Sabre

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Sabre
Fencing saber valid surfaces.svg
Área válida no sabre
Olímpico desde:
Homens
1896 (Individual)
1908 (Equipas)
Olímpico desde:
Senhoras
2004 (Individual)
2008 (Equipas)
Desporto: Esgrima
Praticado por: Ambos os sexos
Campeões Olímpicos
Pequim 2008
Individual
Homens
Zhong M.
 China
Senhoras
M. Zagunis
 Estados Unidos
Equipas
Homens
 França
Senhoras
 Ucrânia
Campeões do Mundo
São Petersburgo, 2007
Individual
Homens
S. Pozdniakov
 Rússia
Senhoras
E. Netchaeva
 Rússia
Equipas
Homens
 Hungria
Senhoras
 França


O sabre é uma das três armas usadas na esgrima, juntamente com o florete e a espada. O sabre é a mais leve das armas da esgrima, com aproximadamente 500g de peso, o mesmo que um florete. É a arma mais curta das três disponíveis, tendo no máximo 88 cm de comprimento de lâmina e 105 cm de comprimento total. A área válida de ataque no sabre é da cintura para cima, incluindo braços e cabeça, mas excluindo as mãos.

História[editar | editar código-fonte]

O sabre é uma arma de lâmina ligeiramente curvada, de um fio só, com origem na cavalaria oriental e ocidental. O comprimento original da lâmina era o ideal para atingir tanto cavaleiros como infantaria inimiga.

O sabre é uma modalidade olímpica desde a primeira edição moderna dos Jogos Olímpicos em Atenas 1896. O primeiro campeão foi o grego Ioannis Georgiadis. Entre as edições de Londres 1908 e Tóquio 1964, todas as medalhas de ouro de sabre, à excepção de uma, foram para atiradores da Hungria, um dos países com mais tradição na modalidade.

De forma geral, os maiores sabristas são do Leste Europeu e vêm de países como Rússia, Ucrânia e Hungria, porém grandes nomes da Europa Ocidental também podem ser citados, entre eles esgrimistas da Itália, França e Alemanha. Entre os atletas com maior destaque podem ser citados: Stanislav Pozdniakov da Rússia, Mihai Covaliu da Roménia, Luigi Tarantino e Aldo Montano da Itália.

A prova de sabre de senhoras foi introduzida no programa olímpico em Atenas 2004.

Regras para o combate com o Sabre[editar | editar código-fonte]

Sabres de guerra

O toque é considerado válido se a ponta ou o primeiro terço do sabre atingir a cabeça, tronco ou braços do adversário. Um atirador é considerado tocado se ultrapassar o limite finalda pista d e esgrima.

Tal como no florete, no sabre a prioridade é atribuída ao atirador que inicia primeiro o ataque, não havendo, por isso, toque duplo. Em caso de ataques simultâneos não é atribuído ponto a nenhum dos esgrimistas, continuando o combate com o resultado em que se encontrava.

No combate de sabre não é permitido que se cruze as pernas para andar para a frente, como no florete e espada. Os combates de sabre e o tempo médio de cada ponto são mais rápidos do que a das outras armas.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]