Vale Tehuacán-Cuicatlán

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Pix.gif Vale Tehuacán-Cuicatlán: habitat originário da Mesoamérica *
Welterbe.svg
Património Mundial da UNESCO

Paisaje en Texcala, Puebla, México.JPG
Texcala, Puebla
País  México
Tipo Mixto
Critérios iv, x
Referência 1534
Região** América Latina e o Caribe
Coordenadas 17° 59′ 23,86″ N, 97° 11′ 13,75″ O
Histórico de inscrição
Inscrição 2018  (42ª sessão)
* Nome como inscrito na lista do Património Mundial.
** Região, segundo a classificação pela UNESCO.

O Vale Tehuacán-Cuicatlán é uma área de proteção natural localizada no sudeste do México. Seu nome é derivado de duas localidades: Cuicatlán e Tehuacán, onde fica á administração. CObre uma área de 490.186 hectares distribuídos entre 21 municípios nos estados de Puebla e Oaxaca. A área pertence a Sierra Madre del Sur.

Caracterizada por terrenos rústicos, onde montanhas baixas (máximo 300 metros) estão no centro de vales e rios. Quase toda a reserva faz parte da bacia do RIo Papaloapan, um dos maiores do México, embora nessa área a umidade não seja suficiente para formar longos canais. O rio Papaloapan se origina nas montanhas de Sierra de Tehuacán e Sierra Mixteca, incluindo Tehuacán e os rios Calapa e Zapotitlán.

O clima da região é quente semi-seco e quente semi-tropical com chuvas moderadas a escassas no verão. Nas partes mais altas das montanhas é comum ver um leve nevoeiroa que raramente se condensa e forma uma chuva modesta.

A importância de Tehuacán-Cuicatlán está na sua grande biodiversidade. Um terço das plantas da região são endêmicas. A flora predominante é xerófita, numa proporção de mais de um terço das espécies da região. Um dos locais mais ecologicamente excepcionais da região é a floresta de cactos, uma das mais altas concentrações de cactos no mundo. Quarenta e cinco das 70 espécies mexicanas são encontradas na porção central do país. A área também contem arbustos, florestas decíduas tropicais, florestas de pinheiros e carvalhos.[1]

Entre os vertebrados, a reserva possui 18 espécies de peixe, 27 de anfíbios, o que é uma grande diversidade, quando comparada a outros desertos da América do Norte e Austrális. Também possui 85 espécies de répteis, dos quais 20 são endêmicas e 338 de pássaros, com 16 endêmicas.

Galeria[editar | editar código-fonte]

UNESCO[editar | editar código-fonte]

Foi inscrito como Patrimônio Mundial da UNESCO em 2018 por: "ser a zona árida e semi-árida com a mais rica biodiversidade em toda América do Norte. Vestígios arqueológicos demonstram desenvolvimentos tecnológicos e domesticação precoce das colheitas. O vale apresenta um sistema de manejo de água com canais, poços, aquedutos e represas, o mais antigo do continente, que foi construído para suprir alguma emergência em assentamentos agriculturais"[2]

Referências

  1. UNESCO 2012.
  2. Tehuacán-Cuicatlán. UNESCO World Heritage Centre - World Heritage List (whc.unesco.org). Em inglês ; em francês ; em espanhol. Páginas visitadas em 27/09/2018.