Vânia Toledo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Vânia Toledo
Nascimento 1948
Paracatu
Cidadania Brasil
Ocupação fotógrafa
Prêmios

Vania Rosa Cordeiro de Toledo (Paracatu, 29 de janeiro de 1945São Paulo, 16 de julho de 2020) foi uma fotógrafa brasileira[1].

Nascida em Minas Gerais, chegou em São Paulo em 1961. Antes de seguir a carreira fotográfica, trabalhou com livros didáticos no departamento de educação e pesquisas especiais da Editora Abril, entre 1969 e 1979, e foi professora de história no Colégio Duque de Caxias, em Osasco, São Paulo, de 1970 a 1973.[2] Graduou-se em Ciências Sociais pela USP em 1973. Autodidata, começou a fotografar amadoramente, e se tornou pioneira no registro da noite paulistana.[3] Iniciou a carreira de fotógrafa em 1978, como colaboradora do jornal Aqui São Paulo. Assumiu o posto de editora de fotografia em 1979[4].

Ganhou projeção com o livro e exposição Homens (1980), em que fotografou 28 homens nus, entre eles Caetano Veloso, Ney Matogrosso, Nuno Leal Maia, Walter Franco e Roberto de Carvalho[5][6]. Durante sua carreira, publicou quatro livros.[7] Também fotografou diversas encenações como O Balcão (1969), Macunaíma (1978), Hair (1968), Fala baixo senão eu grito (1969), O Mistério de Irmã Vap (1988) e A vida é sonho (1991).

Em 1981 abriu seu próprio estúdio, onde produziu fotos para revistas como Vogue, Interview, Claudia, Veja, IstoÉ, Time e Life.

Recebeu em 2007 a Ordem do Mérito Cultural[8].

Faleceu em 16 de julho de 2020 em função de uma infecção urinária, que levou a uma septicemia e arritmia cardíaca.[3]

Exposições individuais[editar | editar código-fonte]

  • 1991 – Personagens Femininos, Galeria São Paulo
  • 1997 – Personagens Femininos, Museu de Arte Moderna, Rio de Janeiro
  • 1995 – Salomé, Galeria do Banco Real, São Paulo
  • 1995 – Pantanal, Galeria São Paulo
  • 1996 – Entre Lençóis, Galeria São Paulo
  • 2005 – Detalhes: Achados e Perdidos do Centro da Cidade, Espaço Nossa Caixa, São Paulo
  • 2007 – Palco Paulistano, SESC Pinheiros, São Paulo
  • 2007 – Palco Paulistano, Festival Internacional de Teatro de Rio Preto, SP
  • 2008 – Palco Paulistano, SESC Santo André, SP
  • 2008 – Diário de Bolsa - Instantâneos do Olhar, Pinacoteca do Estado, São Paulo
  • 2008 – Mulheres Espetaculares, Caixa Cultural, São Paulo

Livros publicados[editar | editar código-fonte]

  • Homens. São Paulo: Cultura, 1980
  • Personagens femininos. Editora Bamerindus, 1991
  • Pantanal. São Paulo, 1996
  • Salomé. São Paulo: Banco Real, 1997

Referências

  1. Vania Toledo – Produtos de um mundo menos careta. Luste Editores, 3 de abril de 2014
  2. «Vania Toledo». Enciclopédia Itaú Cultural. Consultado em 16 de julho de 2020 
  3. a b «Fotógrafa Vania Toledo morre aos 75 anos em São Paulo». Correio do Povo. 16 de julho de 2020. Consultado em 16 de julho de 2020 
  4. Autores: Vania Toledo. Coleção Pirelli/MASP de Fotografia
  5. Libertários. Trip, 13 de setembro de 2012
  6. Vania Toledo. Girafamania
  7. «Morre aos 75 anos a fotógrafa Vânia Toledo, em São Paulo». Folha de S.Paulo. 16 de julho de 2020. Consultado em 16 de julho de 2020 
  8. Ordem do Mérito Cultural 2007 Arquivado em 18 de maio de 2015, no Wayback Machine.. Ministério da Cultura, 4 de outubro de 2011