William David Coolidge

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
William David Coolidge
William David Coolidge, extrema esquerda
Nascimento 23 de outubro de 1873
Hudson
Morte 3 de fevereiro de 1975 (101 anos)
Schenectady
Residência  Estados Unidos
Nacionalidade Estados Unidos Estadunidense
Alma mater Universidade de Leipzig, Instituto de Tecnologia de Massachusetts
Prêmios Medalha Howard N. Potts (1926), Medalha Edison IEEE (1927), Medalha Hughes (1927), Medalha Faraday (1939), Medalha Franklin (1944), Plaqueta Röntgen (1963), National Inventors Hall of Fame (1975)
Campo(s) Física

William David Coolidge (Hudson, 23 de outubro de 1873Schenectady, 3 de fevereiro de 1975) foi um físico estadunidense responsável por inúmeros aprimoramentos no campo dos raios X e também pelo registro de muitas patentes na mesma área.

Em 1913, enquanto trabalhava para a companhia General Electric em Schenectady, Nova Iorque, ele desenvolveu um tubo de raio X, dotado de um vácuo em seu interior, com um ânodo de Tungstênio que produzia raios X mais concentrados e de maior intensidade. Posteriormente à Primeira Guerra Mundial os Tubos de Coolidge se tornaram disponíveis nos continentes europeu e americano, promovendo uma melhoria significativa na qualidade e alcance da Radiografia. A maioria dos tubos de raio X atuais ainda são baseados no design desenvolvido por Coolidge.

Inicio da Carreira[editar | editar código-fonte]

Coolidge nasceu em uma fazenda perto de Hudson , Massachusetts[1]. Ele estudou engenharia elétrica desde 1891 até 1896 no Massachusetts Institute of Technology (MIT). Depois de um ano como assistente de laboratório, ele foi para a Alemanha para um estudo mais aprofundado e recebeu seu doutorado na Universidade de Leipzig . De 1899 a 1905, ele foi assistente de pesquisa para Arthur A. Noyes do Departamento de Química no MIT.

Coolidge passou a trabalhar como pesquisador na General Electric novo laboratório de pesquisa em 1905, onde conduziu experimentos que levaram ao uso de tungstênio como filamentos em lâmpadas . Ele desenvolveu o tubo de Tungstênio, que poderia ser mais facilmente atraídos para filamentos, pelo óxido de purificação do elemento. Em 1911, a General Electric[2] começou a comercializar as lâmpadas usando o novo metal e elas logo se tornaram uma importante fonte de renda para a empresa. Coolidge solicitou e recebeu uma patente para esta 'invenção' em 1913.

O tubo de raio X melhorado[editar | editar código-fonte]

O tubo de raios-X aprimorado[3] de Coolidge empregou um filamento de tungstênio aquecido como sua fonte de elétrons. Como as moléculas de gás residual no tubo não eram mais necessárias como fonte de elétrons, o tubo de Coolidge poderia ser completamente evacuado, o que permitiu tensões operacionais mais altas. Essas tensões mais altas produziram raios X de maior energia, que eram mais eficazes no tratamento de tumores profundos. Além disso, a intensidade dos raios X não mostrou as grandes flutuações características dos tubos anteriores e o operador tinha muito mais controle sobre a qualidade (ou seja, energia) dos raios X.

Participação na Segunda Guerra[editar | editar código-fonte]

No início da Segunda Guerra Mundial[4], ele foi nomeado para um pequeno comitê estabelecido para avaliar a importância militar da pesquisa sobre urânio. O relatório deste comitê levou ao estabelecimento do Distrito de Manhattan para o desenvolvimento de armas nucleares.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Harris Joseph Ryan
Medalha Edison IEEE
1927
Sucedido por
Frank Baldwin Jewett
Precedido por
George Washington Pierce e Harold Clayton Urey
Medalha Franklin
1944
com Pyotr Kapitsa
Sucedido por
Harlow Shapley


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Referências[editar | editar código-fonte]

  • Physics and the Human Body: Stories of Who Discovered What - Hiram Baddley
  1. «William D. Coolidge | American engineer and chemist». Encyclopedia Britannica (em inglês). Consultado em 29 de agosto de 2020 
  2. «Case Files: William D. Coolidge (Cathode Rays)». The Franklin Institute (em inglês). 27 de maio de 2016. Consultado em 29 de agosto de 2020 
  3. Hudson, William D. Coolidge Nascermos 23 de outubro de 1873; Massachusetts; de 1975Schenectady, EUA Morreu 03 de fevereiro; Iorque, Nova; inc, EUA Residência Estados Unidos Nacionalidade americano alma mater Universidade de Leipzig Instituto de Tecnologia de Massachusetts Conhecido por suas contribuições para a iluminação elétrica; elétrica, escente ea arte de raios-X. Prêmios Medalha de IEEE EdisonMedalha HughesMedalha FaradayMedalha Duddell e Prizecarreira científica Campos Engenharia. «William D. Coolidge - William D. Coolidge - qwe.wiki». pt.qwe.wiki. Consultado em 29 de agosto de 2020 
  4. «William David Coolidge | Environmental Health & Safety | Michigan State University». ehs.msu.edu. Consultado em 29 de agosto de 2020