Este é um artigo bom. Clique aqui para mais informações.

Saint Onii-san

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Saint Young Men)
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para a clássica série de mangá, veja Saint Seiya.
Ni hon go2.png Este artigo contém texto em japonês.
Sem suporte multilingual apropriado, você verá interrogações, quadrados ou outros símbolos em vez de kanji ou kana.
Saint Onii-san
聖☆おにいさん
(Seinto Oniisan)
Capa do primeiro volume japonês publicado pela editora Kodansha.
Gênero Comédia, Slice of life
Mangá
Escrito por Hikaru Nakamura
Editora(s) Kodansha
Revista(s) Morning 2
Público-alvo Seinen
Data de publicação 22 de setembro de 2006 – presente
Volumes 13 (Lista de volumes)
OVA
Direção Noriko Takao
Roteiro Rika Nezu
Música Keiichi Suzuki, Ryomei Shirai
Estúdio A-1 Pictures
Lançamento 3 de dezembro de 2012 – 23 de agosto de 2013
Número de episódios 2
Filme
Duração 90 minutos
Direção Noriko Takao
Roteiro Rika Nezu
Música Keiichi Suzuki, Ryomei Shirai
Estúdio A-1 Pictures
Lançamento 10 de maio de 2013
Wikipe-tan face.svg Portal Animangá

Saint Onii-san (セイント☆おにいさん, Seinto Oniisan?), também conhecido como Saint Young Men, é uma série de mangá escrita e ilustrada por Hikaru Nakamura. Seu enredo envolve Jesus Cristo e Sidarta Gautama, que estão vivendo como companheiros de quarto em um apartamento em Tóquio. Os capítulos do mangá são serializados mensalmente na revista Morning 2 desde setembro de 2006, com os capítulos compilados e publicados em volumes tankōbon pela editora Kodansha. O estúdio A-1 Pictures adaptou a série de mangá em dois OVAs, que foram lançados em DVD, e um filme de anime, que foi lançado em 10 de maio de 2013.

No Japão, o mangá de Saint Onii-san já vendeu mais de 10 milhões de cópias. Os volumes individuais da série têm aparecido frequentemente em listas mensais e anuais dos mangás mais vendidos no Japão. O mangá também recebeu o prêmio Cultural Osamu Tezuka e foi indicado ao Festival Internacional de Quadrinhos de Angoulême. Sua adaptação cinematográfica foi bem recebida pelo público japonês.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Jesus Cristo (イエス・キリスト, Iesu Kirisuto?) e Gautama Buddha (ゴータマ・ブッダ, Gōtama Budda?), fundadores do cristianismo e do budismo, respectivamente, estão vivendo juntos como companheiros de quarto em um apartamento em Tachikawa, parte dos subúrbios de Tóquio. Enquanto passam uma temporada de férias na Terra, tentam esconder suas identidades e compreender a sociedade japonesa moderna. Cada capítulo mostra suas vidas durante um dia comum, quando eles estão passeando, bebendo cerveja, ou jogando jogos eletrônicos.[1][2]

Enquanto Jesus é retratado como um apaixonado por todas as coisas (incluindo compras), Buda tende a ser calmo e econômico, e também gosta de mangás.[1][3] A comédia frequentemente envolve trocadilhos e piadas com referências a elementos do cristianismo e do budismo; por exemplo, Jesus cria vinho da água em um banho público e Buda brilha quando sente-se iluminado.[1]

Produção[editar | editar código-fonte]

Antes de escrever Saint Onii-san, Hikaru Nakamura estava trabalhando em Arakawa Under the Bridge, que começou a ter os seus capítulos serializados em 3 de dezembro de 2004, na primeira edição da revista de mangás Young Gangan, da editora Square Enix.[4] A obra atraiu a atenção de um editor da revista Morning, que queria que Nakamura escrevesse uma série para ter os seus capítulos serializados na revista.[5] Ela aceitou a oferta por causa de sua admiração pelas obras de Kaiji Kawaguchi, que duas delas foram publicadas na Morning.[5] O título da série é derivado de uma canção de Denki Groove e Scha Dara Parr chamada "Saint Ojisan" (聖☆おじさん, Seinto Ojisan?).[6] Partindo de esboços de dois amigos usando camisas casuais, ela concebeu a idéia de retratar Jesus e Buda como pessoas comuns.[5]

