Rodrigo de Gennaro Leme

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Rodriguinho Leme
campeão do circuito internacional de vôlei
Voleibol
Nome completo Rodrigo de Gennaro Leme
Apelido Rodriguinho
Modalidade Voleibol indoor
Nascimento 9 de abril de 1980 (41 anos)
Campinas, SP
Nacionalidade brasileira
Compleição Peso: 80 kg Altura: 1,85 m
Clube Brasil Sada Cruzeiro Vôlei
Medalhas
Competidor do Bandeira do Brasil Brasil
Competidor do Cruzeiro
Campeonatos Mundiais
Prata Betim 2019 Equipe
Campeonato Sul-Americano de Clubes
Ouro Contagem 2020 Equipe
Campeonato Sul-Americano de Clubes
Ouro Buenos Aires 1997 Equipe

Rodrigo de Gennaro Leme (Campinas, 9 de abril de 1980) é um voleibolista indoor brasileiro, atuante na posição de Levantador, premiado na edição da Superliga Brasileira A 2009-10 como Melhor Levantador, conquistou o título do Circuito Internacional de Vôlei de 2009 e o vice-campeonato Copa Internacional Banco Provincia Vóley na Argentina em 2009

Carreira[editar | editar código-fonte]

Rodriguinho foi incentivado desde cedo a prática desportiva, seguiu os passos dos pais.Ele é filho do ex-voleibolista Luís Antônio Leme e da ex-técnica de voleibol Maricilda de Gennaro Leme, também sua irmã foi voleibolista; sempre praticou vários esportes, mas predominou a paixão pelo voleibol[1].

Nos anos 90 iniciou sua trajetória defendo a P.M. Nova Odessa[2][3].Tentou por duas vezes ingressar nas categorias de base do Esporte Clube Banespa nas peneiras concorridas e tradicionais da época, mas não foi selecionado devido a pouca idade[4].

Teve passagens também pelo Esporte Clube Pinheiros e Club Athletico Paulistano[5].Em 1995 atuava no elenco infantil do S.C. Corinthians Paulista e participou da conquista do título do Campeonato Metropolitano nesta categoria[6], depois passou atuar pela equipe do E.C.Pinheiros e foi convocado para Seleção Paulista para disputar o Campeonato Brasileiro de Seleções de 1996[6] e conquistou o título na categoria infanto-juvenil[7], realizado em Garatuba-PR[8].

Em seguida defendeu as categorias de base de P.M. Americana[5] e ainda juvenil transfere-se para o Olympikus/Telesp em 1996[4], fazendo parte do elenco adulto [4] que obteve o título do Campeonato Sul-Americano de Clubes de 1997, realizado em Buenos Aires, na Argentina[9].

Ainda no ano de 1997 jogando pelo Olympikus/Telesp , ainda com sede em Campinas, o ouro nos Jogos Regionais e o segundo lugar no Campeonato Paulista [6][10], sagrando-se campeão da 61a edição Jogos Abertos do Interior realizados em Bragança Paulista, época que o clube estava representando a cidade Indaiatuba[11].

Na temporada 1998-99 é contratado pelo Papel Report/Nipomed conquistando em 1998 o bicampeonato nos Jogos Regionais, o vice-campeonato na 62a edição Jogos Abertos do Interior realizados em Araçatuba[12][13], os títulos do Campeonato Paulista Juvenil e do Campeonato Paulista (adulto ), além do vice-campeonato da Superliga Brasileira A 1998-99[6][14].

Em sua segunda temporada pelo Report/Nipomed competiu na temporada 1999-00[7] conquistando o bicampeonato no Campeonato Paulista de 1999[10], no mesmo ano sagrou-se campeão dos Jogos Abertos do Interior , tricampeão nos Jogos Regionais[6] e encerrou na quinta posição na primeira fase da correspondente Superliga Brasileira A[15], finalizando na sexta posição na segunda fase[16][17], edição que registrou dez pontos, destes dois foram de ataques, cinco de bloqueios e três de saques[7].

No ano de 2000 conquistou o título do Campeonato Brasileiro de Seleções, representando a Seleção Paulista, categoria juvenil, este realizado em Uberlândia[18] e renovou com Zip Net/Fennab de Suzano conquistando o tetracampeonato nos Jogos Regionais e bicampeonato nos Jogos Abertos do Interior[6], além do vice-campeonato no Campeonato Paulista de 2000[10][19] e na Superliga Brasileira A 2000-01 finalizou na oitava colocação[20], marcando em toda edição nove pontos, destes três foram de ataques, cinco de bloqueios e um apenas de saques[7].

