Scheelita

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A scheelita é um mineral composto quimicamente por tungstato de cálcio (CaWO4), sendo explorada em minérios com vista à obtenção do elemento tungstênio[1].

Mineral Dureza Peso específico Clivagem Fratura Hábitos Cor
Scheelita

(CaWO4)

4,5

a

5,0

5,9

a

6,1

Distinta (segundo {101}) Irregular Bipiramidal,

prismático,

tabular,

granular e reniforme.

Branco, amarelo,

cinzento, verde,

avermelhado, castanho

No Brasil, a maior produção histórica de scheelita ocorreu no estado do Rio Grande do Norte, na região do Seridó, especialmente nos municípios de Currais Novos e Acari, onde cerca de 36.544 t de concentrado, com teor médio de 73% WO3, foram extraídas de um único depósito nas minas Brejuí, Barra Verde, Boca de Lage e Zangarelhas, desde a sua descoberta em 1942 até 1982[2].

Ícone de esboço Este artigo sobre um mineral ou mineraloide é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. Klein, cornelis; Dutrow, Barbara (2012). Manual de Ciência dos Minerais. Porto Alegre: Bookman. pp. 453–454 
  2. Maranhão, Ricardo; Barreiro, Devanil S.; Silva, Amauri P. da; Lima, Fabriciano; Pires, Paulo R.R. (1986). «A Jazida de Scheelita de Brejuí/Barra Verde/Boca de Lage/Zangarelhas, Rio Grande do Norte». Principais Depósitos Minerais do Brasil. II. Brasília: DNPM/CVRD. pp. 393–407