Wagner Lago

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wagner Lago
Replace this image male.png
Wagner Lago
Deputado federal  Maranhão
Período 1983-1991
2003-2007
Dados pessoais
Nascimento 15 de fevereiro de 1944 (75 anos)
Bandeira desconhecida Pedreiras, MA
Alma mater Universidade Federal do Maranhão
Cônjuge Maria Marta Lago
Partido MDB (1966–1979)
PMDB (1980–1990)
PDT (1990–2003/2005-2014/2015-hoje)
PP (2003-2005)
SD (2014–2015)
Profissão advogado, promotor de justiça

Ricardo Wagner de Carvalho Lago, ou apenas Wagner Lago, (Pedreiras, 15 de fevereiro de 1944) é um advogado, promotor de justiça e político brasileiro que foi deputado federal pelo Maranhão.[1][2]

Dados biográficos[editar | editar código-fonte]

Filho de José Ribamar de Carvalho Lago e Neusa Garcez Lago. Advogado formado pela Universidade Federal do Maranhão em 1967, foi promotor de justiça em São Luís e procurador do Ministério Público Estadual.[1] Filiado ao MDB durante a vigência do bipartidarismo, filiou-se ao PMDB e por esse partido foi eleito deputado federal em 1982 e reeleito em 1986. Durante sua estadia em Brasília votou pela Emenda Dante de Oliveira em 1984, em Tancredo Neves no Colégio Eleitoral em 1985 e ajudou a elaborar a Constituição de 1988.[3][4][5]

Na década seguinte ingressou no PDT onde permaneceu durante quase todo o tempo e nesta legenda foi derrotado na eleição para senador em 1990 e 1994.[nota 1] Escolhido como procurador-geral de São Luís após as eleições municipais de 1996 e 2000 por seu irmão, o prefeito Jackson Lago, renunciou ao cargo a tempo de eleger-se deputado federal em 2002.[2][1]

Seu último cargo público foi o de secretário extraordinário de Assuntos Políticos durante a gestão de Tadeu Palácio como prefeito da capital maranhense.[nota 2]

Notas

  1. Suas únicas debandadas do PDT aconteceram para o ingresso no Partido Progressista e no Solidariedade, conforme demonstra sua biografia na Câmara dos Deputados.
  2. Sua licença a fim de ocupar o referido cargo permitiu a convocação de Eliseu Moura.

Referências

  1. a b c «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Wagner Lago». Consultado em 26 de fevereiro de 2017 
  2. a b «Banco de dados do Tribunal Superior Eleitoral». Consultado em 26 de fevereiro de 2017 
  3. A nação frustrada! Apesar da maioria de 298 votos, faltaram 22 para aprovar diretas (online). Folha de S. Paulo, São Paulo (SP), 26/04/1984. Capa. Página visitada em 26 de fevereiro de 2017.
  4. Sai de São Paulo o voto para a vitória da Aliança (online). Folha de S. Paulo, São Paulo (SP), 16/01/1985. Primeiro caderno, p. 06. Página visitada em 26 de fevereiro de 2017.
  5. «BRASIL. Presidência da República. Constituição de 1988». Consultado em 26 de fevereiro de 2017