Nakamura imaginou um mangá de comédia em que o protagonista seria um "personagem muito muito poderoso", e percebeu que um personagem divino se encaixaria nessa premissa.[7] Ela primeiro planejou que Jesus fosse o único personagem principal da série, mas para fazer as piadas funcionarem bem, Buda foi adicionado à série. Suas personalidades opostas foram inspiradas pela irmã de Nakamura e pelo marido de sua irmã; ela viu algumas situações divertidas observando seu relacionamento.[7] Ela também viu uma semelhança entre sua versão de Buda e a versão de Osamu Tezuka.[8]

Apesar das referências religiosas na série, Nakamura afirmou que ela usou apenas seu conhecimento pessoal e alguns aspectos da sociedade moderna, como yakuza e blogues, e que não foram destinados a serem uma crítica social, mas foram adicionados porque eles se encaixam na história.[7] Da mesma forma, os personagens secundários só foram introduzidos na série se um capítulo precisava de um novo personagem para introduzir um tópico. Os temas dos capítulos foram criados antes das situações e das piadas. No entanto, se Nakamura tinha um tema específico, ela criava várias piadas e, em seguida, conectava-os para formar uma história. Ao criar um capítulo mais simples em comparação com os mais elaborados, ela escrevia sem se preocupar em criar piadas e situações com antecedência. Em média ela leva entre dez dias e duas semanas para fazer um capítulo completo com a ajuda de seus quatro assistentes.[7]

Mídias[editar | editar código-fonte]

Mangá[editar | editar código-fonte]

Os capítulos de Saint Onii-san são escritos e ilustrados por Hikaru Nakamura, e são serializados na revista mensal de mangá Morning 2, com o primeiro capítulo sido publicado em 26 de setembro de 2006.[9] A série esteve em hiato entre 22 de setembro de 2011 e 22 de março de 2012, por causa da gravidez de Nakamura.[10][11] Seu primeiro tankōbon (volume compilado) foi publicado pela editora Kodansha em 23 de janeiro de 2008, e o décimo terceiro volume foi publicado em 21 de outubro de 2016.[12][13] Um guidebook foi publicado em 23 de abril de 2013.[14]

Lista de volumes[editar | editar código-fonte]

Núm. Data de lançamento ISBN
1 23 de janeiro de 2008[12] ISBN 978-4-06-372662-6
2 23 de julho de 2008[15] ISBN 978-4-06-372720-3
3 23 de março de 2009[16] ISBN 978-4-06-372784-5
4 23 de outubro de 2009[17] ISBN 978-4-06-372842-2
5 24 de março de 2010[18] ISBN 978-4-06-372906-1
6 24 de dezembro de 2010[19] ISBN 978-4-06-372962-7
7 21 de outubro de 2011[20] ISBN 978-4-06-387026-8
8 3 de dezembro de 2012[21] ISBN 978-4-06-387168-5
9 23 de agosto de 2013[22] ISBN 978-4-06-387232-3
10 23 de maio de 2014[23] ISBN 978-4-8124-5333-9
11 23 de fevereiro de 2015[24] ISBN 978-4-06-388434-0
12 20 de novembro de 2015[25] ISBN 978-4-06-388532-3
13 21 de outubro de 2016[13] ISBN 978-4-06-388654-2

Filme[editar | editar código-fonte]

A produção de um filme de anime foi anunciada pela primeira vez na edição de número 44 da revista Morning.[26] Um guidebook do filme foi publicado antes de seu lançamento em 30 de abril de 2013.[14][27] O filme foi dirigido por Noriko Takao e escrito por Rika Nezu. Os personagens foram projetados por Naoyuki Asano e a música foi composta por Keiichi Suzuki e Ryomei Shirai.[28] Produzido pela Aniplex, Kodansha e Toho, animado por A-1 Pictures, e distribuído por Toho,[29] o filme estreou nos cinemas japoneses em 10 de maio de 2013.[30] Sua trilha sonora foi lançada em CD pela Aniplex em 8 de maio de 2013.[31] Mais tarde, em 23 de outubro de 2013, foi lançado em formato de DVD e Blu-ray.[32] Além do filme, a mesma equipe de produção do filme produziu um OVA que foi lançado junto com o oitavo volume do mangá.[29] Um segundo OVA foi lançado junto com o nono volume.[33]

