Sagu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Saguzeiro em Nova Guiné

Sagu é uma fécula extraída de várias espécies de palmeiras, chamadas popularmente saguzeiros, especialmente a Metroxylon sagu e a Cycas revoluta, e que é utilizada como alimento básico no Extremo Oriente, feito a partir do amido processado encontrados no interior do tronco do dessas plantas. O saguzeiro costuma crescer muito rapidamente cerca de 1,5 m por ano, nas planícies e pântanos de água doce dos trópicos.[1]

Sagu de Mandioca[editar | editar código-fonte]

Provavelmente por extensão de sentido, conforme explica o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, os navegadores portugueses que transitavam entre América e Ásia associaram a palavra sagu à goma (amido) que os índios brasileiros extraíam da mandioca, a qual chamam de tapioca.[2] Como a palavra tapioca designa também uma iguaria específica, estabeleceu-se que a fécula da mandioca granulada em formato de pequenas pérolas seria chamada "sagu" no português do Brasil. Nessas idas e vindas, os exploradores portugueses espalharam o plantio da mandioca na Ásia e Oceania, onde se consome o das palmeiras. No português de Portugal, a expressão sagu designa apenas a fécula das palmeiras.

O sagu brasileiro é feito de fécula de mandioca, que por sua vez é um subproduto da moagem do tubérculo para a confeção de farinha.

Em todo o Brasil o sagu é mais empregado em receitas doces, servido como sobremesa que também é chamada de Sagu, feito com vinho, leite, suco de uva, suco de laranja, suco de abacaxi, leite de coco, temperado ou não com especiarias, gengibre e/ou ervas aromáticas. Não se descarta seu uso em pratos salgados e sopas.

O sagu também é empregado no artesanato caseiro, com adição de corantes, essências e fixador para sabonete e embalados em um tipo especial de tecido para compor sachês perfumados.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Nos Estados Unidos, o sagu brasileiro é chamado de (tapioca em pérola)
  • Em 2008, o chef norte-americano Andrew D'Ambrosi venceu um campeonato de culinária em reality show com uma receita de Faux Caviar (Falso Caviar), usando sagu tingido com urucum e temperado com suco de laranja.
  • Chefes brasileiros fazem o falso caviar cozinhando as pérolas de sagu de mandioca em molho de soja e caldo de peixe temperado com Hondashi.


Referências

  1. Sago Pudding with Palm Sugar (Sago Gula Melaka). mycookinghut.com. Página visitada em 9 March 2011.
  2. Verbete no Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Sagu: verbete no Dicionário Priberam da Língua Portuguesa


Galeria de imagens[editar | editar código-fonte]