Time (canção de Pink Floyd)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde maio de 2017).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
"Time"
Single de Pink Floyd
do álbum Dark Side of the Moon
Lançamento 2 de Março de 1973
Gravação 1973
Abbey Road Studios, Londres
Gênero(s) Rock progressivo
Musique concrète
Música eletrônica
Duração 7:05
Gravadora(s) Harvest (RU)
Capitol (EUA)
Composição David Gilmour, Roger Waters, Nick Mason, Richard Wright
Produção Pink Floyd

"Time" é a quarta faixa do álbum de rock progressivo da banda inglesa Pink Floyd, The Dark Side of the Moon, de 1973, gravado no estúdio Abbey Road, em Londres. Time é também a única música do álbum creditada para os quatro membros da banda. A música é bastante notória também por sua longa introdução com uma passagem de relógios tocando e alarmes ecoando, gravado em um teste estéreo pelo engenheiro Alan Parsons, não especificamente para o álbum.

A Faixa (composição)[editar | editar código-fonte]

Roger Waters interpretando Time em 2007.

Cada relógio foi gravado separadamente em uma loja de antiguidades. Isto é seguido por uma estranha passagem de dois minutos e vinte feita por Nick Mason em uma percussão, sendo que, ao fundo, há um delicado som criado por Roger Waters por estar dedilhando o seu baixo. Com o guitarrista David Gilmour cantando os versos e com o tecladista Richard Wright cantando os refrões, várias vocalistas femininas providenciando os backing vocals, a letra da música trata com a realização de Roger Waters de que a vida não era sobre se preparar para o que acontecerá a seguir, mas sobre ter o total controle de seu destino (ele atribui a sua ignorância prematura disso para a obsessão de sua mãe com educação). A guitarra solo de David Gilmour providencia o refrão em cima da mesma progressão de acordes do verso e dos refrões, juntamente com a escala pentatônica de Ré Sustenido Menor e a de Fá Sustenido menor, dando uma sonoridade bem típica da música. A reprise da faixa de abertura do álbum "Breathe" traz o som para uma atenção, antes que siga para a faixa "The Great Gig in the Sky", com o solo vocal de Clare Torry. Quando a percussão foi gravada havia apenas três disponíveis, então a banda teve que sincronizar as batidas para obter o tom adequado e mixar o hit ao som.[1]

Time é a segunda música mais longa do álbum, perdendo apenas para "Us and Them" (7:48), e é notória pelo solo da guitarra de David Gilmour depois do primeiro verso.

Significado[editar | editar código-fonte]

A letra da canção foi escrita por Roger Waters, que percebe que a vida não é tanto sobre a preparação do que vai acontecer com a gente, mas sobre o controle de nosso destino. Aludindo à sua mãe, que tinha uma obsessão com educação, a canção é um memento mori na medida em que diz que o tempo passa muito rapidamente, e que a partir de uma certa idade não podemos mais fazer as coisas do passado.

A primeira frase do verso cantada por David Gilmour após seu solo de guitarra é: "E você corre e corre atrás do sol, mas ele está se pondo fazendo a volta para nascer outra vez atrás de você de uma maneira relativa o sol é o mesmo, mas você está mais velho com menos fôlego e um dia mais perto da morte". Esta é uma referência ao capítulo 1 da Bíblia (linha 5): "A luz resplandece nas trevas, mas as trevas não a receberam", que contém o mesmo tema memento mori.

Músicos[editar | editar código-fonte]

Na mídia[editar | editar código-fonte]

  • A abertura da música foi usada na abertura da segunda temporada da série de Life on Mars.
  • A abertura da canção também foi usada para introduzir um programa educativo de TV da BBC dos anos 70 chamado Biologia.
  • A abertura da música foi usada no News Commentary do canal de rádio iraniano Radio Iran.
  • A parte principal da canção foi usada como a música de fundo para o skateboarder profissional Mike Maldonado da companhia de skate Toy Machine.
  • A canção foi usada no episódio da série Cold Case "Flashover", originalmente transmitida em 21 de março de 2010.
  • A canção foi usada na série de TV britânica Misfits, episódio seis, estação 3.
  • Time fez parte da trilha sonora do primeiro filme protagonizado por Bruce Lee já adulto, denominado "The Big Boss" (ou "Dragão Chinês", na versão brasileira). O tantas vezes referido início da canção, com todos os arranjos feitos com relógios, é executado ao longo de toda a película. O curioso é que o filme foi lançado em 1971, porém o álbum contendo este single, apenas em 1973.
Ícone de esboço Este artigo sobre um single é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências