Canção

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Trio Musical executando uma canção acompanhados de um alaúde tocado por um dos cantores. Das Konzert, The Concert - (c. 1490, Lorenzo Costa).

A canção é uma composição musical para a voz humana, escrita, normalmente, sobre um texto, e acompanhada por instrumentos musicais.[1]

É tipicamente interpretada para um único vocalista, mas também pode ser cantada por um dueto, trio ou mais vozes. O texto ou letra das canções são tradicionalmente versos de poesia, mas podem ser versos religiosos de livre prosa. As canções possuem amplas maneiras de divisão, dependendo dos critérios utilizados. Algumas divisões estão entre as músicas "artísticas", "canções de música popular" e "canção popular".[1]

Coloquialmente, embora incorretamente, a palavra canção é usada para se referir a qualquer composição musical, incluindo aqueles que não possuem canto.[2] Na música clássica européia e na música em geral, o uso atual da palavra é considerado incorreto e "canção" só pode ser usado para descrever uma composição para a voz humana, salvo algumas exceções, como por exemplo as canções sem palavras do período romântico, que foram escritas por compositores como Mendelssohn e Tchaikovsky, não são para a voz humana, mas para um instrumento (normalmente piano) e ainda assim são consideradas canções.[1]

Tipos de Canção[editar | editar código-fonte]

Canções Artísticas[editar | editar código-fonte]

São canções que foram criadas para serem interpretadas de acordo com os atributos do cantor, geralmente com piano de acompanhamento, embora possam ter outros tipos de acompanhamento, tais como orquestra e quarteto de cordas que são sempre notados para ser recitada individualmente. Geralmente é exigido um treinamento de voz para um desempenho aceitável. As letras são frequentemente escritas por um poeta ou letrista em forma estrófica, já a música é feita separadamente por um compositor. As canções artísticas podem ser mais formais e complicadas em comparação com as canções comuns e são consideradas importantes para a identidade cultural de alguns países.[3]

Canções Populares e Folclóricas[editar | editar código-fonte]

É qualquer gênero musical acessível ao público em geral. Distingue-se da música folclórica por ser escrita e comercializada como uma comodidade, sendo a evolução natural da música folclórica, que seria a música de um povo transmitida ao longo das gerações. Como o nome mesmo já diz, é a música do povo, oposta à chamada "música erudita" por ter o foco no intérprete e na performance numa determinada camada social.[4]

Outros tipos de Canção[editar | editar código-fonte]

Banda de rock britânica The Beatles em 1960.

A palavra canção se tornou um tipo "ícone" usada a toda hora popularmente quando se referindo a uma variedade de pequenas composições curtas ou com arranjos populares, especialmente quando usando instrumentos modernos, não de orquestra ou de música de câmara ou, ainda até mesmo, se a composição não se encontra num dos moldes descritos acima.

  • A cappella Quando uma canção cantada não é acompanhada por nenhum instrumento musical (ou gravação de sons de instrumentos).
  • Ária - 1) composição para uma voz; 2) cantiga, melodia ou, 3) parte que exprimi o sentimento inspirado pelo assunto da cantata.
  • Balada - frequentemente composta na Forma canção, típica música popular do Século XX, Nos EUA ballad refere-se a música pop.
  • Canção folclórica - a forma "canção" mais antiga entre outras. Hoje seria chamada de Forma Estrófica.
  • Canção de ninar ou cantiga - versos pequenos cantado e dividido em estrofes.
  • Cântico - texto cantado em espírito de louvor, é similar ao hino.
  • Cantiga de amor - estilo poético do trovador, originado em Portugal, Século XII ao XIV apresentado pelo amante para a amada.
  • Canção de gesta - Um poema cantado épico, no século XI e XII.
  • Canção polifônica - composição a várias vozes com um texto secular.
  • Hino - pode ser de espírito religioso ou patriótico.
  • Jingle - melodia curta usada em comerciais.
  • Lamento - Um episódio nas óperas dos séculos XVII e XVIII, para canto ou recitativo antes do desfecho.

Estrutura da Canção[editar | editar código-fonte]

Canções populares quase sempre têm uma estrutura bem definida. A estrutura típicamente usada tem de três a cinco secções musicais separadas que são utilizadas em conjunto para formar uma música completa[5] . A estrutura típica de uma canção é geralmente encontrada nesta nesta ordem:

  1. Introdução
  2. Verso
  3. Refrão
  4. Verso
  5. Refrão
  6. Ponte Musical
  7. Conclusão

A estrutura acima é uma forma muito comum de música popular moderna. Isso inclui canções de pop, rock e heavy metal, além de praticamente todos os gêneros de canções populares e peças clássicas. Esta estrutura simples pode se se tornar complexa quando alterada em alguns aspectos, como, em vez de adicionar um coro único dois coros, ou em vez de terminar com a repetição do refrão adicionar uma parte específica para o último. A estrutura não deve ser muito complicado para não destruir o equilíbrio entre a repetição e alteração de um tópico.[5]

Referências

  1. a b c The New Shorter Oxford English Dictionary (em en). EUA: Oxford University Press, 1993. 2947 pp. ISBN 0198612710
  2. Luise Eitel Peake. The New Grove Dictionary of Music and Musicians (em en). 6 ed. Londres: Macmillan Publishers, 1980. 17 vol. ISBN 1-56159-174-2
  3. Kamien, Roger. Music: An Appreciation (em en). 3 ed. [S.l.]: McGraw-Hill, 1997. p. 217. ISBN 0072902000
  4. Middleton, Richard. Studying Popular Music (em en). [S.l.]: Open University Press, 1990. p. 103. ISBN 0335152767
  5. a b EXCERTO D – A EXPRESSÃO DE UMA PERCEPÇÃO: AIMPORTÂNCIA DO PÓS/ESTRUTURALISMO Scribd. Visitado em 04 de Fevereiro de 2012.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Canção