'O sole mio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde janeiro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.


"’O sole mio"
Canção de Eduardo di Capua
Lançamento 1901
Gravação 1898
Gênero(s) Canzone Napoletana
Letrista(s) Giovanni Capurro

"’O sole mio" ("Meu sol", em português) é uma das mais famosas canções folclóricas italianas. Foi composta no no ano de 1898, sendo reconhecida oficialmente em 1901.

Interpretações[editar | editar código-fonte]

Gravada pela primeira vez por Giuseppe Anselmi em 1907, já foi interpretada pelos mais diversos cantores, desde a clássica versão de Luciano Pavarotti até uma versão punk da banda Me First And The Gimme Gimmes e até a versão de contratenor do cantor russo Vitas (incluída no CD Obras-primas de Três Séculos [2010].

Uma das mais famosas versões feita para essa música é It's Now Or Never de Elvis Presley, gravada em 1960. Ela possui a mesma melodia de "O Sole Mio", porém, a letra é em inglês, tendo sido composta por Aaron Schroeder e Wally Gold.

Entretanto, a primeira versão em língua inglesa ocorreu em 1949, gravada por Tony Martin sob o nome de "There's no Tomorrow".

Letra[editar | editar código-fonte]

A letra é de Giovanni Capurro e a melodia foi feita por Eduardo di Capua, posteriormente foi descoberto que Alfredo Mazzucchi também participou da composição.

Letra oficial em napolitano
Che bella cosa na jurnata 'e sole,
n'aria serena doppo na tempesta!
Pe' ll'aria fresca pare gia' na festa
Che bella cosa na jurnata 'e sole.
Ma n'atu sole
cchiu' bello, oi ne'.
'O sole mio
sta 'nfronte a te!
'O sole, 'o sole mio
sta 'nfronte a te,
sta 'nfronte a te!
Lùcene 'e llastre da fenesta toia;
'na lavannara canta e se ne vanta
e pe' tramente torce, spanne e canta
lùcene 'e llastre d'a fenesta toia.
Ma n'atu sole
cchiu' bello, oi ne'.
'O sole mio
sta 'nfronte a te!
Quanno fa notte e 'o sole se ne scenne,
me vene quase 'na malincunia;
sotto 'a fenesta toia restarria
quanno fa notte e 'o sole se ne scenne.
Ma n'atu sole
cchiu' bello, oi ne'.
'O sole mio
sta 'nfronte a te!
Letra em italiano
Che bella cosa una giornata di sole,
un'aria serena dopo la tempesta!
Per l'aria fresca pare già una festa...
che bella cosa una giornata di sole!
Ma un altro sole
più bello non c'è
il sole mio
sta in fronte a te
Il sole, il sole mio,
sta in fronte a te
sta in fronte a te
Luccicano i vetri della tua finestra,
una lavandaia canta e si vanta...
mentre strizza, stende e canta.
luccicano i vetri della tua finestra!
Ma un altro sole
più bello non c'è
il sole mio
sta in fronte a te
Quando fa sera e il sole se ne scende,
mi viene quasi una malinconia...
Resterei sotto la tua finestra,
quando fa sera ed il sole se ne scende.
Ma un altro sole
più bello non c'è
il sole mio
sta in fronte a te
Letra em português
Que bela coisa uma jornada de sol,
um ar sereno depois da tempestade.
Pelo ar fresco parece já uma festa,
Que bela coisa uma jornada de sol.
Mas um outro sol mais belo, oh garota, o meu sol, está na sua fronte...
O sol, o meu sol, está na sua fronte, está na sua fronte.
Quando desce a noite e o sol deita-se,
me pega quase uma melancolia.
Ficaria em baixo da sua janela,
quando desce a noite e o sol deita-se.
Mas um outro sol mais belo, oh garota, o meu sol, está na sua fronte...
O sol, o meu sol, está na sua fronte, está na sua fronte.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]