Rubens José de França Bomtempo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Rubens José França Bomtempo (Petrópolis, 24 de janeiro de 1962) é médico e político brasileiro. Foi prefeito de Petrópolis por dois mandatos: (2001-2004) sendo reeleito (2005-2008).

Filho do médico e político Rubens Bomtempo, que foi prefeito de Petrópolis em 1964, sendo cassado pelo regime militar.[1][2]

Em 2006 recebeu o Prêmio Prefeito Empreendedor, realizado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), na categoria Tratamento Diferenciado para as Micro e Pequenas Empresas. A premiação foi o resultado do conjunto de soluções adotado para fomentar e fortalecer as micro e pequenas empresas da cidade de Petrópolis durante os dois mandatos, a partir da implantação da lei de incentivos fiscais, que facilitou a abertura de empresas e gerou empregos na cidade.[3][4]

Em 2012 Rubens Bomtempo foi eleito prefeito de Petropolis, derrotando o candidato Bernardo Rossi (PMDB) no segundo turno das eleições municipais.

Bomtempo ficou conhecido por acabar com os desfiles de escolas de samba do Carnaval de Petrópolis, alegando destinar verbas para a saúde, em 2013,[5] o que se repetiu nos anos seguintes.

No dia 30 de abril de 2016, Bomtempo foi condenado em segunda instância a perder o mandato e ter seus direitos políticos suspensos, por improbidade administrativa.[6]

Referências

  1. «Um médico de família que não perdeu o trem da história». Verdes Trigos Cultural. 21 de agosto de 2006. Consultado em 23 de dezembro de 2017 
  2. BOMTEMPO, Rubens de Castro (2006). Estação Petrópolis – Memórias Políticas de um médico que não perdeu o trem da história. Rio de Janeiro: Editora Desiderata 
  3. XEYLA, Regina. Petrópolis aposta em desburocratização e recebe prêmio do Sebrae
  4. TAVARES, Dilma. Sebrae anuncia vencedores nacionais do Prêmio Prefeito Empreendedor
  5. Prefeito de Petrópolis cancela carnaval para investir em saúde - 14/01/2013 (acessado em 31/063/2016)
  6. Decisão do TJ-RJ - Prefeito de Petrópolis perde mandato e tem direitos políticos suspensos (acessado em 31/063/2016)
Precedido por
Paulo Mustrangi
Prefeito de Petrópolis
20132016
Sucedido por
Bernardo Rossi
Precedido por
Leandro Sampaio
Prefeito de Petrópolis
20012008
Sucedido por
Paulo Mustrangi
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.