Em uma entrevista com NHK World, a equipe de produção do filme revelou que eles queriam permanecer fiel à arte do mangá.[34] Então eles decidiram se concentrar mais no design dos personagens e na arte, dando-lhe um traço mais de "esboço", em vez das "linhas escuras e grossas" normalmente usadas. As sombras eram coloridas por lápis, às vezes até rabiscadas para garantir que ficasse visível o traço "esboçado". Como o mangá, o filme de anime também recria várias atrações de Tachikawa, incluindo o Parque Memorial Showa.[34]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Mangá[editar | editar código-fonte]

Saint Onii-san recebeu em 2009 o prêmio Cultural Osamu Tezuka de melhor obra curta de mangá do ano.[35] A edição de 2009 do livro guia Kono Manga ga Sugoi!, que entrevista pessoas da indústria de mangá, chamou-lhe de a melhor série de mangá para os leitores do sexo masculino.[36] Foi nomeado para a categoria "Melhor Quadrinho" no Festival Internacional de Quadrinhos de Angoulême.[26] Como resposta à sua popularidade, a revista se esgotou rapidamente nas bancas de jornais, e por isso, em maio de 2009, a Kodansha começou a disponibilizar a venda online.[37] O mangá também ficou entre o top 20 da séries de mangás mais vendidas no Japão em 2009, 2011 e 2013.[38][39][40] Todos os volumes individuais apareceram nas listas dos 50 mangás mais vendidos de seu respectivo ano no Japão, com exceção do oitavo volume.[41][42][43][44][45][46][47] Em maio de 2013, o mangá havia vendido cerca de 10 milhões de cópias no Japão.[48]

O escritor de quadrinhos Paul Gravett escolheu-o como um dos melhores quadrinhos do Japão em 2008,[49] enquanto os escritores Shaenon Garrity e Jason Thompson o elegeram como um dos títulos mais procurados para licenciamento na América do Norte em 2010,[50] porém, Ed Chávez, editor da editora americana Vertical, entrou em contato com o licenciador japonês da série para solicitar sua publicação na América do Norte, mas o licenciante japonês da série se recusou a permitir que fosse publicado na América do Norte, porque se pensava que os americanos poderiam se ofender.[51] O crítico de mangás Kaoru Nagayama observou que o mangá é "divertido de ler" e elogiou Nakamura por manter Jesus e Buda fiel ao seus verdadeiros caráteres - de bondade - mesmo quando confrontados pelo mal.[52] Ambos Debora do website Garotas Geek e Luíz Santiago do Plano Crítico elogiaram a comédia e a arte simples e "limpa" do mangá, além da interação dos dois protagonistas. E também notaram o cuidado da autora em fazer as piadas e manter o respeito com as duas religiões.[53][54] Já Carlo Santos do Anime News Network criticou a arte e as diferenças filosóficas e personalidades de Jesus e Buda não serem exploradas. No entanto, Santos elogiou a comédia da série, observando sua simplicidade e dizendo: "seu brilho não vem de banalizar deliberadamente duas das grandes religiões do mundo, mas destacando as peculiaridades do mundo secular quando essas figuras religiosas famosas são colocadas nele". Segundo ele, a série não perde sua capacidade de fazer os leitores de rir à medida que avança, ao contrário de outros mangás.[2] Jolyon Baraka Thomas do The Guardian elogiou a constância de "piadas visuais e trocadilhos", e escreveu: "Sua história não é uma introdução a abstrusas doutrinas religiosas, nem apresenta muitos comentários abertos sobre o papel das religiões na sociedade contemporânea".[1]

Filme[editar | editar código-fonte]

A adaptação cinematográfica de Saint Young Men estreou em nono lugar nos cinemas japoneses arrecadando 49 930 836 ienes.[55] Nos fins de semana subsequentes sua colocação caiu de nove para onze,[56] e depois para doze,[57] arrecadando ao todo 300 milhões de ienes.[58][59] Seu lançamento em DVD ficou em sétimo lugar na sua primeira semana na lista de DVDs de animes mais vendidos no Japão, caindo para o vigésimo nono lugar em sua segunda semana na lista.[60][61]

