Walério Araújo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Walério Araújo
Nome completo Agnaldo Walério Ferreira de Araújo
Nascimento 12 de abril de 1970 (47 anos)
Lajedo[1]
 Pernambuco
Residência São Paulo
 São Paulo
Nacionalidade  Brasil
Ocupação Estilista
(1990—atualmente)
Edifício Copan, onde estão ambientadas a grife e a residência do estilista.

Walério Araújo (Lajedo, 12 de abril de 1970) é um estilista brasileiro. Em 2010 foi tido com um dos profissionais mais importantes de São Paulo, tendo sido comparado por sua ousadia ao britânico Alexander McQueen.[1] Sua grife está ambientada num dos cartões postais de São Paulo, o histórico edifício Copan, no centro da capital paulistana.[1]

Entre seus clientes estão personalidades como Ivete Sangalo, Sabrina Sato, Claudia Leitte, Adriane Galisteu, Preta Gil e Elke Maravilha.[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Início e viagem para São Paulo[editar | editar código-fonte]

Nascido em uma família de costureiras e bordadeira, em 1987 o estilista dá início à sua carreira de forma despretensiosa: investindo em um curso por correspondência. Sobre a habilidade do estilista na área, a despeito da falta de diploma específico, a revista Go′Where escreveu:

«Diferentemente dos novos estilistas, Walério não cursou faculdade de moda — no máximo um curso de desenho por correspondência e outro específico para desenho de moda. ‘Na época em que me interessei por moda não existia faculdade. Depois dos cursos, parti para a prática’, conta. Diplomas à parte, sua habilidade com a tesoura é tal que ele transformou o abadá de uma marca de cerveja num vestidinho todo bordado com cristais Swarovski para Paris Hilton no último carnaval. Aliás, foi um dos figurinos mais comentados da festa.»

No ano seguinte, viaja a São Paulo pela primeira vez para um curso presencial de desenho de moda. Em 1990 volta para sua terra natal de onde é logo contratado para trabalhar em uma loja de tecidos baiana.[3][1] Nesse período permanece dois anos em Paulo Afonso e Salvador.

Em 1992 chega a São Paulo em definitivo para trabalhar na rua São Caetano, a famosa «rua das noivas», e posteriormente na 25 de Março, e permanece por dois anos como desenhista em lojas de tecido.[3]

De 1994 em diante, Walério Araújo participa por cinco anos do descolado e alternativo Mercado Mundo Mix,[4] através do qual é selecionado e convidado por Paulo Borges a integrar o time de nove estilistas do extinto evento de moda «Amni Hot Spot», no qual desfila suas coleções por cinco edições.[1] Com desfiles sempre muito bem-humorados, apresenta temas e homenagens polêmicos, como o de março de 2005, ambientado na capela do Hospital Umberto Primo, rendendo homenagem póstuma à antológica travesti Andréia de Maio.[1]

Casa de Criadores[editar | editar código-fonte]

Mais recentemente, o estilista apresentou sua coleção outono–inverno 2014 na semana de moda Casa de Criadores, na qual já apresentou mais de 14 coleções e de onde é convidado permanente.[5][6]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f Daniela Domingues (23 de agosto de 2010). «Go′Where Luxo». Revista Go′Where. Consultado em 28 de fevereiro de 2014 
  2. Paulo Borges (2008). «Claudia Leitte com babado novo». Portal Terra. Consultado em 28 de fevereiro de 2014 
  3. a b Da redação (2002). «Amni Hot Spot — Walério Araújo». Almanaque Folha. Consultado em 28 de fevereiro de 2008 
  4. Adm. do sítio (30 de julho de 2008). «Mercado Mundo Mix». Clube de Criação de São Paulo. Consultado em 28 de fevereiro de 2014 
  5. Da redação (17 de outubro de 2013). «Walério Araújo: outono–inverno 2014». Lilian Pacce. Consultado em 28 de fevereiro de 2014 
  6. Adm. do sítio (19 de novembro de 2009). ««Casa dos Criadores» — estilistas». Casa dos Criadores. Consultado em 28 de fevereiro de 2014 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.