Wikipédia:Fusão/Central de fusões/Linux; GNU/Linux

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Seria bom evitar confusões sobre um tópico... controverso. Já é bem claro para pessoas mais experientes: O nome "GNU/Linux" é uma posição da Free Software Foundation, entre outros simpatizantes do movimento de software livre. Entretanto, ela não é a mais abrangente sobre o tema. De qualquer forma, temos a página GNU, que ainda é outro tópico, diferente do artigo Linux.

Inicialmente, pensei na eliminação da página, mas isso seria... muito controverso. Por isso decidi trazê-lo aqui. Ainda estou entendendo como funciona as fusões também, espero ter usado as predefinições de forma correta

No WikiProjeto em inglês sobre Computação, a decisão é de se usar Linux pois a Wikipédia anglófona dá preferência para o nome mais usado sobre certo tópico. Eu sei que não somos da Wikipédia anglófona ou do WikiProject Computing, mas acho os links relevantes para uma possível discussão.

Tetizeraz. Mande uma -> ✉️ 00h23min de 7 de setembro de 2017 (UTC)

Symbol declined.svg Discordo pelos seguintes motivos:
  1. São dois termos distintos. Não é porque na wiki-en decidiram manter tudo num artigo só que as outras devem seguir, se for para pontar outras wikis, eu apontaria a wiki japonesa, com os artigos jp:GNU/Linuxシステム, jp:Linux e jp:Linuxカーネル, e também a hebraica com he:גנו/לינוקס, he:לינוקס (ליבה) e he:לינוקס.
  2. Se há controvérsia, é ainda mais controverso simplesmente redirecionar como se fossem a mesma coisa, ao invés de ter um artigo onde além de cobrir o assunto da controvérsia, fala do sistema em si.
  3. Além disso, como explicado no artigo, nem todo sistema Linux é GNU, vide o caso do Android que também é Linux, mas não é GNU/Linux, e também é abordado no artigo Linux, porém também tem seu artigo próprio em Android, por isso não se trata apenas de nomenclaturas, mas de um sistema Linux específico, não está sendo proposto também fundir Android em Linux. Nós não vamos fundir MacOS em Unix.
  4. Também, nem todo sistema GNU é Linux, pois o mesmo pode ser baseado em BSD ou até mesmo em seu próprio kernel, o Hurd, o que evidencia o GNU/Linux como um sistema distinto, além de o mesmo ser notório o suficiente para ter artigo próprio, bem mais notório que o webOS.--Luizdl discussão 01h33min de 7 de setembro de 2017 (UTC)
Vou tentar responder aos seus argumentos, mas não vai ser em ordem. Perdão! Ah, e acredito que já respondi ao seu primeiro ponto na minha mensagem inicial.
No seu ponto dois, você acredita pelo menos que é possível Symbol merge vote.svg Fundir GNU/Linux e GNU? Sim, há a questão do kernel, que você comenta depois; Entretanto, eu acredito que é possível realizar uma seção específica no artigo GNU, explicando o kernel, O kernel Linux, e os outros kernels que podem ser utilizados com um sistema GNU.
Agora, para a parte que importa mesmo:
Citação: Além disso, como explicado no artigo, nem todo sistema Linux é GNU, vide o caso do Android que também é Linux, mas não é GNU/Linux, e também é abordado no artigo Linux, porém também tem seu artigo próprio em Android, por isso não se trata apenas de nomenclaturas, mas de um sistema Linux específico, não está sendo proposto também fundir Android em Linux. Nós não vamos fundir MacOS em Unix.
Sim, eu concordo com isso. Entretanto, como eu disse, a nomenclatura "GNU/Linux" é defendida Free Software Foundation,[1] entre outros simpatizantes de software livre. Como visto em Distribuição Linux, a maior parte dos sistema operacionais Linux utilizam várias bibliotecas e utilidades do sistema operacional GNU; Entretanto, o nome desses sistemas operacionais são diferentes, e não necessariamente utilizam o nome GNU/Linux.[2] Fedora Linux, Debian,[3] Ubuntu para citar alguns exemplos.
Outro caso, para explicar meu ponto: Quem decide se o nome é GNU/Linux? Seu argumento (e da FSF) é: devemos falar GNU, e depois Linux, pois GNU é o sistema operacional; Linux é o kernel. Entretanto, esse argumento é subjetivo demais, por mais essencial que seja o sistema operacional GNU. Poderíamos, por exemplo, falar GNU/systemd/Linux, por exemplo. Não estaria errado, só que ninguém fala isso. O sistema de inicialização do sistema é importante também. Tetizeraz. Mande uma -> ✉️ 13h52min de 7 de setembro de 2017 (UTC)
Ao contrário do que você afirmou, o sistema operacional Debian utiliza sim a nomenclatura GNU/Linux, conforme pode-se observar em sua documentação no site oficial tanto em português quanto em inglês. Quanto as outras duas distribuições citadas, o artigo da Wikipédia também aborda este tema dizendo que devido à tradição e/ou controvérsias, é normal chamar apenas de Linux, embora existam outros sistemas Linux diferentes.--Luizdl discussão 21h40min de 7 de setembro de 2017 (UTC)
Adendo, a própria referencia que você usou usa as nomenclaturas GNU/Linux, GNU/kFreeBSD e GNU/Hurd. Citação: Uma grande parte das ferramentas básicas que formam o sistema operacional são originadas do projeto GNU; daí os nomes: GNU/Linux, GNU/kFreeBSD e GNU/Hurd. Essas ferramentas também são livres.--Luizdl discussão 21h46min de 7 de setembro de 2017 (UTC)

