Samuel Colt

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2017). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Samuel Colt

Samuel Colt (19 de julho de 1814 - 10 de janeiro de 1862) foi um armeiro, inventor e industrial de Hartford, Connecticut nos Estados Unidos da América. Ele fundou a Colt's Patent Fire-Arms Manufacturing Company (agora Colt's Manufacturing Company), e tornou a produção em massa do revólver comercialmente viável, revolucionou também os processos de fabricação, em 1836, ao estabelecer uma fábrica de pistolas (com design próprio) a partir de peças intercambiáveis.

Era filho de um fazendeiro, Christopher Colt (1777–1850), que mudou-se com sua família para a cidade de Hartford para tornar-se um homem de negócios e Sarah Caldwell. Casou-se em 1856 com Elizabeth Hart Jarvis (1826-1905) com quem teve quatro filhos.

Dois primeiros empreendimentos comerciais do Colt estavam produzindo armas de fogo em Paterson, Nova Jersey e fabricando minas submarinas; ambos terminaram em decepção. Mas seu negócio expandiu-se rapidamente depois de 1847, quando os Texas Rangers requisitaram 1.000 revólveres durante a guerra Americana com México. Durante a guerra civil americana, sua fábrica em Hartford forneceu armas de fogo para ambos do norte e do sul. Mais tarde, suas armas de fogo foram proeminentes durante o assentamento da fronteira ocidental. Colt morreu em 1862 como um dos homens mais ricos da América.

Os métodos de fabricação do Colt estavam na vanguarda da Revolução Industrial. Seu uso de peças intercambiáveis ajudou-o a se tornar um dos primeiros a usar a linha de montagem eficientemente. Além disso, seu uso inovador de arte, endossos de celebridades e brindes corporativos para promover seus produtos fez dele um pioneiro nos campos de publicidade, inserção de marcas (product placement) e marketing de massa.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Samuel Colt e o Revólver[editar | editar código-fonte]

Brasão de armas do Colt

Em 1835 um jovem de 21 anos realizou um feito que, para muitos historiadores, mudou o curso da história mundial. Imaginem a mudança de mentalidade e de possibilidades belicistas existentes num mundo que só possui armamentos que disparam apenas uma munição por recarga quando esses equipamentos passam a fazê-lo com cinco ou seis munições. Foi essa a evolução implementada por Colt, que ao observar o funcionamento do eixo tracionador de um navio em que servia como marinheiro teve a brilhante idéia de anexar à arma de fogo um tambor que, após efetuado um disparo, girava e recarregava a arma, deixando-a pronta para um novo tiro.

Tudo que veio após a invenção de Colt não foi tão revolucionário quanto o que ele fez. A criação foi patenteada, e o slogan que caracterizou as novas possibilidades alcançadas com o invento foi o seguinte: “Abraham Lincoln tornou todos os homens livres, mas Samuel Colt os tornou iguais”. A marca de armas Colt quis dizer que a partir de então não importava a força física ou o poder que o indivíduo possuía, pois a possibilidade de defesa e ataque que o armamento Colt oferecia anulava todas essas variáveis. Inventor e fabricante de armas de fogo americano nascido em Hartford, Connecticut, que desenvolveu o primeiro revólver de seis tiros com cilindro removível, o Colt 45, patenteado na Inglaterra (1835). Construiu sua primeira fábrica de armas, a Patent Arms Company, em Paterson, NJ (1836), uma das mais antigas do ramo no país, onde iniciou a produção de revólveres e rifles por ele mesmo desenhados. Após a falência da Patent Arms Company (1842), fundou a empresa para Patent Arms Manufacturing Co. (1842), que firmou-se fabricando armas para serem usadas na guerra do México (1847) e passou a abastecer de armas os U.S. Dragoon e Texas Rangers. Ampliando seus negócios, instalou a primeira fábrica na Inglaterra (1851) solidificando sua reputação internacional.

