Tommaso Giordano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Tommaso Giordani (* cerca de 1730 em Nápoles; † 23 de fevereiro de 1806 em Dublin) foi um compositor italiano.

Vida[editar | editar código-fonte]

Tommaso Giordani nasceu numa família de músicos. Seu pai Giuseppe Giordani (* cerca de 1695 em Nápoles, † depois de 1762, provavelmente em Londres). Um irmão mais novo foi Giuseppe Giordani, apelido „Giordanello“, compositor de óperas.

Tommaso Giordani cresceu em Nápoles. Em 1753 mudou-se com a sua família para Londres. Depois de três anos publicou as primeiras óperas. Em 1762 estreou-se como cantor no King's Theatre. Depois atuou como cantor e professor em Londres e Dublin. Em 1783 criou uma empresa de óperas em Dublin, mas não teve sucesso. Ficou em Dublin até ao final da vida, na tripla qualidade de compositor, professor e maestro.

Obras[editar | editar código-fonte]

Escreveu mais de vinte óperas, peças para piano, sonatas para violino ou flauta, trios e quartetos, três quintetos para cravos, concertos para piano ou flauta, uma missa, um Te Deum, uma oratória e vários cânticos. Muito conhecida é a ária "Caro mio ben", muito usada para vestibulares em faculdades de música. Existe uma versão sacra em português: "Todo o bem"[1] traduzido pelo maestro Axel Bergstedt. Estilisticamente, foi muito influenciado por Johann Christian Bach.

Referência[editar | editar código-fonte]