Foi atleta na jornada seguinte do Lupo Náutico e conquistou o pentacampeonato nos Jogos Regionais de São Paulo e alcançou o sexto lugar na Superliga Brasileira A 2001-02[21], registrando quarenta e seis pontos, destes foram quinze de ataques, vinte e cinco de bloqueios e seis de saques[7].

Retornou ao Wizard/Suzano na jornada 2002-03, conquistando em 2002 o tricampeonato nos Jogos Abertos do Interior de São Paulo, o segundo lugar nos Jogos Regionais[22],tricampeonato no Campeonato Paulista e o bronze na edição da Superliga Brasileira A 2002-03[6][23], registrando doze pontos, destes três foram de ataques, quatro de bloqueios e cinco de saques[7].

Renovou com o Wizard/Suzano e disputou as competições do período esportivo 2003-04, alcançando no ano de 2003: o tetracampeonato nos Jogos Abertos do Interior de São Paulo, o hexacampeonato nos Jogos Regionais, o segundo lugar no Campeonato Paulista e a quarta posição na edição da Superliga Brasileira A 2003-04[6][24], marcando dez pontos, sendo cinco pontos de ataques, três de bloqueios e dois de saques[7].

Competiu pela UCS/Colombo na jornada 2004-05[6] finalizando na décima colocação na correspondente Superliga Brasileira A[25], registrando vinte e cinco pontos, dos quais quinze foram de ataques, seis de bloqueios e quatro de saques[7].

Defendeu na jornada esportiva 2005-06 a Ulbra/Ferraz/São Paulo F.C [7] foi vice-campeão do Campeonato Gaúcho de 2005[26], mesmo posto obtido nos Jogos Abertos do Interior de São Paulo, realizados em Botucatu no mesmo ano[27] e disputou a Superliga Brasileira A 2005-06 por este clube[28] e encerrou na oitava posição[29].

Renovou com a Ulbra/Uptime e conquistou o título da Copa Samsung e do Campeonato Gaúcho, ambas em 2006 e antes conquistou o título da Copa Brasil Sul no mesmo ano[30] e na Superliga Brasileira A 2006-07[31] conquistou o bronze[32].

Defendeu o Santander/São Bernardo[33][34], foi capitão do time [1] conquistou ainda em 2007 o vice-campeonato dos Jogos Abertos do Interior em Praia Grande [35] e disputou a Superliga Brasileira A[36], edição que finalizou na sexta posição[37] e nas estatísticas foi o quinto entre os melhores no fundamento de levantamento[38].

Recebeu uma proposta do voleibol europeu e transferiu-se para o clube italiano Framasil Pineto e encerrou na décima segunda posição da Liga A1 Italiana 2008-09[39] e nas estatísticas foi o nono entre os melhores levantadores[40] e integrou a seleção dos doze melhores estrangeiros no All Star Games, sagrando-se campeão[2].

Foi repatriado na temporada seguinte pelo Bonsucesso/Montes Claros e disputou o título do Circuito Internacional de Vôlei em 2009, sediado em Montes Claros[41] e conquistou o título desta commpetição[42].No mesmo ano foi vice-campeonato da Copa Internacional Banco Província de Vóley de 2009, realizada em Tortuguitas, na Argentina[43][44], também disputou e obteve o título do Desafio Globo Minas[45][46][47] e obteve o Campeonato Mineiro de 2009[48], chegou a grande final da edição da Superliga Brasileira A conquistando o vice-campeonato[49] e foi eleito o Melhor Levantador da competição[50].

Disputou mais uma jornada pelo BMG/Montes Claros , novamente capitão de um time[51], foi campeão do 2º Torneio de Vôlei Cidade de Juiz de Fora em 2010[6], neste mesmo ano conquistou o bronze no Campeonato Mineiro de 2010 e disputou a Copa Cimed no mesmo ano[52] competição na qual conquistou o título[53].Por essa equipe disputou a Superliga Brasileira A 2010-11[54] e nesta edição ocupou o a sexta posição[55], nas estatísticas figurou na quarta posição entre os melhores defensores e ocupou o quinto lugar entre os melhores no levantamento[56].

