Sky Airlines

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Não confundir com Sky Airline.
Sky Airlines
IATA ZY
ICAO SHY
Indicativo de chamada SKY POWER
Fundada em 2000
Encerrou atividades em 2013
Principais centros
de operações
Outros centros
de operações
Programa de milhagem Miles&Sky
Frota 5
Destinos 50
Subsidiária(s)
Sede Antália, Turquia
Pessoas importantes
  • Tahir Gorgulu (CEO)
Sítio oficial skyairlines.net/

Sky Airlines foi uma companhia aérea que operava voos charter. Sua sede estava na cidade de Antalya, na Turquia,[1] operando em representação de operadores turísticos em rotas de curta e média distância na Turquia. A empresa foi criada em 2000 e iniciou suas operações em 2001. Ela foi uma subsidiária integral pelo Kayi Group. Em 2010, a companhia começou a programar operações domésticas na Turquia tornando-se a nona companhia aérea em entrar no mercado nacional de operações domésticas.[2]

História[editar | editar código-fonte]

A empresa foi fundada em 2000 e iniciou suas operações em 2001. Em 2010, a companhia aérea iniciou operações domésticas regulares na Turquia. Ela reduziu as operações para a temporada de inverno de 2012 e 2013, devolvendo três Boeing 737-800.[3]

Em 4 de junho de 2013, a empresa aérea declarou falência e cessou todas as suas operações de voo com efeito imediato.[4]

Destinos[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Lista de destinos da Sky Airlines

Frota[editar | editar código-fonte]

Boeing 737-900 da Sky Airlines.

A frota da Sky Airlines consistia nas seguintes aeronaves (Fevereiro de 2013):

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. "Contact Arquivado 2012-07-30 na Archive.today." Sky Airlines. Retrieved on 21 February 2012. "Güzeloba mah. Ay – 1 Sok. No:1 07230 Lara – Antalya / Türkiye"
  2. http://www.planespotters.net/Airline/Sky-Airlines-(Turkey)
  3. «German Sky Suspends Operations». Airliner World: 7 
  4. «Hunderte Urlauber in der Türkei gestrandet» (em alemão). Spiegel Online. 4 de junho de 2013. Consultado em 7 de setembro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]