Andrew Viterbi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Andrew Viterbi
Nascimento 9 de março de 1935 (87 anos)
Bérgamo
Nacionalidade italiano, estadunidense
Alma mater Instituto de Tecnologia de Massachusetts (PhD), Universidade do Sul da Califórnia (MS)
Prêmios Medalha Alexander Graham Bell IEEE (1984), Prêmio Claude E. Shannon (1991), Medalha Nacional de Ciências (2007), Prêmio Maxwell IEEE (2007), Medalha de Honra IEEE (2010), Medalha John Fritz (2011)[1] Prêmio Charles Stark Draper (2016)
Instituições Universidade do Sul da Califórnia

Andrew James Viterbi (Bérgamo, 9 de março de 1935) é um matemático estadunidense nascido na Itália.

Trabalho[editar | editar código-fonte]

Em 1967 ele propôs o algoritmo de Viterbi para decodificar dados codificados convolucionalmente. Ele ainda é amplamente usado em telefones celulares para códigos de correção de erros, bem como para reconhecimento de fala, análise de DNA e muitas outras aplicações dos modelos Hidden Markov. A conselho de um advogado, Viterbi não patenteou o algoritmo. Viterbi também ajudou a desenvolver o padrão CDMA para redes de telefonia celular.[2]

Referências

  1. «John Fritz Medal Past Recipients» (em inglês). American Association of Engineering Societies. Consultado em 30 de junho de 2015. Cópia arquivada em 30 de junho de 2015 
  2. Thomas, News Analysis Sarah; Director; Comms 9/9/2015, Women in. «Ingenu Launches the US's Newest IoT Network». Light Reading (em inglês). Consultado em 11 de março de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Robert Heath Dennard
Medalha de Honra IEEE
2010
Sucedido por
Morris Chang