Wanderley Guilherme dos Santos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wanderley Guilherme dos Santos
Nascimento 13 de outubro de 1935 (82 anos)
Rio de Janeiro,  Brasil
Prémios Prêmio ABL de Ensaio crítica e história literária (2004)

Prémio Casa de las Américas (2008)

Magnum opus O ex-leviatã brasileiro. Do voto disperso ao clientelismo concentrado

Wanderley Guilherme dos Santos (Rio de Janeiro, 13 de outubro de 1935)[1] é um cientista político brasileiro, autor de vários livros e artigos na área de Ciências Sociais. Notabilizou-se a partir do texto "Quem vai dar o golpe no Brasil" - que prenunciou o golpe de Estado e a possível derrubada do presidente João Goulart em 1964 e se tornou referência bibliográfica nos meios acadêmicos. [2]

Formação acadêmica[editar | editar código-fonte]

Graduou-se em Filosofia na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) em 1958, tendo concluído seu Doutorado em Ciência Política, mediante bolsa da Fundação Ford, na Stanford University em 1979, com a Tese Impass and Crisis in Brazilian Politics.[1] Fez seu Pós-Doutorado em Teoria Antropológica na UFRJ em 1986. Hoje, é professor aposentado de teoria política da UFRJ, sendo professor e fundador do Instituto Universitário de Pesquisa do Rio de Janeiro (Iuperj).

Livros publicados

Seu primeiro trabalho publicado foi um artigo - em um livro organizado por um de seus professores - que se tornou uma referência bibliográfica, qual seja: Quem Dará o Golpe no Brasil, publicado em fevereiro de 1962, no volume cinco da coleção Cadernos do Povo Brasileiro, dirigida por Álvaro Vieira Pinto e Ênio Silveira (ed. Civilização Brasileira), no qual Santos antecipava e explicava o golpe militar que viria a ocorrer dois anos depois. Publicou também Décadas de Espanto e uma Apologia Democrática, Roteiro Bibliográfico do Pensamento Político-Social Brasileiro, O Ex-Leviatã Brasileiro: do Voto Disperso ao Clientelismo Concentrado e Paradoxos do Liberalismo: Teoria e História, dentre outros livros.

Prêmios recebidos

Santos, durante sua carreira de escritor, dentre outros prêmios, recebeu da Associação Brasileira de Ciência Política o Prêmio Victor Nunes Leal, no Concurso Brasileiro de Livros em Ciência Política e Relações Internacionais, por seu livro Horizonte do Desejo – Instabilidade, fracasso coletivo e inércia social, (Rio, Editora FGV, 2006) e da Academia Brasileira de Letras. em 2004, o prêmio na categoria Ensaio, com seu livro O cálculo do conflito: estabilidade e crise na política brasileira, publicado pela UFMG.[3]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b Forjaz, Maria Cecília Spina. «A emergência da Ciência Política acadêmica no Brasil: aspectos institucionais». Revista Brasileira de Ciências Sociais. 12 (35). ISSN 0102-6909. doi:10.1590/S0102-69091997000300007 
  2. Currículo: Wanderley Guilherme dos Santos, Sistema Currículo Lattes.].
  3. SILVA, Deonísio da. Wanderley Guilherme dos Santos: Um prêmio muito bem dado. São Paulo: Armazém Literário, Observatório da Imprensa, 9 de agosto de 2006]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.