Wikipédia em japonês

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wikipédia em japonês
Wikipedia-logo-v2-ja.svg

Screenshot da página inicial da Wikipédia em japonês.

Idioma Japonês
Fundação 11 de maio de 2001[1]
Artigos 1 173 250 (18 de outubro de 2019)
Usuários registrados 1 544 467 (13 884 usuários ativos)
Administradores 39
Imagens carregadas 85 710
Sítio ja.wikipedia.org
Portal Wikipédia

Wikipédia nipônica (ウィキペディア日本語版, Wikipedia Nihongo-ban) é a edição em língua japonesa da Wikipédia, uma enciclopédia de licença livre e escrita de maneira colaborativa. A Wikipédia foi lançada em 15 de janeiro de 2001 por Jimmy Wales e Larry Sanger e tornou-se a maior e mais popular obra de referência geral na internet. Sua versão em japonês foi lançada em 11 de maio de 2001, e em 2016, superou a marca de um milhão de artigos. É a 13ª Wikipédia em número de artigos.

História[editar | editar código-fonte]

Lançada em 11 de maio de 2001, a Wikipédia nipônica foi a quarta versão a ser criada, antecedida pela anglicana, catalã e alemã.[2] O seu endereço original era "nihongo.wikipedia.com" e todas as páginas eram escritas com alfabeto latino ou romaji, pois o software não interpretava caracteres japoneses na época. O primeiro artigo foi nomeado "Nihongo no Funimekusu".[3]

A mesma atingiu mil páginas em fevereiro de 2003, dois anos depois da edição em inglês. As revistas Wired News e Slashdot foram as primeiras a publicarem sobre a versão japonesa, o que contribuiu para o significativo crescimento no mesmo ano, atingindo 10 mil artigos em junho e tornando-se a terceira maior edição em número de artigos. Entre abril e dezembro de 2006 foram criados 100 mil novas páginas, totalizando 300 mil.[4]

É desconhecido exatamente quando o Yahoo! News passou a fazer hiperligações aos artigos japoneses, mas a partir de agosto de 2004, dezenas de links levavam à Wikipédia, o que contribui para sua expansão. Em setembro de 2004, recebeu o Prêmio Especial para Criadores na Web, da Associação de Anunciantes do Japão. Esta premiação, normalmente dada a indivíduos com grandes contribuições para a internet, foi concedida a um usuário veterano em nome do projeto.[5]

O número de artigos criados mensalmente continuou a crescer de forma constante, atingindo o pico de 469 em março de 2007. No mesmo mês, atingiu o recorde de 531 mil usuários ativos, 556 desses realizaram mais de cem edições cada. O número de usuários que editaram mais de cinco vezes por mês atingiu o pico de 4.989 em janeiro de 2008.[6]

No entanto, houve uma redução gradual a partir de 2008, devido a queda de editores ativos. Uma das principais características da versão japonesa é que a porcentagem de usuários anônimos entre os editores é alta. Em dezembro de 2007, cerca de 40% das edições eram de usuários não registrados, a porcentagem mais elevada entre as dez principais Wikipédias.[7]

A Wikipédia nipônica atingiu meio milhão de artigos em 25 de junho de 2008. Em agosto de 2012, foram criados 131 artigos, a menor quantidade desde o pico.[8] Em abril de 2013, 4.164 usuários editaram cinco vezes ou mais e 352 editaram cem vezes ou mais, além disso, a versão ocupava a décima colocação em número de artigos e a quinta em número de usuários. No dia 19 de janeiro de 2016, superou um milhão de artigos. Em 2019, era a 13ª maior Wikipédia em termos de artigos e possuía mais de 13 mil usuários em atividade.[9]

Influência[editar | editar código-fonte]

Andrew Lih escreveu que a influência do 2channel resultou em muitas edições em anonimato. Devido à falta de usuários registrados, os editores japoneses interagem menos com a comunidade internacional e a Wikimedia Foundation do que os editores de outras versões. Lih também afirmou que os nipônicos são menos propensos a se envolver em guerras de edição do que os usuários de idiomas ocidentais.[10][11]

Jimmy Wales apontou em uma conferência que a Wikipédia japonesa é significativamente dominada por artigos sobre cultura pop do que outras versões e, de acordo com o New York Times, "apenas 20%" dos artigos abordavam outros assuntos.[12] Nobuo Ikeda, acadêmico de políticas públicas e crítico de mídia, argumenta que, ao permitir anônimos, a Wikipédia detém características vistas em fóruns, onde discursos de ódio, ataques pessoais e expressões depreciativas são comuns. Ele também afirma que 90% dos blogs japoneses são anônimos, em comparação com os Estados Unidos, onde 80% se identificam.[13]

