The Master Mind of Mars

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Master Mind of Mars
Capa da revista Amazing Stories Annual (1927) com The Master Mind of Mars, arte de Frank R. Paul
Autor (es) Edgar Rice Burroughs
Idioma Inglês
País Estados Unidos
Género fantasia científica
Série Barsoom
Arte de capa Frank E. Schoonover
Editora A.C.McClurg & Co.
Lançamento 1928
Páginas 312
Cronologia
Último
Último
The Chessmen of Mars
A Fighting Man of Mars
Próximo
Próximo

The Master Mind of Mars é um romance de fantasia científica escrito por Edgar Rice Burroughs, o sexto de sua famosa série Barsoom. Burroughs pensou em dois títulos antes de escolher The Master Mind of Mars; A Weird Adventure on Mars e Vad Varo of Barsoom. Ele foi publicado primeiramente na revista pulp Amazing Stories Annual vol . 1, 15 de julho de 1927. Mais tarde foi publicado como um livro pela A.C. McClurg em Março de 1928.[1]


Enredo[editar | editar código-fonte]

Neste romance de Burroughs muda o foco da série pela segunda vez, a primeira tendo sido desde os primeiros protagonistas John Carter e Dejah Thoris para seus filhos após o terceiro livro. Agora, ele se move para um herói completamente alheios, Ulysses Paxton, um terráqueo como Carter que, também é enviado ao Planeta Marte através de projeção astral.


Gêneros[editar | editar código-fonte]

Enquanto o romance é muitas vezes classificado como fantasia científica, é mais intimamente relacionado a romance planetário e espada e planeta,[2] que possuem afinidades com a fantasia[3] e a espada e feitiçaria; . Distingue-se pela sua inclusão de elementos científicos (ou pseudo-científicos). Tradicionalmente, romances planetários ocorrem na superfície de um mundo alienígena, e muitas vezes incluem lutas de espadas; monstros; elementos sobrenaturais, tais como: habilidades telepáticas (em oposição a magia); E culturas semelhantes a do Planeta Terra em épocas pré-industriais, especialmente com as estruturas sociais teocráticos ou dinásticas. Naves espaciais podem aparecer normalmente, mas não são fundamentais para a história; Esta é uma diferença fundamental da space opera, em que geralmente naves espaciais são fundamentais para a narrativa.[3]

Referências

  1. John Flint Roy. A Guide to Barsoom: Eleven Sections of References in One Volume Dealing with the Martian Stories Written by Edgar Rice Burroughs. [S.l.]: Ballantine Books, 1976. 9780345247223
  2. M. Keith Booker. Encyclopedia of Comic Books and Graphic Novels: [Two Volumes]. [S.l.]: ABC-CLIO, 2010. 627 p. 9780313357473
  3. a b Westfahl, Gary (2000). Space and Beyond. Greenwood Publishing Groups. ISBN 0-313-30846-2.
Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.