O Medley/Campinas contrata Rodriguinho na temporada 2011-12[2][57][58] sendo heptacampeão dos Jogos Regionais em 2011 em Araçatuba[6], participou da conquista do segundo lugar nos Jogos Abertos do Interior em 2011,disputado em Santo André[59], mesmo posto obtido no Campeonato Paulista neste ano[60] e após as quartas de finais da Superliga Brasileira 2011-12 encerrou por esta equipe na sétima posição[61].

Nas competições de 2012-13 renovou com o Medley/Campinas sagrando-se vice-campeão da Copa São Paulo de 2012[62], e mesma conquista obteve no Campeonato Paulista no mesmo ano[63] e obteve o ouro nos Jogos Abertos do Interior de 2012 de Bauru[64] e encerrou na quinta posição na Superliga Brasileira A 2012-13[65].

Renovou com Vôlei Brasil Kirin/Campinas conquistou o vice-campeonato no Campeonato Paulista de 2013[66] e o bronze na Copa Brasil de 2014 sediada em Maringá, PR [67] e pela Superliga Brasileira A 2013-14 avançou até as semifinais [68] encerrando com o bronze[69].

Retornou ao Montes Claros para a temporada 2014-15[70][71] avançou até a fase das quartas de final na Superliga Brasileira A 2014-15, fato que o clube há quatro anos não alcançava[72] encerrando na oitava colocação[73], foi quarto Melhor Levantador em eficiência da edição[74].

Rodriguinho reside em Sumaré com sua esposa Cris e sua filha Rafaela[74] Foi atleta da São José dos Campos na temporada 2015-16[75][76], foi semifinalista no Campeonato Paulista de 2015[77].Disputou por este clube a Copa Brasil de 2016 e encerrou na quinta posição e conquistou a última vaga para as quartas de final da Superliga Brasileira A 2015-16[78][79], finalizando na quinta posição; ele registrou 40 pontos, destes 23 de ataques, 9 de bloqueios e 8 de saques[80].

Retornou ao Vôlei Brasil Kirin/Campinas na temporada 2016-17[81] e renovou com este clube que passou a utilizar a alcunha na temporada 2017-18ːVôlei Renta/Campinas[82].

Títulos e resultados[editar | editar código-fonte]

