unido
Etnia ingleses
Cônjuge Gwendoline Todd
Filho(s) William Lawrence Bragg, 2nd Lieut. Robert Charles Bragg
Alma mater Universidade de Cambridge
Ocupação físico, químico, Jogador de lacrosse, professor(a) universitário(a), matemático, cristalógrafo
Prêmios Nobel prize medal.svg Nobel de Física (1915), Medalha Matteucci (1915), Medalha Rumford (1916), Medalha Franklin (1930), Medalha Copley (1930), Medalha Faraday (1936), Prêmio John J. Carty (1939)
Empregador Universidade de Leeds, University College London, Universidade de Adelaide
Orientador(es) Joseph John Thomson
Orientado(s) William Lawrence Bragg, Kathleen Lonsdale, William Astbury, John Desmond Bernal
Instituições Universidade de Adelaide, Universidade de Leeds, University College London, Royal Institution
Campo(s) física
Obras destacadas Difração de raios X
Assinatura
William Henry Bragg signature.png

William Henry Bragg, KBE, OM, PhD, PRS[1] (Wigton, Cumberland, 2 de julho de 1862Londres, 12 de março de 1942) foi um físico e químico britânico.

Em 1915 recebeu com seu filho, William Lawrence Bragg, o Nobel de Física por trabalhos de análise da estrutura cristalina através da difração de raios-X.

Biografia[editar | editar código-fonte]

O campo de pesquisa de Bragg eram os raios X. Junto com seu filho, William Lawrence Bragg, criou o primeiro espectroscópio de raios X, dando lugar a uma nova ciência para o estudo da estrutura cristalina; em 1913 eles enunciaram a Lei de Bragg, que permite determinar a posição dos átomos em uma rede cristalina estudando a difração de raios X. Por esses estudos, pai e filho receberam o Prêmio Nobel de Física em 1915.[2]

Nesse mesmo ano tornou-se professor de física na University College London, mas não começou a lecionar antes do final da Grande Guerra. Após a guerra, ele continuou seus estudos de análise de cristais.

Publicações[editar | editar código-fonte]

  • William Henry Bragg, William Lawrence Bragg, "X Rays and Crystal Structure", G. Bell & Son, Londres, 1915.
  • William Henry Bragg, The World of Sound (1920)
  • William Henry Bragg, The Crystalline State – The Romanes Lecture for 1925. Oxford, 1925.
  • William Henry Bragg, Concerning the Nature of Things (1925)
  • William Henry Bragg, Old Trades and New Knowledge (1926)
  • William Henry Bragg, An Introduction to Crystal Analysis (1928)
  • William Henry Bragg, The Universe of Light (1933)

Referências

  1. Da c. Andrade, E. N.; K. Lonsdale (1943). «William Henry Bragg. 1862-1942». Obituary Notices of Fellows of the Royal Society (em inglês). 4 (12). 276 páginas. doi:10.1098/rsbm.1943.0003. Consultado em 27 de dezembro de 2012 
  2. «Sir William Bragg | British physicist | Britannica». www.britannica.com (em inglês). Consultado em 2 de julho de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Max von Laue
Nobel de Física
1915
com William Lawrence Bragg
Sucedido por
Charles Glover Barkla
Precedido por
Johannes Stark
Medalha Matteucci
1915
com William Lawrence Bragg
Sucedido por
Antonino Lo Surdo
Precedido por
John William Strutt
Medalha Rumford
1916
Sucedido por
Charles Fabry e Alfred Perot
Precedido por
Max Planck
Medalha Copley
1930
Sucedido por
Arthur Schuster
Precedido por
Emil Berliner e Charles Thomson Rees Wilson
Medalha Franklin
1930
com John Frank Stevens
Sucedido por
James Hopwood Jeans e Willis Rodney Whitney
Precedido por
Frederick Gowland Hopkins
Presidentes da Royal Society
1935 — 1940
Sucedido por
Henry Hallett Dale


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.