Saab Automobile

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura a empresa criadora de Sistemas de Defesa Aeroespacial, veja Saab AB.

Saab Automobile (AB) é uma empresa montadora de automóveis, subsidiária da Nevs desde 2012.[1]

A companhia foi fundada em 1949, fazendo então parte da SAAB (sigla de "Svenska Aeroplan Aktiebolaget" — em sueco: Companhia Aeronáutica Sueca), que incluía também a SAAB Aerospace e a marca de veículos pesados Scania.[2]
Em 1990, a General Motors comprou metade da Saab Automobile, com uma opção de comprar o restante da companhia em até 10 anos, efetivando a compra em 2000.[3]
Em 2012, foi comprada pela empresa chinesa National Electric Vehicle Sweden AB.[4]

Modelos[editar | editar código-fonte]

Protótipos[editar | editar código-fonte]

Concordata[editar | editar código-fonte]

Em 20 de fevereiro de 2009, diante das manifestações da GM e do governo sueco no sentido de que não contribuiriam com capital para a operação da empresa, a Saab entrou com pedido de concordata perante uma corte sueca[5] .

Saab Brasil[editar | editar código-fonte]

A marca foi comercializada no Brasil entre 1990 e 1991, com o modelo luxo 9000. Após vender menos de 50 unidades em um ano, a empresa descontinuou sua comercialização em território nacional[6] .

Referências

  1. Ernby, Birgitta; Martin Gellerstam, Sven-Göran Malmgren, Per Axelsson, Thomas Fehrm (2001). «Saab». Norstedts första svenska ordbok (em sueco) (Estocolmo: Norstedts ordbok). p. 536. ISBN 91-7227-186-8. 
  2. «SAAB AB». Norstedts uppslagsbok (em sueco) (Estocolmo: Norstedts). 2007-2008. p. 1110. ISBN 9789113017136. 
  3. «SAAB AB». Norstedts uppslagsbok (em sueco) (Estocolmo: Norstedts). 2007-2008. p. 1110. ISBN 9789113017136. 
  4. Sven Åsander, Iva Maasing e Dicte Helmersson. «Saab» (em sueco). Nationalencyklopedin – Enciclopédia Nacional Sueca. Consultado em 24 de dezembro de 2015. 
  5. Unidade da GM na Suécia declara insolvência e anuncia reorganização.
  6. Conheça dez montadoras que tiveram de pegar o caminho de volta para casa - Saab Caderno automóveis da Gazeta do Povo