Referências

  1. a b c d Thomas, Jolyon Baraka (22 de dezembro de 2010). «What would Jesus and Buddha do … on holiday?» (em inglês). The Guardian. Consultado em 19 de abril de 2017. Cópia arquivada em 7 de novembro de 2014 
  2. a b Santos, Carlo (27 de abril de 2010). «Little Twin Stars - Right Turn Only!!» (em inglês). Anime News Network. Consultado em 19 de abril de 2017 
  3. Baker-Whitelaw, Gavia (10 de janeiro de 2014). «The Internet is obsessed with an anime about Jesus and Buddha as roommates» (em inglês). The Daily Dot. Consultado em 19 de abril de 2017. Cópia arquivada em 8 de dezembro de 2015 
  4. «創刊号【2004.12.17号】/ バックナンバー / ヤングガンガン» (em japonês). Square Enix. Consultado em 19 de abril de 2017. Cópia arquivada em 5 de agosto de 2014 
  5. a b c «Manga no Hi Part 1» (em inglês). Consultado em 19 de abril de 2017. Cópia arquivada em 2 de julho de 2008 
  6. «An interview with Nakamura-sensei at Manga no Chikara» (em inglês). Otaku Champloo. 29 de maio de 2008. Consultado em 19 de abril de 2017. Cópia arquivada em 5 de agosto de 2014 
  7. a b c d «Nakamura Hikaru - Interview» (em francês). Manga-News. Consultado em 19 de abril de 2017. Cópia arquivada em 5 de agosto de 2014 
  8. «Conférence d'Hikaru Nakamura» (em francês). Manga-News. 22 de abril de 2013. Consultado em 19 de abril de 2017. Cópia arquivada em 5 de agosto de 2014 
  9. «モーニング2 vol.1» (em japonês). Morning. Consultado em 19 de abril de 2017. Cópia arquivada em 10 de julho de 2007 
  10. «Saint Young Men Manga Put on Hold Due to Pregnancy» (em inglês). Anime News Network. 22 de agosto de 2011. Consultado em 19 de abril de 2017 
  11. «Saint Young Men Manga to Resume in March» (em inglês). Anime News Network. 21 de fevereiro de 2012. Consultado em 19 de abril de 2017 
  12. a b «『聖☆おにいさん(1)» (em japonês) 
  13. a b «聖☆おにいさん(13)» (em japonês) 
  14. a b «聖☆おにいさん コミックガイド» (em japonês). Kodansha 
  15. 聖☆おにいさん (2) (em japonês)
  16. 聖☆おにいさん (3) (em japonês)
  17. 聖☆おにいさん (4) (em japonês)
  18. 聖☆おにいさん (5) (em japonês)
  19. 聖☆おにいさん (6) (em japonês)
  20. 聖☆おにいさん (7) (em japonês)
  21. 聖☆おにいさん (8) (em japonês)
  22. 聖☆おにいさん (9) (em japonês)
  23. 聖☆おにいさん (10) (em japonês)
  24. 聖☆おにいさん (11) (em japonês)
  25. 聖☆おにいさん (12) (em japonês)
  26. a b «Saint Young Men Comedy Manga Gets Anime Film» (em inglês). Anime News Network. 26 de setembro de 2012. Consultado em 20 de abril de 2017 
  27. «アニメ映画『聖☆おにいさん』公式ガイド» (em japonês). Kodansha. Consultado em 20 de abril de 2017. Cópia arquivada em 7 de novembro de 2014 
  28. «Saint Young Men Manga's Anime DVD, Film Staff Revealed» (em inglês). Anime News Network. 26 de setembro de 2012. Consultado em 20 de abril de 2014 
  29. a b «Saint Young Men Manga's Anime DVD, Film Staff Revealed» (em inglês). Anime News Network. 26 de setembro de 2012. Consultado em 20 de abril de 2017 
  30. «Saint Young Men Anime Film Slated for May 10» (em inglês). Anime News Network. 17 de novembro de 2012. Consultado em 20 de abril de 2017 
  31. «ミュージック / 聖おにいさん» (em japonês). Saint023.com. Consultado em 20 de abril de 2017. Cópia arquivada em 5 de agosto de 2014 
  32. «聖☆おにいさん» (em japonês). Aniplex. Consultado em 20 de abril de 2017. Cópia arquivada em 5 de agosto de 2014 
  33. «聖☆おにいさん9巻、映画のその後描いたアニメDVD付きも» (em japonês). Comic Natalie. 23 de agosto de 2013. Consultado em 20 de abril de 2014. Cópia arquivada em 5 de agosto de 2014 
  34. a b «Saint Young Men! Creator's Interview». Imagine-Nation. Episódio 10. NHK World 
  35. «13th Tezuka Osamu Cultural Prize Winners Announced (Updated)» (em inglês). Anime News Network. 19 de abril de 2009. Consultado em 7 de março de 2010 
