Zoran Lilić

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Zoran Lilić
Nascimento 27 de agosto de 1953 (65 anos)
Brza Palanka
Cidadania Iugoslávia
Alma mater Universidade de Belgrado
Ocupação político

Zoran Lilić (em sérvio cirílico: Зоран Лилић, nascido em 27 de agosto de 1953, Brza Palanka, Sérvia, então Iugoslávia) é um político sérvio de ascendência romena por parte de sua mãe. Atuou como Presidente da Assembleia Nacional da Sérvia em 1993, e como Presidente da República Federal da Iugoslávia entre 1993 e 1997.

Foi um deputado do Partido Socialista da Sérvia (SPS) na Assembleia Nacional da Sérvia, e então se tornou presidente da Assembleia Nacional. Foi eleito presidente da República Federal da Iugoslávia após Dobrica Ćosić ser forçado a renunciar. Permaneceu à frente da Terceira Iugoslávia até 1997, embora seja geralmente entendido que era um fantoche para presidente sérvio Slobodan Milošević.[1]

Em 1997, Milošević retirou-se da presidência sérvia, e foi eleito para a presidência federal. Lilić tornou-se o candidato do SPS para suceder Milošević como presidente da Sérvia. Após um segundo turno sem sucesso com Vojislav Šešelj, se tornou vice-presidente do Governo Federal no gabinete de Momir Bulatović, e permaneceu neste cargo até abril de 1999. Ano que foi nomeado assessor do Presidente da República Federal da Iugoslávia, Slobodan Milošević, para as relações econômicas com a Croácia.

Em 2000 deixou o SPS para fundar o Partido Social-Democrata Sérvio, que afirma estar seguindo as ideias de Svetozar Marković. Seu partido não teve sucesso nas eleições.

Referências

Cargos políticos


Precedido por
Dobrica Ćosić
Presidente da República Federal da Iugoslávia
1993–1997
Sucedido por
Slobodan Milošević