Theta Volantis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
θ Volantis
Dados observacionais (J2000)
Constelação Volans
Asc. reta 08h 39m 05,2s[1]
Declinação -70° 23′ 12,3″[1]
Magnitude aparente 5,20[1]
Características
Tipo espectral A0V[1]
Cor (U-B) -0,03[1]
Cor (B-V) 0,01[1]
Astrometria
Velocidade radial 13,0 km/s[1]
Mov. próprio (AR) 19,05 mas/a[2]
Mov. próprio (DEC) -39,61 mas/a[2]
Paralaxe 13,7565 ± 0,1281 mas[2]
Distância 237,1 ± 2,2 anos-luz
72,7 ± 0,7 pc
Magnitude absoluta 0,9
Detalhes
Temperatura 10 083 ± 177[3] K
Rotação >115 km/s[3]
Outras denominações
CPD-69 946, FK5 2683, HR 3460, HD 74405, HIP 42425, SAO 256535.[1]
Theta Volantis
Volans constellation map.png

Theta Volantis (θ Vol, θ Volantis) é uma estrela na constelação de Volans. Tem uma magnitude aparente visual de 5,20,[1] sendo visível a olho nu em locais com pouca poluição luminosa. Com base em medições de paralaxe, está localizada a aproximadamente 237 anos-luz (72,7 parsecs) da Terra.[2] É uma estrela de classe A da sequência principal com um tipo espectral de A0 V[1] e temperatura efetiva de 10 083 K.[3] Forma uma estrela dupla óptica com uma estrela de magnitude aparente 15 a uma separação de 21,4 segundos de arco na esfera celeste, que é uma fonte de raios X com uma luminosidade de 2,143×1022 W.[4] Essa estrela não está relacionada fisicamente com Theta Volantis.[5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h i j «SIMBAD query result - tet Vol». SIMBAD. Centre de Données astronomiques de Strasbourg. Consultado em 30 de agosto de 2014. 
  2. a b c d Gaia Collaboration: Brown, A. G. A.; Vallenari, A.; Prusti, T.; de Bruijne, J. H. J.; et al. (2018). «Gaia Data Release 2. Summary of the contents and survey properties». Astronomy & Astrophysics. arXiv:1804.09365Acessível livremente. doi:10.1051/0004-6361/201833051.  Catálogo Vizier
  3. a b c Paunzen, E.; Schnell, A.; Maitzen, H. M (outubro de 2006). «An empirical temperature calibration for the Δ a photometric system. II. The A-type and mid F-type stars». Astronomy and Astrophysics. 458 (1). pp. pp.293–296. Bibcode:2006A&A...458..293P. doi:10.1051/0004-6361:20064889 
  4. Schröder, C.; Schmitt, J. H. M. M (novembro de 2007). «X-ray emission from A-type stars». Astronomy and Astrophysics. 475 (2). pp. pp.677–684. Bibcode:2007A&A...475..677S. doi:10.1051/0004-6361:20077429 
  5. Eggleton, P. P.; Tokovinin, A. A. (setembro de 2008). «A catalogue of multiplicity among bright stellar systems». Monthly Notices of the Royal Astronomical Society. 389 (2): pp. 869-879. Bibcode:2008MNRAS.389..869E. doi:10.1111/j.1365-2966.2008.13596.x 
Ícone de esboço Este artigo sobre Estrelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.