Stanley Cohen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Stanley Cohen, veja Stanley Cohen (desambiguação).
Stanley Cohen
Nascimento 17 de novembro de 1922
Nova Iorque
Morte 5 de fevereiro de 2020 (97 anos)
Nashville, Tennessee
Nacionalidade norte-americano
Alma mater Universidade de Michigan
Prêmios Prêmio Louisa Gross Horwitz (1983), Medalha Nacional de Ciências (1986), Prêmio Albert Lasker de Pesquisa Médica Básica (1986), Nobel prize medal.svg Nobel de Fisiologia ou Medicina (1986), Medalha Franklin (1987)
Instituições Universidade Washington em St. Louis
Campo(s) Bioquímica

Stanley Cohen (Nova Iorque, 17 de novembro de 19225 de fevereiro de 2020) foi um bioquímico estadunidense.

Foi agraciado, junto com a italiana Rita Levi-Montalcini, com o Nobel de Fisiologia ou Medicina de 1986, pela descoberta do fator de crescimento da epiderme.

Morreu no dia 5 de fevereiro de 2020, aos 97 anos.[1]

Referências

  1. Alund, Natalie (5 de fevereiro de 2020). «Biochemist and Nobel Prize winner Stanley Cohen dies in Nashville at age 97». The Tennessean (em inglês). Consultado em 5 de fevereiro de 2020 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Michael Stuart Brown e Joseph Goldstein
Nobel de Fisiologia ou Medicina
1986
com Rita Levi-Montalcini
Sucedido por
Susumu Tonegawa
Precedido por
Benoît Mandelbrot
Medalha Franklin
1987
Sucedido por
Donald Knuth


Ícone de esboço Este artigo sobre um bioquímico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.