Usina Hidrelétrica Limoeiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Usina Hidrelétrica de Limoeiro, localizada no Rio Pardo no município de Mococa (SP), é equipada com duas turbinas do tipo Kaplan que geram 32 MW a partir de um desnível de 25,5 m.

Seu reservatório alaga uma área máxima de 3,3 km² e é considerada uma usina hidrelétrica a fio d'água[1] [2].

Foi idealizada no ano de 1954 na região de Mogiana, em uma época em que havia um grande desenvolvimento industrial na região, e por isso teve início a a construção de Usinas, no Rio Pardo.

A construção da Usina durou 5 anos, naquele tempo a mão-de-obra especializada não existia, então a construtora incentivou e deu cursos para quem estava interessado em trabalhar na obra. Com todas as dificuldades no ramo de eletricidade, sem experiência, os pioneiros conseguiram seus objetivos: gerar energia elétrica e entregar para as cidades da região da Mogiana.

A usina foi inagurada em 25/09/1958 com o nome de Usina Armando de Salles Oliveira, em homenagem ao governador do Estado de São Paulo; mas o nome não pegou. Com o passar do tempo, por existir muitos pés de limão na região, o povo passou a chamar a Usina de Limoeiro, e o nome ficou até hoje.

Em 1966, aconteceu a 1° enchente no Rio Pardo (700 /s), a usina foi salva pela capacidade técnica e sorte, evitando a entrada de água da jusante para Casa de Força.

Em 20/01/1977, aconteceu a 2° Enchente no Rio Pardo (+ ou - 2.200 /s) considerado como vazão década milenar, desta vez a usina não teve a mesma sorte, causando transbordamento ao longo da Barragem, inundação a Casa de Força, rompimento da barragem de terra na margem Direita, destruição total da subestação e piscicultura à jusante da barragem. Depois da reconstrução da UHE LIMOEIRO, a UG-02, foi sincronizada com o sistema, no dia 22 de Março de 1979 com 7,0 MW. A potência instalada na usina Limoeiro é de 32,20 Mw.[3]

Referências

  1. Limoeiro , acesso em 22 de junho de 2014.
  2. SILVA FILHO, Donato. Dimensionamento de Usinas Elétricas Através de Técnicas de Otimização Evolutiva. Tese de doutorado em engenharia elétrica na Universidade de São Paulo (Campus de São Carlos). Dezembro de 2003.
  3. http://www.aestiete.com.br/usinas/Paginas/Usinas.aspx

Ligações externas[editar | editar código-fonte]