Günter Blobel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Günter Blobel Medalha Nobel
Nascimento 21 de maio de 1936
Waltersdorf
Morte 18 de fevereiro de 2018 (81 anos)
Nova Iorque
Nacionalidade Alemão
Alma mater Universidade de Tubinga (M.D.)
Universidade do Wisconsin-Madison (Ph.D.)
Prêmios Prêmio NAS de Biologia Molecular (1978), Medalha E.B. Wilson (1986), Medalha Max Delbrück (1992), Prêmio Massry (1999), Nobel prize medal.svg Nobel de Fisiologia ou Medicina (1999)
Orientador(es) George Palade
Orientado(s) Peter Walter
Instituições Universidade Rockefeller
Campo(s) Biologia
Notas Membro da Pontifícia Academia das Ciências

Günter Blobel (Waltersdorf/Silésia, Alemanha (atualmente Polônia), 21 de maio de 1936 - Nova Iorque, 18 de fevereiro de 2018[1]) foi um biólogo alemão.[2]

Foi agraciado com o Nobel de Fisiologia ou Medicina de 1999, por descobrir que as proteínas têm sinais intrínsecos que direcionam seu transporte e sua localização nas células. Foi indicado para integrar a Pontifícia Academia das Ciências em 2001.

Referências

  1. «Medizin-Nobelpreisträger Günter Blobel gestorben» (em alemão). derStandard.at. 19 de fevereiro de 2018. Consultado em 19 de fevereiro de 2018. 
  2. Perfil no sítio oficial do Nobel de Fisiologia ou Medicina 1999 (em inglês)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Robert Furchgott, Louis Ignarro e Ferid Murad
Nobel de Fisiologia ou Medicina
1999
Sucedido por
Arvid Carlsson, Paul Greengard e Eric Kandel


Ícone de esboço Este artigo sobre um médico é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.