Serviço de Navegação da Bacia do Prata

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O Serviço de Navegação da Bacia do Prata foi uma autarquia federal criada pelo Decreto-Lei nº 5.252, de 16 de Fevereiro de 1943, responsável pela navegação no Rio Paraná e Rio Paraguai. Possuía sede na cidade de Corumbá[1].

Assumiu o controle das linhas do Lloyd Brasileiro entre o Rio de Janeiro e Mato Grosso, via estuário platino.

Em 17 de Abril de 1944 é assinado por Getúlio Vargas o Decreto n.º 6.428[2], que incorpora ao SNBP as embarcações, a Estrada de Ferro Guaíra a Porto Mendes, assim como os materiais e instalações fixas, instalações portuárias e todas as instalações, pertencentes a Cia Matte Larangeira. Pelo mesmo decreto é encampado o Distrito de Guaíra.

Também é incorporada a Companhia de Viação São Paulo-Mato Grosso[1], responsável pela navegação no Alto-Paraná.

Em 1946 o SNBP foi o responsável pelo transporte, de Montevidéo para Corumbá, dos materiais necessários para a construção da Estrada de Ferro Brasil-Bolívia[3]. As obras proposta nunca foram executadas e as condições de operação pioram muito com o passar dos anos[4]. A ferrovia encampada da Matte Laranjeira estava praticamente extinta em 1955[4] sendo erradicada em 1959[5]. Em 1963 a Cia Siderúrgica Guairá (hoje Gerdau), adquire via leilão, maquinaria, locomotivas e trilhos[2].

Fim[editar | editar código-fonte]

A Lei nº 5.186, de 8 de dezembro de 1966, autorizava ao SNBP a os bens imóveis, de sua propriedade. Em 10 de Fevereiro de 1967 foi editado o Decreto-Lei nº 154 que extingue a Autarquia Serviço de Navegação da Bacia do Prata e autoriza a constituição do Serviço de Navegação da Bacia do Prata S.A., com sede em Ladário, município que fica totalmente inserido dentro de Corumbá.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Paulo Roberto Cimó Queiroz (2004). A navegação na bacia do Paraná e a integração do antigo sul de Mato Grosso ao mercado nacional. [S.l.]: História Econômica & História de Empresas 
  2. a b Prof. Dr. Omar Fedato Aleksiejuk. «Cronologia Histórica de Guairá». Consultado em 6 de Março de 2009. Arquivado do original em 2 de março de 2009 
  3. Prof. Maurício Joppert da Silva (1946). Relatório - Novembro de 1945 - Janeiro de 1946. [S.l.]: Ministério da Viação e Obras Públicas - Serviço de Documentação 
  4. a b Alcimar Lopes Lomba (2002). O transporte ferroviário na Companhia Mate Laranjeira (1906-1944). [S.l.]: Universidade Federal do Mato Grosso do Sul / Dourados 
  5. Flávio R. Cavalcanti (1 de Fevereiro de 2004). A primeira ferrovia do Oeste do Paraná. [S.l.]: Centro-Oeste nº 87  Verifique data em: |ano= (ajuda)