Roger Zelazny

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Roger Zelazny
Nascimento Roger Joseph Zelazny
13 de maio de 1937
Euclid
Morte 14 de junho de 1995 (58 anos)
Santa Fé
Cidadania Estados Unidos
Alma mater
Ocupação escritor, romancista, roteirista, escritor de ficção científica, poeta
Prêmios
  • Prêmio Nebula de Melhor Novela (He Who Shapes, 1965)
  • Prêmio Nebula de Melhor Novela (The Doors of His Face, The Lamps of His Mouth, 1965)
  • prêmio Hugo de Melhor Romance (This Immortal, 1966)
  • prêmio Hugo de Melhor Romance (Lord of Light, 1968)
  • Prêmio Nebula de Melhor Novela (Home Is the Hangman, 1975)
  • Prêmio Hugo de Melhor Curto Romance (Home Is the Hangman, 1976)
  • Prêmio Hugo de melhor relato (Unicorn Variation, 1982)
  • Prêmio Hugo de Melhor Curto Romance (24 Views of Mt. Fuji, by Hokusai, 1986)
  • Locus Award for Best Fantasy Novel (Trumps of Doom, 1986)
  • Prêmio Hugo de melhor relato (Permafrost, 1987)
  • Hall da Fama de Ficção Científica e Fantasia (2010)
  • Geffen Award
  • Inkpot Award (1993)
Empregador Social Security Administration
Obras destacadas Lord of Light, The Chronicles of Amber, Isle of the Dead, The Doors of His Face, The Lamps of His Mouth, and Other Stories, Doorways in the Sand, Eye of Cat, Unicorn Variations, A Night in the Lonesome October
Causa da morte câncer colorretal

Roger Joseph Zelazny (13 de maio de 1937 - 14 de junho de 1995) foi um poeta e escritor americano de contos e romances de fantasia e ficção científica, mais conhecidos por As Crônicas de Âmbar. Ele ganhou o Prêmio Nebula três vezes (entre 14 indicações) e o Prêmio Hugo seis vezes (também entre 14 indicações), incluindo dois Prémio Hugo para romances: o romance seriado ...E Chama-me Conrado (1965), publicado posteriormente sob o título Este Imortal (1966) e depois o romance Senhor da Luz (1967).[1]

Referências

  1. "...And Call Me Roger": The Literary Life of Roger Zelazny, Part 1, by Christopher S. Kovacs. In: The Collected Stories of Roger Zelazny, Volume 1: Threshold, NESFA Press, 2009.