Em 2006, Kizu Naoko, um wikipedista japonês, afirmou que na edição nipônica a maioria dos usuários começa como editores de páginas e carregadores de imagens, e que a maioria das pessoas continuam a desempenhar esses papéis. Poucos se candidatam para se tornarem administradores. Kizu disse: "Infelizmente, alguns se candidatam a esse cargo por desejo de poder! E então são surpreendidos quando são rejeitados".[14]

Cronologia[editar | editar código-fonte]

A lista a seguir mostra os marcos estatísticos da versão (ver milestones na Wikipédia nipônica).

  • 11 de maio de 2001: a Wikipédia em japonês é lançada.
  • 12 de fevereiro de 2003: Mil artigos criados.
  • 23 de março de 2003: 5 000 artigos.
  • 15 de junho de 2003: 10 000 artigos.
  • 26 de maio de 2004: 50 000 artigos.
  • 11 de fevereiro de 2005: 100 mil artigos.
  • 9 de abril de 2006: 200 mil artigos.
  • 15 de dezembro de 2006: 300 mil artigos.
  • 10 de agosto de 2007: 400 mil artigos.
  • 25 de junho de 2008: Meio milhão de artigos.
  • 8 de julho de 2009: 600 mil artigos.
  • 31 de agosto de 2010: 700 mil artigos.
  • 3 de abril de 2012: 800 mil artigos.
  • 14 de março de 2014: 900 mil artigos.
  • 19 de janeiro de 2016: 1 milhão de artigos.
  • 22 de março de 2018: 1 100 000 artigos.

Referências

  1. Richey, Jason. «Wikipedia - new language wikis». Lists Wikimedia. Consultado em 17 de agosto de 2010 
  2. Terdiman, Daniel (13 de janeiro de 2005). «拡大するフリー百科事典『ウィキペディア』の課題». WIRED (雑誌). Consultado em 19 de agosto de 2009 
  3. Página inicial da Wikipédia nipônica, em 20 de março de 2001, as 23:00.
  4. アンドリュー・リー (2009). ウィキペディア・レボリューション――世界最大の百科事典はいかにして生まれたか. Japão: 早川書房. p. 284-286. 443 páginas. ISBN 978-4-15-320005-0 
  5. ギョーム・ブランシャー. «on the Web Advertising Bureau». Award wab. Consultado em 23 de março de 2012. Arquivado do original em 2 de março de 2012 
  6. 小杉泰 (13 de julho de 2008). «ウィキペディアで何が起こっているのか 山本まさき、古田雄介・著/情報化時代のプライバシー研究 青柳武彦・著». 朝日新聞. Consultado em 19 de agosto de 2009. Arquivado do original em 12 de dezembro de 2008 
  7. 池田信夫 (2007). «池田信夫の一刀両断 第31回 ウィキペディアは信用できるか». PC Japan. ソフトバンククリエイティブ. Arquivado do original em 26 de fevereiro de 2009 
  8. 『朝日新聞』 (8 de setembro de 2007). «ウィキペディア 省庁から修正次々 長妻議員の悪口も» (em japonês). Consultado em 22 de março de 2008 
  9. «あなたの個人情報、Wikiに書かれていませんか?». オーマイニュース. 26 de fevereiro de 2008. Consultado em 11 de janeiro de 2013. Arquivado do original em 20 de setembro de 2008 
  10. «About Japanese Wikipedia, Hatena Keyword, Japanese». D.hatena.ne.jp. Consultado em 23 de março de 2012 
  11. Kazuhiko Nishi (22 de outubro de 2009). «Japanese Wikipedia is like honey bucket of Japanese internet.» (em japonês). J-CAST News. Consultado em 23 de outubro de 2009 
  12. «Wikipedia Looks Hard at Its Culture». The New York Times. 31 de agosto de 2009. Consultado em 13 de maio de 2016 
  13. «悩むウィキペディア 少ない管理人 芸能系ばかり人気». Asahi Shimbun (em japonês). 4 de março de 2010. Consultado em 12 de março de 2010. Cópia arquivada em 7 de março de 2010 
  14. How and Why Wikipedia Works: An Interview with Angela Beesley, Elisabeth Bauer, and Kizu Naoko (PDF). Odense, Dinamarca: ACM Press. 2006. p. 3-8. Consultado em 31 de outubro de 2011. Cópia arquivada (PDF) em 21 de agosto de 2006 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]