Rubí (1968)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rubí
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero Drama
Criador(es) Yolanda Vargas Dulché
País de origem  México
Idioma original espanhol
Produção
Diretor(es) Fernando Wagner
Produtor(es) Valentín Pimstein
Elenco ver
Exibição
Emissora de televisão original México Telesistema Mexicano
Transmissão original 1968
N.º de episódios 53
Cronologia
Programas relacionados Rubi (2004)

Rubí é uma telenovela mexicana produzida por Valentín Pimstein para a Televisa e exibida pelo Telesistema Mexicano em 1968[1].

Foi protagonizada antagonicamente por Fanny Cano, junto com Antonio Medellín, Carlos Fernández e Irma Lozano.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Rubí é uma menina pobre, mas muito ambiciosa, que vive com sua mãe e sua irmã Cristina, em um bairro, quem paga por seus estudos universitários. Sua melhor amiga é Maribel, sua companheira de estudo, que tem uma lesão na perna direita quando sofreu de poliomielite quando criança, vive com seu pai, que é um homem muito rico. Rubi tem inveja de Maribel porque ela é rica. Maribel tem um namorado por correspondência, César Valdés, que é engenheiro e vem acompanhá-la, acompanhada por seu melhor amigo Alejandro del Villar, que é médico. Ambos estavam estudando no exterior. Imediatamente Rubí é atraída por César, porque ele é bonito e tem dinheiro, e não por Alexander, porque ele é de origem humilde. No entanto, Alejandro percebe que Rubí não é sincera, que odeia Maribel e a recrimina. Ele adverte a César que Rubi pode destruir a felicidade antes de acontecer. Maribel e César planejam seu casamento. Rubí começa a atrair para César e apaixonado por ela, confessa-o a Alexandre, isso aconselha a ele que ele se case com Maribel e se esqueça de Rubí, pelo qual só sente vontade. Rubí consegue colocar César contra Alexander, faz com que ele veja que Alexander tentou abusar dela. Cesar ataca Alejandro e diz-lhe que não quer vê-lo novamente. Em seu escritório, César propõe Rubí para ir com ele para Nova York, Rubí aceita. Maribel que vem a ver César ouve tudo. Rubí e César escapam, antes de tomar o avião, sua irmã Cristina amaldiçoa e bate batalha. César, que é arquiteto, sofre um acidente em seu local de trabalho com uma lesão séria na coluna vertebral, Para o qual é atendido por médicos diferentes, sem melhoria. Termina em uma cadeira de rodas. Maribel, depois de um tempo trancado, visita Alejandro no hospital onde trabalha para exigir os serviços para tratar César e ele oferece trabalho voluntário. Então, Caesar morre em uma operação e Rubí começa a atrair Alexander, um assédio provocado por ela, mas em uma ocasião ele a empurra para uma janela e cai no vazio desfigurando seu rosto. Na cama do hospital, Rubí diz às autoridades que ela se atirou na janela, liberando Alejandro de toda culpa. Alejandro acaba casando com a enfermeira Eloisa.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Rubí, telenovela». Univisión. Consultado em 12 de outubro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]