There Is Nothing Left to Lose

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


There Is Nothing Left to Lose
Álbum de estúdio de Foo Fighters
Lançamento 2 de novembro de 1999
Gravação Março - Junho de 1999
Gênero(s) Rock alternativo
Duração 46:24
Gravadora(s) RCA
Produção Foo Fighters
Adam Kasper
Opiniões da crítica

O parâmetro das opiniões da crítica não é mais utilizado. Por favor, mova todas as avaliações para uma secção própria no artigo. Veja como corrigir opiniões da crítica na caixa de informação.

Cronologia de Foo Fighters
The Colour and the Shape
(1997)
One by One
(2002)

There Is Nothing Left to Lose é o terceiro álbum de estúdio da banda Foo Fighters, lançado em 2 de novembro de 1999.

O álbum foi o primeiro dos quatro álbuns do Foo Fighters a ganhar o prêmio Grammy de "Best Rock Album" e a canção "Learn to Fly" o prêmio de "Best Short Form Music Video".

O álbum teve uma das canções, "Breakout" como trilha sonora do filme Me, Myself & Irene.

Faixas[editar | editar código-fonte]

Todas as faixas por Dave Grohl, Nate Mendel e Taylor Hawkins.

  1. "Stacked Actors" – 4:17
  2. "Breakout" – 3:21
  3. "Learn to Fly" – 3:58
  4. "Gimme Stitches" – 3:42
  5. "Generator" – 3:48
  6. "Aurora" – 5:50
  7. "Live-In Skin" – 3:53
  8. "Next Year" – 4:37
  9. "Headwires" - 4:38
  10. "Ain't It The Life" – 4:17
  11. "M.I.A" – 4:03
  12. "Fraternity" - 3:10 (Bonus Track)
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Foo Fighters é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.