Arthur Ashkin

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Arthur Ashkin Medalha Nobel
Pinça óptica
Nascimento 2 de setembro de 1922
Nova Iorque
Morte 21 de setembro de 2020 (98 anos)
Rumson, Nova Jérsei
Nacionalidade estadunidense
Cidadania Estados Unidos
Alma mater Universidade Cornell, Universidade Columbia
Ocupação físico
Prêmios Prêmio Eletrônica Quântica (1987), Prêmio Charles Hard Townes (1988), Prêmio Harvey (2004), National Inventors Hall of Fame (2013)[1], Nobel de Física (2018)
Empregador Bell Labs, Lucent
Instituições Bell Labs
Campo(s) física

Arthur Ashkin (Nova Iorque, 2 de setembro de 1922Rumson, 21 de setembro de 2020) foi um físico estadunidense. Trabalhou no Bell Labs.

Recebeu o Nobel de Física de 2018, juntamente com Gérard Mourou e Donna Strickland.[2]

Morreu no dia 21 de setembro de 2020 em Rumson, aos 98 anos.[3]

Referências

  1. «Welcome Inventors Hall of Fame Class of 2013» (em inglês) 
  2. Arthur Ashkin, Gérard Mourou and Donna Strickland win physics Nobel
  3. McClain, Dylan (28 de setembro de 2020). «Arthur Ashkin, 98, Dies; Nobel Laureate Invented a 'Tractor Beam'». The New York Times (em inglês). Consultado em 28 de setembro de 2020 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Arthur Ashkin

Precedido por
Rainer Weiss, Barry C. Barish e Kip Thorne
Nobel de Física
2018
com Gérard Mourou e Donna Strickland
Sucedido por
James Peebles, Michel Mayor e Didier Queloz
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.