The Pit and the Pendulum

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja The Pit and the Pendulum (desambiguação).
The Pit and the Pendulum
O Poço e o Pêndulo (PT)
Histórias Extraordinárias - O Poço e o Pêndulo (BR)
Ilustração de 1919
Autor(es) Edgar Allan Poe
Idioma inglês
País  Estados Unidos
Género Literatura Estrangeira - Ficção
Lançamento 1842
Edição portuguesa
Tradução José Paulo Paes
Editado: Lais Chibi Peres Rodrigues Vasconcelos
Edição brasileira
Editora Companhia das Letras
Lançamento 2008
ISBN 9788535912326

O Poço e o Pêndulo (The Pit and the Pendulum , no original)[1], é conto de Edgar Alan Poe (1809-1849), publicado pela primeira vez em 1842. O conto foi incluido no livro Histórias extraordinárias com contos selecionados e traduzidos por José Paulo Paes, publicado em 2008 pela Editora Companhia das Letras. [2][3]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O Poço e o Pêndulo passa-se na Espanha no contexto da Inquisição. Conta a história de um homem julgado e condenado por inquisidores e que, após sentenciado, é atirado em um calabouço. Ali ele vem a sofrer imensa tortura tanto física quanto emocional e psicológica.

O narrador é colocado em uma sala escura com paredes de metal e uma armadilha (o Poço) que faz em seu centro. Ele anda cuidadosamente pela sala, medindo-a e escapa por centímetros de uma morte dolorosa quando percebe o fundo buraco no chão. Cansado, dorme e quando acorda recebe comida e água, na qual estava contida alguma coisa que o fez cair no mais profundo sono.

Ao acordar, o narrador percebe as luzes acesas, podendo ver a sala onde ele se encontrava, que possuia desenhos das mais horríveis criaturas e demônios e se percebe amarrado à uma cama, sobre a qual se encontra um pêndulo de metal em formato de lâmina afiada. A princípio o curioso objeto se movimenta lentamente de um lado para o outro e longe de seu corpo, mas à medida que o tempo passa o mesmo lentamente cai na direção do peito do condenado. Ele escapa colocando carne na corda que amarrava seu corpo e deixava seu braço livre apenas para se alimentar, pois do abismo saíam vários ratos que roeram as cordas e o libertaram.

Nesse momento ele percebe que está sendo observado por seus torturadores porque o pêndulo, que havia ganhado muita velocidade e o cortado no peito, parou após sua salvação. Então as paredes de metal são aquecidas com fogo e o narrador mal consegue respirar. Elas começam a se unir forçando-o a se lançar no abismo, então quando ele está prestes a fazê-lo um cavaleiro francês o resgata e a Inquisição acaba nas mãos de seus inimigos.

Adaptação para o Cinema[editar | editar código-fonte]

O Poço e o Pêndulo (The Pit and the Pendulum, no original) é um filme de terror de 1961, dirigido por Roger Corman e estrelando Vincent Price e Barbara Steele. A adaptação e considerada como tendo uma semelhança minima com o conto original e os aparelhos de tortura que dão origem ao titulo aparecem apenas nos 10 minutos finais do filme. [4]

Em 1991 outra adaptação foi feita mas também considerada infiel ao conto. [5]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

referências[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. [Pit and the Pendulum - Fully searchable text of Edgar Allan Poe's story]
  2. Histórias extraordinárias - Google
  3. Poe, Edgar Allan. Histórias Extraordinárias. contos selecionados e traduzidos por José Paulo Paes, 2008. Editora Companhia de Bolso ISBN 9788535912326
  4. Jornal da Tarde -Edgar Allan Poe é retratado como homem perturbado em ‘O Corvo’ - 16 de Maio de 2012
  5. O Poço e o Pêndulo - 1991