Associou-se com o inventor Samuel F. B. Morse, o inventor do telégrafo, e passou a investir em armas de guerra e cabos de telégrafo submarino. A pistola de culatra rotativa dele ficou tão popular que a palavra "Cavalinho" às vezes era usada como um termo genérico para o revólver. E a partir daí a empresa foi incorporando e comprando outras concorrentes. tornando seu fundador em um dos mais poderosos homens de negócios dos Estados Unidos, do século XIX. Sabiamente usava uma tática política para conseguir mercados internacionais: Presenteava chefes de estado com produções fora de série, entre eles os Czares Nicolau I e Alexandre II da Rússia, o rei Frederick VII da Dinamarca e Charles XV da Suécia.

Morte

Com a saúde declinante, começou a fornecer armas para as forças da União durante a guerra civil americana e morreu dois anos depois, quando tinha sob sua indústria mais de 400 empregados e produzido mais de 1.000.000 armas de fogo. Morreu em sua cidade natal e seus restos mortais repousam no Cedar Hill Cemetery, Hartford, Connecticut, USA. Após sua morte a companhia c om sua esposa Elizabeth Colt, permanecendo com sua família até ser vendida em 1985 para um grupo de investidores.

Revólver Colt[editar | editar código-fonte]

O revólver de Colt foi revolucionário para sua época, pelo fato de ser de fácil recarregamento e manuseio (se comparado com as armas excessivamente pesadas, imprecisas e grosseiramente rústicas de sua contemporaneidade), além de ser mais barato que as armas concorrentes.

Ver também[editar | editar código-fonte]


