HD 76700

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
HD 76700
Dados observacionais (J2000)
Constelação Volans
Asc. reta 08h 53m 55,5s[1]
Declinação -66° 48′ 03,6″[1]
Magnitude aparente 8,13[1]
Características
Tipo espectral G6 V[1]
Cor (B-V) 0,745[2]
Astrometria
Velocidade radial 37,7 km/s[3]
Mov. próprio (AR) -282,83 mas/a[4]
Mov. próprio (DEC) 120,36 mas/a[4]
Paralaxe 16,3960 ± 0,0314 mas[4]
Distância 198,92 ± 0,38 anos-luz
60,99 ± 0,12 pc
Magnitude absoluta 4,3 ± 0,1[2]
Detalhes
Massa 1,07[3] M
Raio 1,28[5] R
Gravidade superficial 4,18 (log g)[3]
Luminosidade 1,54[5] L
Temperatura 5 633[3] K
Metalicidade [Fe/H] = 0,39[3]
Idade 8,5 bilhões[3] de anos
Outras denominações
CP-66 656, HIP 43686, SAO 250370.[1]

HD 76700 é uma estrela na constelação de Volans. Com uma magnitude aparente de 8,13,[1] não é visível a olho nu. De acordo com sua paralaxe de 16,40 milissegundos de arco,[4] está a uma distância de aproximadamente 199 anos-luz (61 parsecs) da Terra.

HD 76700 é uma estrela anã amarela com uma classificação estelar de G6 V,[1] sendo parecida com o Sol. Com uma idade de 8,5 bilhões de anos,[3] parece estar começando a sair da sequência principal,[2] e por isso é maior e mais brilhante que o Sol, com um raio de 1,28 vezes o raio solar e uma luminosidade de 1,54 vezes a luminosidade solar.[5] Também é um pouco mais massiva que o Sol, com 1,07 massas solares.[3] Tem uma temperatura efetiva de 5 633 K,[3] o que lhe dá o brilho amarelado típico de estrelas de classe G.[6]

Em 2003 foi publicada a descoberta de um planeta extrassolar orbitando HD 76700, feita pelo método da velocidade radial como parte do Anglo-Australian Planet Search.[2] Esse planeta é um gigante gasoso com uma massa mínima de 0,233 vezes a massa de Júpiter. Orbita a estrela com um período de apenas 3,97 dias a uma distância média de 0,0511 UA.[7]

O sistema HD 76700 [7]
Planeta Massa Semieixo maior
(UA)
Período orbital
(dias)
Excentricidade
b >0,233 ± 0,024 MJ 0,0511 ± 0,0030 3,97097 ± 0,00023 0,095 ± 0,075

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g «SIMBAD query result - LTT 3291». SIMBAD. Centre de Données astronomiques de Strasbourg. Consultado em 17 de julho de 2013. 
  2. a b c d Tinney, C. G.; et al. (abril de 2003). «Four New Planets Orbiting Metal-enriched Stars». The Astrophysical Journal. 587 (1). pp. 423–428. Bibcode:2003ApJ...587..423T. doi:10.1086/368068 
  3. a b c d e f g h i Casagrande, L.; et al. (junho de 2011). «New constraints on the chemical evolution of the solar neighbourhood and Galactic disc(s). Improved astrophysical parameters for the Geneva-Copenhagen Survey». Astronomy & Astrophysics. 530. pp. A138. Bibcode:2011A&A...530A.138C. doi:10.1051/0004-6361/201016276 
  4. a b c d Gaia Collaboration: Brown, A. G. A.; Vallenari, A.; Prusti, T.; de Bruijne, J. H. J.; et al. (2018). «Gaia Data Release 2. Summary of the contents and survey properties». Astronomy & Astrophysics. 616: A1, 22 pp. Bibcode:2018A&A...616A...1G. arXiv:1804.09365Acessível livremente. doi:10.1051/0004-6361/201833051.  Catálogo Vizier
  5. a b c Ghezzi, L.; et al. (setembro de 2010). «Stellar Parameters and Metallicities of Stars Hosting Jovian and Neptunian Mass Planets: A Possible Dependence of Planetary Mass on Metallicity». The Astrophysical Journal. 720 (2). pp. 1290–1302. Bibcode:2010ApJ...720.1290G. doi:10.1088/0004-637X/720/2/1290 
  6. «The Colour of Stars», Commonwealth Scientific and Industrial Research Organisation, Australia Telescope, Outreach and Education, 21 de dezembro de 2004, consultado em 17 de julho de 2013. 
  7. a b Butler, R. P.; et al. (julho de 2006). «Catalog of Nearby Exoplanets». The Astrophysical Journal. 646 (1). pp. 505–522. Bibcode:2006ApJ...646..505B. doi:10.1086/504701 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • HD 76700 The Extrasolar Planets Encyclopaedia