Taiwan sob domínio japonês

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


台灣日治時期
Dai-Nippon Teikoku Taiwan
大日本帝國台灣

Taiwan sob domínio japonês

Dependência anexa
(Império do Japão)

Flag of Formosa 1895.svg
1895 – 1945 Flag of the Republic of China.svg

Bandeira de Taiwan japonês

Bandeira do Império do Japão

Localização de Taiwan japonês
Mapa de Taiwan, ca. 1896.
Continente Ásia
Região Ásia Oriental
País Taiwan
Capital Taihoku
Governo Colônia
Governador-Geral de Taiwan
 • 1895–1896 Kabayama Sukenori (primeiro)
 • 1944–1945 Ando Rikichi (último)
História
 • 17 de abril de 1895 Tratado de Shimonoseki
 • 14 de agosto de 1945 Rendição do Japão
 • 25 de outubro de 1945 Entrega a República da China

Taiwan sob o domínio japonês (ou também ocupação japonesa de Taiwan, período colonial de Taiwan, domínio japonês de Taiwan[1]) refere-se ao período entre 1895 e 1945 em que a Ilha Formosa (incluindo as Ilhas Pescadores) foi uma dependência do Império do Japão, depois que a China Qing perdeu a Primeira Guerra Sino-Japonesa para o Japão e cedeu Taiwan no Tratado de Shimonoseki. O movimento de resistência da efêmera República de Formosa terminou sem sucesso, quando foi reprimido pelas tropas japonesas. A queda de Tainan encerrou a resistência organizada à ocupação japonesa e deu inicio a cinco décadas de domínio japonês.

A anexação e a incorporação de Taiwan ao Império Japonês pode ser vista como primeiros passos da implementação de sua "Doutrina de Expansão para o Sul" do final do século XIX. Como Taiwan era a primeira colônia ultramarina do Japão, as intenções japonesas eram de transformar a ilha em uma verdadeira "colônia modelo". [2] Como resultado, um grande esforço foi feito para melhorar a economia, a indústria, as obras públicas da ilha e para alterar sua cultura em grande parte pelas necessidades da máquina de guerra para agressão militar japonesa na Ásia-Pacífico até a rendição do Japão. No entanto, o domínio japonês de Taiwan também teve consequências negativas, como a repressão militar a qualquer tentativa de resistência, a ação afirmativa em relação ao nativos do Japão e o aumento da prostituição feminina.

Em 1945, após a derrota do Império do Japão na Segunda Guerra Mundial, Taiwan foi colocado sob o controle da República da China, com assinatura da Ata de Rendição, como parte das cerimônias de rendição em todo o teatro da Ásia-Pacífico. [3] A experiência de domínio japonês, o domínio da República da China (incluindo a República da China que controla apenas Taiwan e as ilhas vizinhas desde 1949) e o Incidente de 28 de Fevereiro (1947) continua a afetar questões como o Dia da Retrocessão, a identidade nacional, a identidade étnica, e o movimento formal de independência de Taiwan.

Democracia[editar | editar código-fonte]

Taiwan também era representada na Câmara dos Pares do Japão.[4] A democracia foi introduzida em resposta à opinião pública taiwanesa. As assembleias locais foram estabelecidas em 1935.[5]

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia de Taiwan durante o governo japonês era, em sua maioria, uma economia colonial padrão. Ou seja, os recursos humanos e naturais de Taiwan foram usados para ajudar o desenvolvimento do Japão, uma política que alcançou seu pico em 1943. De 1900 a 1920, a economia de Taiwan foi dominada pela indústria açucareira, enquanto de 1920 a 1930 o arroz era o principal item de exportação. Durante estes dois períodos, a política econômica do governo colonial era "indústria para o Japão, agricultura para Taiwan". Depois de 1930, devido à guerra, o governo colonial começou a prosseguir uma política de industrialização.[6]

Educação[editar | editar código-fonte]

Em 1944, havia 944 escolas primárias em Taiwan, com taxas de matrícula totais de 71,3% para crianças taiwanesas, 86,4% para crianças aborígenes e 99,6% para crianças japonesas em Taiwan. Como resultado, as taxas de matrícula da escola primária em Taiwan estavam entre as mais altas da Ásia, em segundo lugar apenas para o próprio Japão.[6]

População[editar | editar código-fonte]

Como parte da ênfase colocada no controle governamental, o governo colonial realizou censos detalhados em Taiwan a cada cinco anos a partir de 1905. As estatísticas mostraram uma taxa de crescimento da população de 0,988% a 2,835% ao ano. Em 1905, a população de Taiwan era cerca de 3 milhões.[7]

Referências

  1. Miller, Lyman, Shao (29 de junio de 2002). «"The Out-of-Tune 'Flowers on the Rainy Nights': Some Observational Aspects of Taiwan at Wartime"». Minutes from the Conference on Wartime China: Regional Regimes and Conditions, 1937-1945. Cambridge, MA, USA: Harvard University  |sobrenome1= e |autor= redundantes (ajuda); Verifique data em: |data= (ajuda)
  2. Pastreich, Emanuel (julho de 2003). «Sovereignty, Wealth, Culture, and Technology: Mainland China and Taiwan Grapple with the Parameters of "Nation State" in the 21st Century». Program in Arms Control, Disarmament, and International Security, University of Illinois at Urbana-Champaign. OCLC 859917872 
  3. Chen, C. Peter. «Japan's Surrender». World War II Database. Lava Development, LLC 
  4. Yeh, Lindy (15 de abril de 2002). «The Koo family: a century in Taiwan». Taipei Times. p. 3. Consultado em 22 de dezembro de 2014 
  5. «戦間期台湾地方選挙に関する考察». 古市利雄. 台湾研究フォーラム 【台湾研究論壇】. Consultado em 2 de outubro de 2009 
  6. a b Huang, Fu-san (2005). «Chapter 6: Colonization and Modernization under Japanese Rule (1895–1945)». A Brief History of Taiwan. ROC Government Information Office. Consultado em 18 de julho de 2006. Cópia arquivada em 17 de março de 2007 
  7. Takekoshi, Yosaburō (1907). «Chapter XIII: Population and future development of the island resources». Japanese rule in Formosa. London, New York, Bombay and Calcutta: Longmans, Green, and co. OCLC 753129. OL 6986981M 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]