Premiações individuais[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b FPV-Federação Paulista de Volleyball, ed. (18 de fevereiro de 2008). «Rodriguinho um levantador formado por campeões». Consultado em 24 de abril de 2016 
  2. a b c Mirela Leme (3 de abril de 2009). «Rodrigo Leme, de Nova Odessa para a Itália, dá aula de humildade e garra em clínica de vôlei». Prefeitura Municipal de Nova Odessa. Consultado em 24 de abril de 2016 
  3. Nayara de Oliveira (30 de abril de 2010). «Rodrigo Leme, de Nova Odessa, disputa final da Superliga de Vôlei neste sábado, com TV». Prefeitura Municipal de Nova Odessa. Consultado em 24 de abril de 2016 
  4. a b c FPV-Federação Paulista de Volleyball, ed. (21 de outubro de 2011). «Rodriguinho transforma retorno a Campinas em tranquilidade para jogar». Consultado em 24 de abril de 2016 
  5. a b Jornal do Vôlei. «Perfil Rodriguinho Leme». Consultado em 24 de abril de 2016 
  6. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac ad ae af ag Vôlei Montes Claros. «Perfil –Levantador -Rodrigo Gennaro Leme». Consultado em 24 de abril de 2016 [ligação inativa]
  7. a b c d e f g h i j CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «Ficha do Atleta- 9 – Rodriguinho-Equipe: ULBRA/FERRAZ/SPFC». Consultado em 24 de abril de 2016 [ligação inativa]
  8. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «CAMPEONATOS BRASILEIROS DE SELEÇÕES-CLASSIFICAÇÃO FINAL DE 1 995 A 2013- CBS INFANTO-JUVENIL - DIVISÃO ESPECIAL -Pág.3» (PDF). Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original (PDF) em 14 de julho de 2014 
  9. Clarin Digital (28 de abril de 1997). «VOLEIBOL: PEÑAROL TERMINO TERCERO EN EL SUDAMERICANO-Olympikus, campeón» (em espanhol). Consultado em 24 de abril de 2016 
  10. a b c d FPV-Federação Paulista de Volleyball, ed. (20 de agosto de 2015). «Campeonato Paulista Adulto da Divisão Especial 2015: quatro jogos abrem a competição- Relação de campeões». Consultado em 24 de abril de 2016 
  11. a b Folha Online, ed. (19 de outubro de 1997). «São Caetano ganha Jogos Abertos do Interior». Consultado em 24 de abril de 2016 
  12. Fernando Lemos & Carlos Alberto Tilim (24 de setembro de 1998). «ATRAÇÃO - Oscar chega de helicóptero». Folha da Região. Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original em 29 de novembro de 2014 
  13. a b Fernando Lemos (27 de setembro de 1998). «Plácido Rocha lota com basquete e vôlei». Folha da Região. Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original em 31 de maio de 2016 
  14. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «O BI DA ULBRA – 98/99- Selecionar Classificação Geral-1998/1999 – V Superliga-Masculino». Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original em 25 de dezembro de 2017 
  15. UOL Esporte (19 de março de 2000). «Superliga Masculina 1999-2000- Classificação». Consultado em 24 de abril de 2016 
  16. UOL Esporte (29 de abril de 2000). «Superliga Masculina 1999-2000- Telemig Celular/Minas campeão- Segunda fase». Consultado em 24 de abril de 2016 
  17. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «ASCENSÃO DO MINAS – 99/00-Selecionar: Classificação Geral-1999/2000– VI Superliga- Masculino». Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original em 25 de dezembro de 2017 
  18. a b CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «CAMPEONATOS BRASILEIROS DE SELEÇÕES-CLASSIFICAÇÃO FINAL DE 1 995 A 2013- CBS JUVENIL- DIVISÃO ESPECIAL- Pág.11» (PDF). Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original (PDF) em 14 de julho de 2014 
  19. Photo&Grafia. «VÔLEI MASCULINO-CAMPEONATO PAULISTA-FINAL-BANESPA É CAMPEÃO PAULISTA PELA QUARTA VEZ». Consultado em 24 de abril de 2016 
  20. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «CLÁSSICO CARIOCA–00/01-Selecionar:Classificação Geral-2000/2001-VII Superliga-Masculino». Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original em 25 de dezembro de 2017 
  21. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «MINAS EM FESTA – 01/02-Selecionar: Classificação Geral-2001/2002 - VIII Superliga- Masculino». Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original em 25 de dezembro de 2017 
  22. a b GloboEsporte.com (26 de setembro de 2002). «Mogi e Suzano fazem a final do vôlei nos Jogos Abertos». Consultado em 24 de abril de 2016 
  23. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «TROCO DO BCN/OSASCO – 02/03-Selecionar: Classificação Geral-2002/2003 - IX Superliga-Masculino». Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original em 25 de dezembro de 2017 
  24. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «UNISUL DÁ O TROCO – 03/04-Selecionar: Classificação Geral-2003/2004 - X Superliga-Masculino». Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original em 25 de dezembro de 2017 
  25. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «DESPEDIDA DE NALBERT – 04/05-Selecionar: Classificação Geral-2004/2005 – XI Superliga-Masculino». Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original em 25 de dezembro de 2017 