Wiki letter w.svg
Por favor melhore este artigo ou secção, expandindo-o. Mais informação pode ser encontrada nos artigos correspondentes noutras línguas e também na página de discussão.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Adler, Dennis (2008). Colt Single Action: From Patersons to Peacemakers. Edison, New Jersey: Chartwell Books. p. 309. ISBN 978-0-7858-2305-6 
  • Auerbach, Jeffrey A. (1999). The Great Exhibition of 1851: a nation on display. New Haven, Connecticut: Yale University Press. ISBN 978-0-300-08007-0 
  • Barnard, Henry (1866). Armsmear: the home, the arm, and the armory of Samuel Colt: A memorial. New York: Alvord Printer 
  • Bowman, H.W. (1963). Lucian Cary, ed. Antique Guns (Abridged Edition Fawcett Book 553) 4th printing ed. Greenwich, Connecticut: Fawcett Publications 
  • Carey, Arthur Merwyn (1953). American firearms makers: When, where, and what they made from the Colonial period to the end of the nineteenth century. Springfield, Ohio: Crowell 
  • Dickens, Charles (1854). «Guns and Pistols». Household Words. 4: 583 
  • Edwards, William B. (1953). The Story of Colt"s Revolver: The Biography of Col. Samuel Colt. Harrisburg, PA: Stackpole Company 
  • Evans, Harold; Buckland, Gail; Lefer, David (2004). They Made America: From the Steam Engine to the Search Engine: Two Centuries of Innovators. Boston: Little, Brown and Co. ISBN 0-316-27766-5 
  • Foster-Harris, William (2007). The Look of the Old West: A Fully Illustrated Guide. New York: Skyhorse Publishing. ISBN 978-1-60239-024-9 
  • Gibby, Darin (2011). Why America Has Stopped Inventing. Hampton, Virginia: Morgan James Publishing. ISBN 978-1-61448-049-5 
  • Haven, Charles Tower; Belden, Frank A. (1940). A history of the Colt revolver: and the other arms made by Colt's patent fire arms manufacturing company from 1836 to 1940. New York: W. Morrow & company 
  • Hosley, William (1996). Colt: The Making of an American Legend. Amherst, Massachusetts: University of Massachusetts Press. ISBN 978-1-55849-042-0 
  • Hosley, William (1999). «Guns Gun Culture and the Peddling of Dreams». In: Jan E. Dizard, Robert M. Muth, Stephen P. Andrews. Guns in America: a reader. New York: NYU Press. pp. 47–85. ISBN 978-0-8147-1879-7 
  • Predefinição:Hounshell1984
  • Lundeberg, Philip K., Samuel Colt’s submarine battery: the secret and the enigma. Washington, Smithsonian Institution Press, 1974.
  • Houze, Herbert G.; Cooper, Carolyn C.; Kornhauser, Elizabeth Mankin (2006). Samuel Colt: arms, art, and invention. New Haven, Connecticut: Yale University Press. ISBN 978-0-300-11133-0 
  • Klepper, Michael; Gunther, Michael (1996). The Wealthy 100: From Benjamin Franklin to Bill Gates—A Ranking of the Richest Americans, Past and Present. Secaucus, New Jersey: Carol Publishing Group. p. xiii. ISBN 978-0-8065-1800-8. OCLC 33818143 
  • Lehto, Mark R.; Buck, James R. (2008). Introduction to human factors and ergonomics for engineers. New York: Taylor & Francis. ISBN 978-0-8058-5308-7 
  • Lendler, Marc (1997). Crisis and political beliefs: the case of the Colt Firearms strike. New Haven, Connecticut: Yale University Press. ISBN 978-0-300-06746-0 
  • Mann, E.B. (1982). «Colt: the man behind the gun». Field & Stream. 86 (4) 
  • Mappen, Marc (2004). «Colt, Samuel». In: Maxine N. Lurie. Encyclopedia of New Jersey. Piscataway, New Jersey: Rutgers University Press. ISBN 978-0-8135-3325-4 
  • Predefinição:Roe1916
  • Rohan, Jack (1935). Yankee Arms Maker: the incredible career of Samuel Colt 1st ed. New York: Harper and Brothers Publishers 
  • Sapp, Rick (2007). Standard Catalog of Colt Firearms. Iola, Wisconsin: F+W Media, Inc,. ISBN 978-0-89689-534-8 
  • Schechter, Harold (2010). Killer Colt: Murder, Disgrace, and the Making of an American Legend. New York: Random House. ISBN 978-0-345-47681-4 
  • Schiffer, Michael B. (2008). Power struggles: scientific authority and the creation of practical electricity before Edison. Cambridge, Massachusetts: MIT Press. ISBN 978-0-262-19582-9 
  • Serven, J.E.; Metzger, C. (1946). Paterson Pistols, First of the Famous Repeating Firearms patented and promoted by Samuel Colt. New York: Foundation Press 
  • Smith, Anthony (2004). «From Whittling to Peacemaking». Machine Gun: The Story of the Men and the Weapon That Changed the Face of War. New York: Macmillan. ISBN 978-0-312-93477-4 
  • Soule, Gardner (1961). «The Story of Sam Colt's Equalizer». Popular Science. 179 (6): 89 
  • Tucker, Barbara M.; Tucker, Kenneth H. (2008). Industrializing antebellum America: the rise of manufacturing entrepreneurs in the early republic. New York: Macmillan. ISBN 978-1-4039-8480-7 
  • Tucker, Spencer C.; Pierpaoli, Paul G.; White, William E. (2010). The Civil War Naval Encyclopedia, Volume 1. Santa Barbara, California: ABC-CLIO. ISBN 978-1-59884-338-5 
  • Warshauer, Matthew (2011). Connecticut in the American Civil War: slavery, sacrifice, and survival|. Middletown, Connecticut: Wesleyan University Press. ISBN 978-0-8195-7138-0 
  • Wilson, R. L. (1991). Colt: An American Legend. New York: Abbeville Press. ISBN 978-0-89659-953-6 

Leitura adicional[editar | editar código-fonte]

  • Bern, Keating (1978). The Flamboyant Mr. Colt and His Dealy Six-Shooter. Garden City, New York: Doubleday. ISBN 978-0-385-12371-6 
  • Edmund, Pearson (1930). Instigation of the Devil. New York: Charles Scribners' Sons 
  • Grant, Ellsworth S. (1982). The Colt Legacy. Providence, Rhode Island: Mowbray Company. ISBN 978-0-917218-17-0 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]