Jimmy Wales

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jimmy Wales
Nome completo Jimmy Donal Wales
Pseudônimo(s) Jimbo Wales
Nascimento 7 de agosto de 1966 (51 anos) [1]
Huntsville, Alabama, Estados Unidos
Nacionalidade norte-americano
Ocupação Empreendedor de Internet
Prêmios Internet Hall of Fame (2013)

Problemas para escutar este arquivo? Veja a ajuda.
Assinatura
Jimmy Wales signature.svg

Jimmy Donal Wales, ou simplesmente Jimmy Wales, também apelidado de Jimbo Wales, (Huntsville, 7 de agosto de 1966[1]) é um empresário americano da Internet, mais conhecido pelo público como co-fundador, em 2001, do projeto livre Wikipédia. Atualmente, ele é membro do conselho de administradores da Fundação Wikimedia e é um dos fundadores da Wikia, uma propriedade privada de serviço livre de hospedagem de sites criado em 2004.

Juntamente com Larry Sanger, Wales ajudou a popularizar a tendência do desenvolvimento da web que visa facilitar a criatividade, a educação e o conhecimento humano de acesso livre, por meio da colaboração compartilhada entre usuários. Jimmy criou a Wikipédia inspirado pela teoria da Ordem Espontânea, do economista e filósofo Friedrich Hayek[2][3][4], segundo a qual o conhecimento se encontra disperso pela sociedade. Com o produto de seu trabalho com a Wikipédia, que se tornou a maior enciclopédia do mundo, a revista Time listou Wales como uma das pessoas mais influentes do mundo em 2009.

Em 2009, Wales ficou em terceiro lugar na lista Agenda Setters 2009, onde o site Silicon.com seleciona os 50 indivíduos mais influentes do mundo tecnológico.[5] Neste mesmo ano, recebeu uma premiação da Fundação Nokia por suas contribuições para a evolução da World Wide Web como uma plataforma participativa e verdadeiramente democrática.[6]

A 9 de maio de 2010, no decurso da polémica gerada pela sua intervenção no projecto Commons sobre remoção de imagens de caráter pornográfico, Jimmy Wales removeu os privilégios executivos do seu estatuto de fundador da Wikipédia, conservando os relativos à visualização de edições, de modo a que a discussão sobre o seu estatuto não interferisse no debate em curso sobre o conteúdo editorial.[7][8]

Em 2 de fevereiro de 2016 recebeu o título de Doutor Honoris Causa da Université catholique de Louvain (UCL/Bégica).[9][nota 1]

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Jimmy Wales em cima de uma árvore.

Wales nasceu no estado norte-americano do Alabama, e possui diploma da Universidade de Auburn e da Universidade do Alabama. É um admirador da filosofia do objetivismo de Ayn Rand[10]. Na metade da década de 1990, Wales iniciou o Bomis, um portal de busca focado em aspectos da cultura popular. Fundou o Wikia que roda o Wikiasari, um motor de busca no estilo wiki e o Wikicities para hospedagem de sites. Recentemente criou a Campaigns Wikia para tratar de assuntos políticos.

Carreira e vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Wales fundou a Wikipédia, uma enciclopédia online baseada em wiki, derivada do modelo de software livre. Ele e Sanger já tinham trabalhado juntos em outro projeto de enciclopédia chamado Nupedia, tido como o "ancestral" da Wikipédia, hoje desativado. Wales é atualmente o diretor da Wikimedia Foundation, uma organização sem fins lucrativos com sede em Tampa, Flórida que abrange a Wikipédia e seus projetos irmãos. A revista Time relatou que Wales gastou em torno de 500.000 dólares para estabelecer seus projetos wiki.

Jimmy Wales nos Jardins, cidade de São Paulo.

Aos 20 anos, o empresário celebrou o seu primeiro casamento com Pam e em 1997, Christine Rohan tornou-se a sua segunda mulher, numa cerimónia realizada em Monroe County. O antigo casal teve ainda uma filha, antes de se separar.

Em 2012, Wales casou-se pela terceira vez, com a antiga secretária de Tony Blair, Kate Garvey, que conheceu no Fórum Económico de Davos na Suíça e com quem já tem uma filha.