  26. a b Wikipédia (18 de abril de 1995). «Artigo Campeonato Gaúcho de Voleibol Masculino-Resultados». Consultado em 24 de abril de 2016 
  27. a b Photo&Grafia (20 de outubro de 2005). «EMOCIONANTE-BANESPA / MASTERCARD / SÃO BERNARDO CONSEGUE GRANDE VIRADA E CONQUISTA O TÍTULO DOS JOGOS ABERTOS». Consultado em 24 de abril de 2016 
  28. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «Superliga 2005/2006- Escalação da Equipe-ULBRA/FERRAZ/SPFC». Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original em 2 de julho de 2007 
  29. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «O ADEUS DE VENTURINI – 05/06-Selecionar: Classificação Geral-2005/2006 – XII Superliga-Masculino». Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original em 25 de dezembro de 2017 
  30. a b c d Portal Região dos Vales (1 de novembro de 2006). «ULBRA/UPTIME é campeã gaúcha de Vôlei». Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original em 4 de março de 2016 
  31. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «Superliga 2006/2007- Equipes- ULBRA/UPTIME». Consultado em 24 de abril de 2016 [ligação inativa]
  32. a b CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «OS PRIMEIROS TETRACAMPEÕES – 06/07-Selecionar: Classificação Geral-2006/2007 – XIII Superliga-Masculino». Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original em 25 de dezembro de 2017 
  33. André Medeiros (19 de fevereiro de 2008). «Levantador Rodriguinho é destaque de São Bernardo no vôlei». Universidade Metodista de São Paulo. Consultado em 24 de abril de 2016 
  34. Photo&Grafia. «COM O RETORNO DE RUBINHO-JOVEM SANTANDER BANESPA / SBC SE APRESENTA NO ABC». Consultado em 24 de abril de 2016 
  35. a b Prefeitura Municipal de Praia Grande (27 de outubro de 2007). «Suzano é campeão no vôlei masculino». Consultado em 24 de abril de 2016 
  36. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «Superliga Masculina 2007-2008-Elenco SANTANDER/S. BERNARDO». Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original em 4 de maio de 2016 
  37. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «REXONA-ADES É PENTA E CIMED, BI – 07/08-Selecionar: Classificação Geral-2007/2008 – XIV Superliga-Masculino». Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original em 25 de dezembro de 2017 
  38. a b CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «Superliga 2007/2008 – Ranqueamento de atletas- Levantamento» (PDF). Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original (PDF) em 4 de maio de 2016 
  39. Lega Pallavolo Serie A. «FRAMASIL PINETO-Piazzamenti Stagioni Precedenti» (em italiano). Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original em 8 de abril de 2014 
  40. Lega Pallavolo Serie A. «Lega Pallavolo Serie A1 Maschile-Riepilogo Statistiche Individuali - Stagione 2008/2009-Ruolo: Palleggiatore» (em italiano). Consultado em 24 de abril de 2016 
  41. bem na net.com (14 de agosto de 2009). «Montes Claros sedia circuito internacional de voleibol». Consultado em 24 de abril de 2016 
  42. a b Vôlei Montes Claros. «Um time, uma cidade e um sonho-História do Vôlei em Montes ClarosTítulos». Consultado em 24 de abril de 2016 [ligação inativa]
  43. ESPN Deportes (25 de setembro de 2009). «Una buena previa» (em espanhol). Consultado em 24 de abril de 2016 
  44. a b Cuestión Entrerriana (29 de setembro de 2009). «Voley: Boca (E.R.) 3° en la Copa Banco Provincia» (em espanhol). Consultado em 24 de abril de 2016 
  45. Globo Minas (5 de outubro de 2009). «Montes Claros vence o Desafio Globo Minas de Vôlei». Consultado em 24 de abril de 2016 
  46. a b Sada Cruzeiro Vôlei (3 de outubro de 2009). «SADA CRUZEIRO É VICE-CAMPEÃO DO DESAFIO GLOBO MINAS». Consultado em 24 de abril de 2016 
  47. Globo Minas (3 de outubro de 2009). «Montes Claros é o grande campeão do desafio Globo Minas de vôlei». Consultado em 24 de abril de 2016 
  48. a b IG Esporte (2 de novembro de 2009). «Montes Claros derrota Minas e é campeão estadual». Consultado em 24 de abril de 2016 
  49. a b CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «NOVOS RECORDES NA SUPERLIGA 09/10-Selecionar: Classificação Geral-2009/2010 – XVI Superliga-Masculino». Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original em 25 de dezembro de 2017 
  50. a b CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «VOLEIBOL• Ranqueamento atletas-Superliga 2009/2010- Levantamento» (PDF). Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original (PDF) em 8 de abril de 2018 
  51. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol (28 de abril de 2010). «SUPERLIGA MASCULINA 09/10: DUELO DE CÉREBROS E CAPITÃES». Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original em 4 de maio de 2016 
  52. a b CBV-Confederação Brasileira de Voleibol (5 de novembro de 2010). «SUPERLIGA MASCULINA 2010/2011: Tudo pronto para começar o melhor campeonato de vôlei do mundo». Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original em 4 de maio de 2016 