  36. «注目映画紹介 :「聖☆おにいさん」 イエスとブッダが"奇跡"的な笑いを繰り広げる» (em japonês). Mainichi Shimbun Digital. 11 de maio de 2013. Consultado em 21 de abril de 2017. Cópia arquivada em 5 de agosto de 2014 
  37. «Morning 2 Mag Posted Online for Free on Shipping Date» (em inglês). Anime News Network. 21 de maio de 2009. Consultado em 7 de março de 2010 
  38. «2009's Top-Selling Manga in Japan, by Series» (em inglês). Anime News Network. 4 de dezembro de 2009. Consultado em 7 de março de 2010 
  39. «Top-Selling Manga in Japan by Series: 2011» (em inglês). Anime News Network. 30 de novembro de 2011. Consultado em 10 de dezembro de 2013 
  40. «Top-Selling Manga in Japan by Series: 2013» (em inglês). Anime News Network. 1 de dezembro de 2013. Consultado em 10 de dezembro de 2013 
  41. «2008's Top-Selling Manga in Japan, #26-50» (em inglês). Anime News Network. 21 de dezembro de 2008. Consultado em 21 de abril de 2017 
  42. «2009 Japanese Comic Ranking, #1-25» (em inglês). Anime News Network. 3 de dezembro de 2009. Consultado em 21 de abril de 2017 
  43. «Top-Selling Manga in Japan by Volume: 2010 (Part 1)» (em inglês). Anime News Network. 30 de novembro de 2010. Consultado em 21 de abril de 2017 
  44. «Top-Selling Manga in Japan by Volume: 2011» (em inglês). Anime News Network. 30 de novembro de 2011. Consultado em 21 de abril de 2017 
  45. «Top-Selling Manga in Japan by Volume: 2013» (em inglês). Anime News Network. 1 de dezembro de 2013. Consultado em 21 de abril de 2017 
  46. «Top-Selling Manga in Japan by Volume: 2014» (em inglês). Anime News Network. 2 de janeiro de 2015. Consultado em 21 de abril de 2017 
  47. «Top-Selling Manga in Japan by Volume: 2015» (em inglês). Anime News Network. 29 de dezembro de 2015. Consultado em 21 de abril de 2017 
  48. «Are American Readers Ready For Saint Young Men Yet?». Bleeding Cool Comic Book, Movie, TV News (em inglês). 23 de dezembro de 2016. Consultado em 21 de abril de 2017 
  49. Gravett, Paul. «PG Tips No. 24: The Best of 2008 Part 3 - An International Perspective» (em inglês). paulgravett.com. Consultado em 21 de abril de 2017. Cópia arquivada em 5 de agosto de 2014 
  50. Aoki, Deb. «2010 Comic-Con Best and Worst Manga Panel» (em inglês). About.com. Consultado em 21 de abril de 2017 
  51. Thompson, Jason (14 de outubro de 2010). «Jesus - Jason Thompson's House of 1000 Manga» (em inglês). Anime News Network. Consultado em 22 de abril de 2017 
  52. LLC, Revolvy,. «"Saint Young Men" on Revolvy.com». www.revolvy.com (em inglês). Consultado em 21 de abril de 2017 
  53. «[Mangá] Saint Onii-san: Buda e Jesus dividindo um apê». Garotas Geeks. 31 de agosto de 2014. Consultado em 29 de abril de 2017 
  54. Santiago, Luiz (13 de janeiro de 2017). «Crítica | Saint Young Men – Vol.1». Plano Crítico. Consultado em 29 de abril de 2017 
  55. «Japanese Box Office, May 11–12» (em inglês). Anime News Network. 19 de maio de 2013. Consultado em 21 de abril de 2017 
  56. «Japanese Box Office, May 18–19» (em inglês). Anime News Network. 2 de junho de 2013. Consultado em 21 de abril de 2017 
  57. «Japanese Box Office, May 25–26» (em inglês). Anime News Network. 9 de junho de 2013. Consultado em 21 de abril de 2017 
  58. «2013年 日本映画・外国映画業界総決算». Kinema Junpo (1656). 198 páginas. Fevereiro de 2014 
  59. «2013 Japan Yearly Box Office Results» (em inglês). Box Office Mojo. Consultado em 21 de abril de 2017 
  60. «Japan's Animation DVD Ranking, October 21–27» (em inglês). Anime News Network. 29 de outubro de 2013. Consultado em 21 de abril de 2017 
  61. «Japan's Animation DVD Ranking, October 28 - November 3» (em inglês). Anime News Network. 5 de novembro de 2013. Consultado em 21 de abril de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]