Rubens Ignácio Vicência

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rubão
Informações pessoais
Nome completo Rubens Ignácio Vicência
Data de nasc. 1939 ou 1940
Local de nasc. Criciúma (SC),  Brasil
Nacionalidade brasileiro
Falecido em 14 de março de 2014 (75 anos)
Local da morte Criciúma (SC),  Brasil
Destro
Apelido Rubão
Informações profissionais
Período em atividade 1953-1976 (23 anos)
Posição Goleiro
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1953-1958
1958-1960
19601969
1970
1971
1972-1975
1976
Brasil Atlético Operário-SC
Brasil Flamengo de Caxias-RS
Brasil Metropol
Brasil Grêmio
Brasil Atlético Paranaense
Brasil Avaí
Brasil Marcílio Dias
0 000
0 000
00271 000(0)
0 000
00 000
00111 000 (8)
0000000

Rubens Ignácia Vicência, mais conhecido como Rubão (Criciúma, 9/9/1939 - Criciúma, 14 de março de 2014) foi um futebolista brasileiro que atuava como goleiro. Foi um dos maiores ídolos do Avaí e do Metropol, clube extinto de Criciúma.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Rubão atuou no Avaí Futebol Clube, único clube que defendeu em sua carreira, entre os anos de 1972 a 1976. É até os dias atuais, considerado um dos atletas mais folclóricos do futebol catarinense e do Avaí[1], tendo várias histórias contadas dos tempos em que era atleta profissional. Também jogou no Metropol, como goleiro titular de 1960 à 1969. Foi o goleiro titular do Avaí no famoso jogo contra o Santos, de Pelé, na Ressacada. Antes do jogo, Rubão teria dito "Vou jogar contra, mas não tomarei gol do Rei Pelé." Dito e feito, apesar da derrota para o time de Santos, Rubão segurou a forte pressão e não tomou gol do rei.

Ao lado de Eduardo Martini e César Silva, foram os únicos goleiros a marcarem gols com a camisa do Avaí.[2]

Foi o primeiro goleiro do Avaí a fazer um gol, foi em 1974 cobrando pênalti. [3] Fez 8 gols com a camisa do Leão cobrando pênaltis. [4]

Morte[editar | editar código-fonte]

Faleceu no dia 14 de março de 2014, aos 75 anos, em Criciúma (sua cidade natal), por um câncer. Deixou a esposa e quatro filhos: Oneide Alano da Rosa Vicência (esposa) e filhos: Rubneide Vicência Lúcio, Rubnélia Alano Vicência, Rubnara da Rosa Vicência e Rémerson Luiz Vicência

Títulos[editar | editar código-fonte]

Metropol
Avaí
  • Campeonato Catarinense - 1973 e 1975.
  • Torneio Integração Paraná-Santa Catarina - 1972
  • Copa do Atlântico - 1973
  • Torneio Quadrangular de Florianópolis - 1975
  • Goleiro da seleção catarinense em 1963 e o primeiro goleiro a realizar um gol de uma trave à outra em Santa Catarina.

Referências

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.