  53. a b bem na net.com (28 de agosto de 2010). «Montes Claros é campeão da Copa Cimed de vôlei». Consultado em 24 de abril de 2016 
  54. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «Superlig 2010/2011- FICHA COMPLETA - ESCALAÇÃO SUPERLIGA MASCULINA- BMG/MONTES CLAROS». Consultado em 18 de outubro de 2014. Arquivado do original em 4 de maio de 2016 
  55. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «UM NOVO CAMPEÃO – 10/11-Selecionar: Classificação Geral-2010/2011 – XVII Superliga-Masculino». Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original em 25 de dezembro de 2017 
  56. a b c CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «VOLEIBOL• Ranqueamento atletas-Superliga 2010/20111- Defesa e Levantamento» (PDF). Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original (PDF) em 4 de maio de 2016 
  57. Medley Campinas (25 de julho de 2014). «Medley/Campinas-Elenco temporada 2011/2012» (PDF). Consultado em 26 de abril de 2016 
  58. Tribuna do Norte (25 de maio de 2011). «Rosriguinho sai do Montes Claros e acerta com Medley/Campinas». Consultado em 26 de abril de 2016 
  59. a b FPV- Federação Paulista de Voleyball (16 de novembro de 2011). «Vôlei Futuro Masculino é bicampeão dos Jogos Abertos do Interior». Consultado em 24 de abril de 2016 
  60. a b FPV- Federação Paulista de Voleyball (4 de dezembro de 2011). «Medley/Campinas fica com o vice-campeonato Paulista de Vôlei». Consultado em 24 de abril de 2016 
  61. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «SUPERLIGA MASCULINA 2011/2012- Classificação Final». Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original em 5 de agosto de 2017 
  62. a b FPV- Federação Paulista de Volleyball (5 de agosto de 2012). «Sesi/SP é tetracampeão da Copa São Paulo Masculino». Consultado em 24 de abril de 2016 
  63. a b FPV- Federação Paulista de Volleyball (22 de outubro de 2012). «Sesi/SP é tricampeão paulista de vôlei masculino». Consultado em 24 de abril de 2016 
  64. a b Melhor do Vôlei (21 de novembro de 2012). «Medley/Campinas conquista o ouro nos Jogos Abertos do Interior». Consultado em 24 de abril de 2016 
  65. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «SUPERLIGA MASCULINA 2012/2013- Classificação». Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original em 21 de outubro de 2014 
  66. a b Sesi-SP (31 de outubro de 2013). «Sesi-SP vence Brasil Kirin e é campeão paulista masculino de vôlei». Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original em 1 de fevereiro de 2014 
  67. a b Vôlei Brasil Kirin. «Vôlei Brasil Kirin- Títulos». Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original em 13 de maio de 2016 
  68. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «Superliga 2013/2014-Playoffs». Consultado em 19 de abril de 2014. Arquivado do original em 24 de março de 2017 
  69. a b Vôlei Brasil Kirin. «Vôlei Brasil Kirin- 2013/2014». Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original em 4 de maio de 2016 
  70. Cida Santana (22 de outubro de 2012). «Montes Claros Vôlei apresenta parte de elenco para a atual temporada». Consultado em 24 de abril de 2016 
  71. UFJF (28 de janeiro de 2015). «Vôlei UFJF não consegue superar o Montes Claros pela Superliga». Consultado em 24 de abril de 2016 
  72. Sada Cruzeiro Vôlei (14 de março de 2015). «SADA CRUZEIRO FAZ 3 A 1 NO MONTES CLAROS E VAI À SEMIFINAL DA SUPERLIGA 2014/15». Consultado em 24 de abril de 2016 
  73. Montes Claros Vôlei. «História do Vôlei em Montes Claros». Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original em 4 de maio de 2016 
  74. a b c GloboEsporte.com (23 de junho de 2015). «São José Vôlei: Rodriguinho exalta projeto do time para nova temporada». Consultado em 24 de abril de 2016 
  75. Jogando Juntos. «Superliga 2015/20-Elenco São José Vôlei». Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original em 12 de maio de 2016 
  76. Jogando Juntos (13 de maio de 2015). «São José Vôlei confirma mais uma atração». Consultado em 24 de abril de 2016. Arquivado do original em 1 de abril de 2016 
  77. FPV-Federação Paulista de Volleyball. «GRUPO E - DIVISÃO ESPECIAL - FASE SEMIFINAL». Consultado em 24 de abril de 2016 
  78. GazetaEsportiva.com (9 de março de 2016). «Vôlei/Superliga masculina-São José vence Taubaté e garante última vaga nas quartas da Superliga». Consultado em 24 de abril de 2016 
  79. PortalR3 (17 de março de 2016). «São José Vôlei perde para o Sada Cruzeiro nas quartas de final da Superliga». Consultado em 24 de abril de 2016 
  80. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «RODRIGO (RODRIGUINHO) LEME». Consultado em 24 de abril de 2016 
  81. «VÔLEI BRASIL KIRIN-Camisa 9-RODRIGO (RODRIGUINHO) LEME». CBV. Consultado em 8 de abril de 2018. Cópia arquivada em 8 de abril de 2018 
  82. «VÔLEI RENATA-Camisa 9-RODRIGO (RODRIGUINHO) LEME». CBV. Consultado em 8 de abril de 2018. Cópia arquivada em 8 de abril de 2018