Ruth First

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ruth First
Nascimento 4 de maio de 1925
Joanesburgo
Morte 17 de agosto de 1982 (57 anos)
Maputo
Cidadania África do Sul
Filho(s) Robyn Slovo
Alma mater Universidade das Witwatersrand
Ocupação autora, política, professora universitária, escritora, jornalista, mártir, ativista política
Empregador Universidade de Durham

Ruth First (Johannesburgo, 4 de maio de 1925Maputo, 17 de agosto de 1982) foi uma jornalista, professora universitária e ativista branca sul-africana, morta na luta contra o Apartheid.

Biografia[editar | editar código-fonte]

"…ela estava entre as estrelas mais brilhantes deste país, no sentido próprio da palavra."

Nelson Mandela[1]

Seus pais, Matilda e Julius First, judeus originários da Letónia, eram membros do Partido Comunista da África do Sul.[2]

Casou-se com Joe Slovo, em 1949, e conheceu Nelson Mandela quando ainda estudante na Universidade de Witwatersrand.[1]

No Julgamento por Traição foi presa e absolvida. Em 1960, com o estado de emergência no país, fugiu com os filhos para a Suíça. Foi novamente presa em 1963, ficando confinada numa solitária; após a sua libertação fugiu para o Reino Unido, iniciando o exílio.[1]

First foi uma das implicadas no Julgamento de Rivonia, embora estivesse no exílio.[3]

Em 1977 instalou-se em Moçambique, onde finalmente foi morta num atentado com carta-bomba,[1] enquanto estava no seu escritório junto ao professor Aquino de Bragança, Pallo Jordon e outros amigos.[2]

First fora a Maputo para lecionar na Universidade Eduardo Mondlane a convite de Aquino, que voltara a Moçambique quando da libertação do país e, a pedido da Frelimo, recriara o Centro de Estudos Africanos.[4]

Referências

  1. a b c d Nelson Mandela (2010). Conversas que tive comigo primeira ed. Rio de Janeiro: Rocco. p. 70-72 398. 415 páginas. ISBN 9788532526076 
  2. a b University of the Western Cape (2009). «About Ruth First» (em inglês). University of the Western Cape. Consultado em janeiro de 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  3. Kenneth S. Broun (2012). Saving Nelson Mandela: The Rivonia Trial and the Fate of South Africa. [S.l.]: Oxford University Press. 232 páginas. ISBN 0199740224. Consultado em fevereiro de 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. Aquino de Bragança e Bridget O'Laughlin (Março de 1996). «O Trabalho de Ruth First no Centro de Estudos Africanos» (PDF). Estudos Moçambicanos (Maputo), nº 14. p. 113-126. Consultado em Janeiro de 2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]