Entre os convidados que marcaram presença na Igreja de Wesley, em Londres, destacam-se o ex primeiro-ministro britânico, Tony Blair e a sua mulher, o assessor de David Cameron, Steve Hilton, e a atriz Lily Cole.[11]

Politicamente Wales se define como libertário, afirmando que "O trabalho de Hayek sobre a teoria de preços é fundamental para o meu próprio pensamento sobre como gerenciar o projeto Wikipedia. Não se pode compreender minhas idéias sobre a Wikipedia sem entender Hayek."[12]

Polêmica[editar | editar código-fonte]

Em março de 2008 Wales foi acusado por Jeffrey Merkey, ex-cientista-chefe da desenvolvedora de redes Novell, de aceitar dinheiro para favorecer artigos.[13] Mas em resposta, numa entrevista realizada em 12 de novembro de 2008 no Teatro Folha,[14] Jimmy argumentou que Jeffrey Merkey é uma personalidade muito polêmica; que fez declarações semelhantes sobre outras pessoas, sempre foi desmentido por elas e que ele, naturalmente, as nega também.

Neste mesmo mês, Mardsen, ex-namorada de Wales, havia colocado algumas roupas dele em leilão no eBay, para vingar-se da dispensa de Wales feita em uma página da Wikipédia.[15]

Wales também já foi acusado de ser parcial na edição de sua própria biografia, quando chegou a fazer edições enfatizando seu papel como único fundador da Wikipedia em detrimento do cofundador Larry Sanger, uma controvérsia que está documentada na biografia de Wales na Wikipedia em inglês.[16]

Wales declarou em uma entrevista pontos de vista que alegam descrença, o que supõe que ele seja ateu.[17]

Entrevistas[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. Juntamente com Jimmy Wales receberam também o título honorário a urbanista italiana Paola Viganò e o político brasileiro Eduardo Suplicy.

Referências

  1. a b «Jimmy Wales (American entrepreneur)» (em inglês). Encyclopædia Britannica. Consultado em 16 de junho de 2016. Cópia arquivada em 16 de junho de 2016 
  2. «Wikipedia founder & Hayek». www.ies-europe.org. Consultado em 17 de fevereiro de 2016 
  3. Mangu-Ward, Katherine (30 de maio de 2007). «Wikipedia and Beyond». Reason.com (em inglês) 
  4. Finegold Catalan, Jonathan M. (12 de novembro de 2010). «Wiki and the Misesian Vision». Mises Institute (em inglês) 
  5. «Fundadores da Apple, Twitter e Wikipédia lideram lista de 50 mais influentes». Folha de S.Paulo. 9 de outubro de 2009 
  6. «Fundador da Wikipedia é premiado pela Fundação Nokia». Terra. 4 de novembro de 2009 
  7. «Fundador faz cruzada contra pornografia na Wikipedia». Terra. 10 de maio de 2010 
  8. «Foundation-l. Removing questions about me and my role from this discussion». lists.wikimedia.org. Consultado em 9 de maio de 2010 
  9. «Les vidéos de la cérémonie». UCL. 15 de fevereiro de 2016. Consultado em 25 de março de 2017 
  10. «Jimmy Wales - Conservapedia». www.conservapedia.com. Consultado em 27 de fevereiro de 2016 
  11. Mira, Fernanda (8 de outubro de 2012). «Fundador da Wikipedia dá o nó com secretária de Blair». Jornal de Notícias. Consultado em 25 de março de 2017 
  12. da Silva, Rodrigo (23 de abril de 2014). «As 7 Celebridades Que Você Provavelmente Não Sabe Que São Libertárias». Liberzone. Consultado em 25 de março de 2017 
  13. «Criador da Wikipedia é acusado de aceitar dinheiro para editar artigo do site». g1.globo.com. G1. 13 de março de 2008. Consultado em 25 de março de 2017 
  14. «Procurem outro emprego, sugere "pai" da Wikipédia a vendedores de enciclopédias». Folha de S.Paulo. 12 de novembro de 2008 
  15. «Dispensada pela Wikipedia, ex se vinga pelo eBay». g1.globo.com. G1. 4 de março de 2008. Consultado em 25 de março de 2017 
  16. Wikipedia em inglês. Controvérsias envolvendo Jimmy Wales, w:en:Jimmy Wales#Controversy
  17. Wales, Jimmy, What do you believe? - Video, consultado em 25 de março de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Categoria no Commons
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.