Sune Bergström

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Sune Bergström
Nascimento 10 de janeiro de 1916
Estocolmo
Morte 15 de agosto de 2004 (88 anos)
Estocolmo
Residência Suécia
Nacionalidade sueco
Prêmios Prêmio Louisa Gross Horwitz (1975), Prêmio Welch de Química (1980), Nobel prize medal.svg Nobel de Fisiologia ou Medicina (1982)
Campo(s) bioquímica

Sune Karl Bergström (Estocolmo, 10 de janeiro de 1916 — Estocolmo, 15 de agosto de 2004) foi um bioquímico sueco.

Foi agraciado com o Nobel de Fisiologia ou Medicina de 1982, por pesquisas sobre prostaglandinas.

Ele foi eleito membro da Real Academia Sueca de Ciências, em 1965, e seu presidente em 1983. Em 1965, ele também foi eleito membro da Real Academia Sueca de Ciências da Engenharia. Ele foi eleito membro estrangeiro honorário da Academia Americana de Artes e Ciências, em 1966.[1] Em 1985, foi nomeado membro da Pontifícia Academia das Ciências.[2]

Referências

  1. «Book of Members, 1780–2010: Chapter B» (PDF) (em inglês). American Academy of Arts and Sciences. Consultado em 9 de janeiro de 2013 
  2. «Sune Bergström» (HTML) (em inglês). The Pontifical Academy of Sciences. Consultado em 9 de janeiro de 2013 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Roger Sperry, David Hubel e Torsten Wiesel
Nobel de Fisiologia ou Medicina
1982
com Bengt Samuelsson e John Vane
Sucedido por
Barbara McClintock


Ícone de esboço Este artigo sobre um bioquímico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.