Sucot

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade(desde Novembro de 2017). Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Picart sukka.jpg
Artigo parte da série sobre
Calendário Judaico
Hoje no calendário judaico é dia
27 do mês de Kislev do ano de 5778 .
Meses

Tishrei | Cheshvan | Kislev | Tevet
Shvat | Adar | Nissan | Iyar
Sivan | Tamuz | Av | Elul

Festividades

Shabat | Rosh Hashaná
Yom Kipur | Pessach
Lag BaÔmer | Sucot | Purim
Shavuot | Simchat Torá
Tu Bishvat | Hoshaná Rabá
Shemini Atzeret | Chanucá

Ver também
Feriados em Israel
Série Judaísmo

Sucot ({{langx|he|סוכות ou סֻכּוֹת||sukkōt|"cabanas" ou "tendas"}) é um festival judaico que se inicia no dia 15 de Tishrei de acordo com o calendário judaico. Também conhecida como Festa dos Tabernáculos ou Festa das Cabanas ou Festa das Tendas[1] ou, ainda, festa das colheitas, tendo em vista que coincide com a estação das colheitas em Israel, no começo do outono[2]. É uma das três maiores festas, conhecidas como Shalosh Regalim, onde o povo de Israel peregrinava para o Templo de Jerusalém. Nos dias de hoje, multidões entre 50 a 100 mil pessoas se reúnem aos pés do Muro das Lamentações, participando da Benção dos Sacerdotes.

Sucot relembra os 40 anos de êxodo dos hebreus no deserto após a sua saída do Egito. Nesse períod,o o povo judeu não tinha terraprópria;, eram nômades e viviam em pequenas tendas ou cabanas frágeis e temporárias. Como forma de simbolizar este período, durante a celebração de Sucot, os judeus fazem suas refeições sob folhas e galhos ao ar livre, em uma sucá. A sucá deve ser erguida ao ar livre e ser constituída de palha ou folhagem, que possibilite ver o céu. Deve ter pelo menos 3 paredes, as quais não devem estar pregadas ao teto. Além desta passagem pelo deserto, a sucá também simboliza todos os judeus que moram na diáspora, ou seja, fora de Israel. Outro ritual que se faz em Sucot é a oferenda da água. Esta era uma cerimônia que precedia a época das chuvas e a água. Por ser um elemento vital, era implorada a Deus pelos camponeses. Também faz parte do ritual o uso dum ramo com quatro espécies, precisamente chamado de arba'á minim, em hebraico, que são lulav, etrog, hadass e aravah. A festa da cabana era uma cerimonia religiosa como agradecimento a Deus, por ele ter suprido os israelitas no deserto e não ter deixado faltar água. Eles comiam carne de cordeiro e ervas amargas, conforme o livro Êxodo da Bíblia.

Referências

  1. Festa das tendas: memória da travessia do povo pelo deserto, Pe. Frédéric Maans, Christian Media Center, 18 Outubro 2016
  2. É realizado duas semanas após o Rosh Hashanah e, usualmente, cai final de Setembro ou princípio de Outubro. - A Festa dos Tabernáculos (Sucôt ou Cabanas), Ministério Ensinando de Sião, 2015 (http://ensinandodesiao.org.br/artigos-e-estudos/a-festa-dos-tabernaculos-sucot-ou-cabanas/)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre religião é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.