Wilfrid Schilling

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Wilfrid Schilling
Wilfrid Schilling.jpg

Retrato do escritor Wilfrid Schilling
Pseudónimo(s) Anonymous [1]
Outros nomes Wilfried Schilling
Nascimento 8 de dezembro de 1919
(63 anos)
Alemanha
Morte 6 de setembro de 1982
Locarno, Itália
Residência
Nacionalidade alemão
Ocupação Escritor
Outras ocupações
Magnum opus Die Angstmacher

Wilfrid Schilling, ou Wilfried Schilling, (Alemanha, 8 de dezembro de 1919) foi um escritor, jornalista, crítico de música e dramaturgo de rádio.

Atividade[editar | editar código-fonte]

Escreveu e publicou vários livros, trabalhou como jornalista no jornal suíço Südschweiz, foi crítico musical no festival it:Settimane_musicali_Ascona [2] e escreveu inúmeras Radionovelas [2] para a estação Westdeutscher Rundfunk, na Alemanha Oriental.

Obra-Prima[editar | editar código-fonte]

Em 1959, escreveu a sua obra-prima Die Angstmacher (Os Temíveis em português) um romance do Pós-guerra, que causou uma grande controvérsia na época.[2]

A ação deste livro passa-se na Alemanha, em 1956, e relata a história de um respeitável jornalista e antigo membro da Resistência Alemã, que ajudou as autoridades francesas a prender Nazis após a Segunda Guerra Mundial. Por esse motivo, passa a ser alvo de retaliação por parte de elementos Nazis que dissimuladamente se reinstalaram em cargos poderosos do sistema de justiça alemão.[3]

De acordo com a bandana da edição americana, Wilfrid vivia na Bélgica quando escreveu esta obra, tendo deixado a Alemanha precisamente devido ao seu receio de sofrer uma perseguição semelhante.[3]

O livro foi publicado em dez países europeus e nos Estados Unidos[2], em 1960, com o título The Fearmakers.[4]

Distinções[editar | editar código-fonte]

Foi eleito membro do PEN (clube), na reunião do conselho do Centro para Autores de Língua Alemã no Estrangeiro, em Londres.[2]

Livros[editar | editar código-fonte]

  • Die Angstmacher, Würzburg e Viena, Verlag Andreas Zettner,1960.[5]
  • Wenn der Haberle mit dem Pfleiderer… Estugarda, Adolf Bonz & Co.,1961.[6]
  • Stuttgart für Anfänger, Zurique, Diogenes Verl., 1965.[7]

Radionovelas[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre literatura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.