Sismo da Terceira de 1980

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O sismo da Terceira de 1980, também referido como terramoto de 1980 nos Açores, foi uma catástrofe natural, um sismo de grande intensidade, ocorrido a 1 de Janeiro de 1980 no Grupo Central do arquipélago dos Açores.

O evento[editar | editar código-fonte]

O sismo ocorreu pelas 15:42 (hora local) do dia 1 de Janeiro de 1980, e teve magnitude 7,2 na escala de Richter e intensidades IX na escala de Mercalli na Terceira e VIII no Topo e em Santo Antão em S. Jorge. A profundidade hipocentral estimada foi de 10 km e o epicentro situou-se no mar, cerca de 35 km a SSW de Angra do Heroísmo.

Os danos[editar | editar código-fonte]

Em consequência, na ilha Terceira causou a destruição de 80% dos edifícios na cidade de Angra do Heroísmo, assim como extensos danos na vila de São Sebastião e nas freguesias do Oeste e Noroeste da ilha (em especial nas Doze Ribeiras); na Graciosa, danos na freguesia da Luz; e na ilha de São Jorge, danos nas freguesias de Vila do Topo e de Santo Antão.

Foram registadas 71 vítimas fatais (51 na Terceira e 20 em São Jorge) e mais de 400 feridos.

No total, ficaram danificados mais de 15 500 edifícios, causando cerca de 15 000 desalojados.

O então presidente da República Portuguesa, António Ramalho Eanes anunciou três dias de luto nacional.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Kan Lee, William Hung (2003). International handbook of earthquake and engineering seismology, Part 2. [S.l.]: International Association of Seismology and Physics of the Earth's Interior's 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Sismo d'Oitenta: projeto sobre o sismo de 1 de janeiro de 1980 nos Açores