Symbol declined.svg Discordo. Existem 3 coisas diferentes: Linux (o kernel), GNU (o resto do sistema), e GNU/Linux, que é uma das possíveis junções de um kernel mais o resto do sistema. Também pode haver GNU/Hurd, por exemplo. Então cada coisa deve ter seu artigo separado. O Hurd não precisa ter artigo próprio pois é parte do projeto GNU e foi criado especificamente para ser kernel do GNU. Mas o Linux não. Ele não é parte do projeto GNU.--Mister Sanderson (discussão) 14h31min de 7 de setembro de 2017 (UTC)

Symbol declined.svg Discordo A proposta alternativa sugerida pelo autor (Fundir GNU/Linux e GNU? Sim, há a questão do kernel, que você comenta depois; Entretanto, eu acredito que é possível realizar uma seção específica no artigo GNU, explicando o kernel) faz mais sentido, até porque os dois artigos são relativamente semelhantes, diferente de GNU/Linux e Linux. Redirecionar GNU/Linux para GNU após uma fusão, desde que se faça a distinção logo na seção introdutória, i.e. que explique-se a nomenclatura, teria meu apoio. GNU/Linux é GNU com o kernel Linux, não fica confuso em um artigo só. A questão aqui é, em minha opinião: É preciso um artigo próprio para esse sistema específico (GNU + Linux), ou cabe em GNU? Creio que caiba. PS: Vale notar que GNU/Hurd é utilizado como o kernel (redireciona para GNU Hurd). Não há um artigo específico sobre sistemas GNU/Hurd, nem sei se deve haver para GNU/Linux. Saturnalia0 (discussão) 18h52min de 7 de setembro de 2017 (UTC)

O que eu acho que devia acontecer era fusão entre Controvérsia quanto à nomenclatura GNU/Linux e GNU/Linux.--Mister Sanderson (discussão) 20h57min de 7 de setembro de 2017 (UTC)

Concordo com a alternativa sugerida pelo Mister Sanderson, em realizar uma fusão entre Controvérsia quanto à nomenclatura GNU/Linux e GNU/Linux. No caso acredito que seria legal se Controvérsia quanto à nomenclatura GNU/Linux for movido como uma seção dentro do artigo GNU/Linux, ou senão, fundir à seção de História onde o assunto da nomenclatura também é abordado.--Luizdl discussão 21h19min de 7 de setembro de 2017 (UTC)
Também acho válido, mas não ao mesmo tempo que a outra proposta alternativa mencionada, de fusão entre GNU/Linux e GNU. Saturnalia0 (discussão) 00h22min de 8 de setembro de 2017 (UTC)
Ainda é cedo para cantar derrota, mas se a minha proposta não for aceita, irei fazer essa proposta mesmo - entre GNU/Linux e GNU. Tetizeraz. Mande uma -> ✉️ 13h58min de 8 de setembro de 2017 (UTC)

Referências

  1. Stallman, Richard. «Que há num nome?». Free Software Foundation. Consultado em 7 de Setembro de 2017 
  2. «Explicando Por Que Não Apoiamos Outros Sistemas». Free Software Foundation. Consultado em 7 de Setembro de 2017 
  3. «About Debian» (em inglês). Debian Project. Consultado em 7 de Setembro de 2017 

Não Finalizado como não fundir. -- Leon saudanha 23h42min de 20 de setembro de 2017 (UTC)